Capa da Publicação

Naruto: A origem do Punho Bêbado de Rock Lee na vida real

Por Junno Sena

Atenção: Alerta de Spoilers!

Se assistir crianças participarem de lutas mortais já poderia ser algo questionável, ver Rock Lee, do anime Naruto, ficar bêbado e executar a técnica “Punho Bêbado”  foi, no mínimo, curioso. Porém, a modalidade que parecia apenas ser ficcional esconde uma origem histórica, com direito ter sido adaptada para diversos outros materiais.

Rock Lee e o Punho Bêbado

Lee utilizando a técnica do Punho Bêbado no mangá de Naruto

Apresentada na luta entre Rock Lee e Kimimaro, no Episódio 123, “O Demônio Bonitão da Aldeia da Folha!”, a técnica se torna protagonista na batalha, uma vez que serve como distração para permitir que Naruto vá atrás de Sasuke.

Não demora muito e Lee pede para seu oponente que lhe deixe beber o seu “remédio”, já que ele ainda está se recuperando da luta contra Gaara ocorrida durante o Exame Chunