Capa da Publicação

Kurama: Tudo sobre a Kyuubi, a Raposa de Nove Caudas de Naruto

Por Melissa de Viveiros

Escrita por Masashi Kishimoto e iniciada em 1997, a série Naruto conquistou milhares de fãs ao redor do mundo com a história do garoto que tinha a Nove Caudas dentro de si e sonhava em ser Hokage. Desde o princípio, a raposa prestou um grande papel na trama, que muda, cresce e se desenvolve através dos anos, começando como uma presença sinistra e misteriosa com a qual Naruto lida, até que sua história é revelada para o público e para o protagonista, mudando fundamentalmente nossa visão sobre Kurama.

Aqui, falaremos sobre essa história em todos os detalhes, desde as origens de Kurama até os detalhes sobre a raposa que podem não ter ficado claros ao longo de sua história. Se você quer saber mais sobre ela, veio ao lugar certo.

A origem dos Bijuus

Para entender Kurama, é importante entender primeiramente o que são os Bijuus, as Bestas com Caudas do universo de Naruto. Ao todo, elas são nove, e cada uma possui um número de caudas de um a nove. Embora fossem chamadas de “Monstros de Chakra” por conta de sua composição e poder supostamente descontrolado, com o tempo é revelado que essas criaturas são mais do que meros monstros.

As Bestas com Caudas tiveram sua origem no princípio do universo, muito antes da fundação das nações ninja. Kaguya Otsutsuki, a primeira pessoa a possuir chakra, o obteve ao consumir o fruto proibido da chamada Árvore Divina. Seus filhos, Hagoromo e Hamura, no entanto, foram as primeiras pessoas a nascer com chakra e, eventualmente, Kaguya decide que o chakra deles na verdade pertencia a ela por direito. Ela, então, se torna a entidade conhecida como Dez Caudas ao se fundir com a própria Árvore Divina.

O Dez Caudas. como aparece no anime.

Hagoromo e Hamura batalham contra o Dez Caudas a partir de então, e quando são bem sucedidos em derrotar a besta, a selam dentro de Hagoromo, fazendo com que ele se torne o primeiro jinchuriki, ou seja, o primeiro humano a ser hospedeiro de uma Bijuu. No entanto, sabendo que sua eventual morte levaria à liberdade do Dez Caudas, ele decide separar partes do chakra do monstro de seu corpo e utilizar sua técnica de criação para formar as Bestas com Caudas. Foi assim, a partir da divisão do chakra do Dez Caudas e da técnica de Hagoromo, que os Bijuus foram criados.

Assim, Kurama e as outras Bestas com Caudas são seres bastante antigos. Embora uma idade não seja especificada para elas, as Bestas foram criação do próprio Sábio dos Seis Caminhos, e precedem todas as vilas shinobi, além de serem bem mais velhas que muitos personagens históricos de Naruto, como Madara Uchiha e Hashirama Senju.

Mas o que são as Bestas com Caudas?

Inicialmente, as Bestas com Caudas eram consideradas criaturas bestiais de extraordinário poder, porém incapazes de raciocinar. De acordo com as crenças de alguns dentro do universo, elas não eram seres racionais, e sim mais próximas de forças da natureza, sendo incontroláveis. Isso, no entanto, não é a realidade, e as Bestas são capazes de raciocinar, controlar seus poderes, e de se comunicarem com os humanos, quando desejam fazê-lo.

De maneira resumida, elas são nada menos que formas de chakra vivas. Explicando melhor, diferente de animais reais, elas não são seres orgânicos, e não só possuem imenso chakra como são compostas apenas disso. É por ser uma criatura de chakra que foi possível para Minato dividi-la em duas quando realiza o selamento da parte Yin da raposa dentro de si, enquanto a parte Yang é selada dentro de Naruto.

Mesmo a morte é um conceito um tanto diferente para as Bestas com Caudas na maior parte do tempo. Embora seus hospedeiros humanos, os jinchurikis, venham a falecer caso tenham as Bestas retiradas de dentro de si, como acontece com Gaara em Naruto Shippuden, as Bestas podem morrer caso seus hospedeiros morram, mas voltariam após algum tempo. Apesar disso, existem circunstâncias nas quais elas de fato podem deixar de existir, ainda que não sejam tão vulneráveis quanto seres humanos.

Kurama antes de Naruto

Kurama, logo após ser criado por Hagoromo.

Logo após criar as Bestas com Caudas, Hagoromo Otsutsuki passou a cuidar delas, inclusive ensinando às Bestas sobre o mundo e sobre os humanos, para que confiassem neles e os ajudassem, além de permitir que soubessem que um dia eles poderiam se tornar uma única entidade novamente. Eventualmente, Kurama precisa trilhar seu próprio caminho, e passa a não ter um lugar fixo para viver. Apesar dos ensinamentos passados à raposa, os humanos começam a considerá-la um desastre natural, acreditando que ela seja uma força de destruição que aparece nos períodos de trevas da humanidade.

A partir daí, o histórico das interações de Kurama com os humanos vai se tornando cada vez pior ao longo do tempo. Perto da época da formação das Vilas ninja, os irmãos Ouro e Prata da Vila da Nuvem tentam capturá-la, e algum depois disso, Madara Uchiha controla a raposa utilizando o Sharingan, e a usa contra Hashirama e a Vila da Folha. Embora liberte Kurama do controle de Madara e o derrote, o Primeiro Hokage julga a Besta com Caudas perigosa demais para continuar livre, e a subjuga. A esposa dele, Mito Uzumaki, sela Kurama dentro de si, e assim se torna a primeira jinchuriki da raposa.

A Nove Caudas continuaria aprisionada durante toda a vida de Mito, sendo transferida para outra hospedeira quando sua vida estava chegando ao fim. A próxima jinchuriki de Kurama foi ninguém menos que Kushina Uzumaki, que por sua vez manteve a raposa aprisionada até  dar a luz a Naruto. Apesar dos preparativos feitos por ela e Minato para garantir que Kurama não escaparia, eles são atacados por um homem mascarado, que mais tarde é revelado como Obito Uchiha, o que faz com que a Nove Caudas não permaneça presa dentro de Kushina.

Ainda assim, Kurama não consegue sua liberdade, e mais uma vez é utilizado pelos humanos como uma arma quando Obito ordena que o Bijuu destrua a Vila da Folha. Eventualmente, Minato o libera deste controle, mas isso não é o suficiente para parar a Besta com Caudas. Devido a todos os anos que passou aprisionada, assim como ao fato de os humanos a verem apenas como um monstro irracional e a utilizarem como uma ferramenta, Kurama passou a odiar os humanos e a Vila da Folha, e continua a tentar destruí-la de acordo com sua própria vontade.

Mesmo este momento de liberdade de Kurama, no entanto, é breve. A raposa não consegue destruir a Vila, e é selada em Minato e Naruto, sendo dividida em partes Yin e Yang, já que seria demais para um bebê recém-nascido ter todo o poder da raposa selado dentro de si. Com Kushina a beira da morte, ela e Minato utilizam o que resta de suas forças para manter Naruto e a Vila a salvo, e para levar a metade Yin da raposa consigo Minato utiliza a mesma técnica que o Terceiro Hokage emprega anos mais tarde, ao selar os braços de Orochimaru: o selo Ceifeiro da Morte.

As partes Yin e Yang de Kurama reunidas através de Naruto e Minato, em Naruto Shippuden.

A parte de Kurama que fica com Naruto, ao perceber sua situação, decide ser paciente: sua tática seria aguardar e tentar enfraquecer o selo, determinado a influenciar o garoto a usar seu poder e facilitar sua eventual fuga.

Ligação com Naruto

Ao longo da jornada de Naruto, no entanto, é perceptível uma mudança de comportamento por parte de Kurama. De fato, nos primeiros anos de Naruto como ninja, a raposa aparece de tempos em tempos para tentá-lo com seu poder, tentando persuadi-lo a tirá-la de sua jaula. Mesmo em Naruto Shippuden, quando o garoto perde o controle e assume a forma de Quatro Caudas, Kurama demonstra não se importar com os humanos, atacando tanto a Orochimaru quanto a Sakura.

Depois de sofrer em tantas interações com os humanos, Kurama se tornou cheio de ódio, e não busca ajudar a humanidade, uma vez que foram eles os responsáveis por manterem a raposa presa durante décadas, ou a utilizaram como uma ferramenta para seus próprios fins. Ela tenta utilizar todo o ódio que carrega em si contra Naruto, inclusive tentando fazer com que seu ódio o consumisse quando o jovem a enfrenta na Cachoeira da Verdade.

A Nove Caudas selada dentro de Naruto.

Apesar disso, os confrontos diretos entre os dois, bem como a luta de Naruto para mantê-la sob controle, enquanto Kurama tenta achar maneiras de se libertar, acabam fazendo com que a raposa se torne bastante familiar com seu hospedeiro, a quem assistiu crescer e superar diversos desafios e inimigos. Ao refletir sobre suas interações com humanos no passado, Kurama chega a pensar que não importa o que digam, os seres humanos sempre estão interessados apenas em seu poder, mas percebe que Naruto é uma exceção a essa regra, ainda que permaneça relutante em relação a admitir que o garoto seja diferente.

Através de suas ações, e principalmente de suas tentativas de auxiliar os Bijuus durante a guerra, Naruto acaba provando para a raposa que é realmente diferente, e Kurama o aceita como um aliado, enquanto é reconhecido por Naruto como um companheiro. É apenas por causa dele que Kurama é capaz de deixar de lado todo o ódio que carregou por anos, e a raposa chega a reconhecê-lo como a criança da profecia: aquele que estaria destinado a trazer a paz para o mundo ninja.

Poderes e Personalidade

Kurama é considerado o mais poderoso entre todas as Bestas com Caudas, mesmo após ser dividido em duas partes, que é como a raposa é vista durante a maior parte da série, com seu poder se tornando ainda mais extraordinário quando as duas partes são reunidas ao fim da Quarta Guerra Ninja. A raposa também possui enorme força bruta, sendo capaz de achatar montanhas com apenas uma de suas caudas, e apesar de seu tamanho, possui grande agilidade. Kurama também é capaz de utilizar seu chakra, uma vez que é uma das Bestas com Caudas, para criar ataques devastadores de modo semelhante ao que ocorre com as técnicas de ninjutsu.

A Nove Caudas é extremamente inteligente, capaz de formular planos e estratégias em batalha, bem como de fazer planos para longo prazo, como fez quando percebeu que foi presa em Naruto. Embora inicialmente seja apresentada como um ser cheio de ódio, a raposa demonstra ser bem mais que isso, e quando não está sendo atormentada pela raiva, é capaz de manter a calma em situações extremas, além de ter um grande espírito de liderança.

Ainda que não fique claro qual é o gênero das Bestas com Caudas, já que elas são formadas a partir de chakra, na versão original em japonês, Kurama utiliza para si o pronome “washi”, que geralmente é usado por homens mais velhos. Além disso, ser uma forma de chakra viva não a torna sem personalidade, e a raposa demonstra muitos traços bastante humanos: enquanto no começo é uma criatura cínica, astuta e orgulhosa, ela demonstra ter um lado sensível quando derrama lágrimas pela morte de Hagoromo, e também se mostra capaz de mudar quando deixa o ódio de lado e passa a admirar e a se preocupar com Naruto.

Nome e Inspirações

A mais óbvia das inspirações para a raposa de Nove Caudas é a kitsune (palavra que também significa raposa), parte do folclore japonês. Kitsunes são conhecidas por serem criaturas astutas e travessas, muitas vezes sendo capazes de mudar de forma. Apesar disso, é dito que elas sempre mantém suas promessas, algo refletido na personalidade de Naruto. Também é possível relacionar Kurama às kitsunes por conta da relação entre seu número de caudas e seu poder, uma vez que as lendas dizem que quanto mais caudas uma kitsune tem, mais poderosa ela é, sendo nove caudas o maior número possível.

O nome da raposa, no entanto, foi inspirado pelo personagem de mesmo nome de Yu Yu Hakusho, de acordo com o que foi dito por Masashi Kishimoto no segundo Artbook de Naruto. O Kurama de Yu Yu Hakusho também tem relação com raposas, tendo fortes inspirações na lenda que também inspira a Nove Caudas, e sendo capaz até mesmo de assumir uma forma de kitsune.

Kurama, inspiração do nome da Nove Caudas, é um dos personagens principais de Yu Yu Hakusho.

Já o significado do nome tem a ver com o budismo, uma vez que Kurama significa literalmente “nove lama”, sendo escrito com o mesmo caractere que em japonês é utilizado para nove. Já a parte do “lama” vem do budismo tibetano, e é um termo utilizado como um título para se referir a um guia espiritual, além de poder ser um honorífico utilizado para aqueles que possuem conhecimentos tântricos avançados. Talvez o exemplo mais conhecido do uso de “lama” seja quando ele faz parte de outro título, o de Dalai-lama, que se refere ao líder espiritual do Tibet.

Embora não seja um grande mestre para Naruto ao longo de toda a história, é inegável que a raposa tem um enorme papel em moldar quem o protagonista se torna, mesmo que ao antagonizá-lo, fazendo com que ele reafirme sua determinação e aprenda a resistir às tentações, sempre tentando ficar mais forte através de seu próprio poder. Desde a concepção do par por Kishimoto à como a jornada de ambos se desenvolve simultaneamente, o papel de Kurama está profundamente entrelaçado à história de Naruto, seja como antagonista ou como grande aliado.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_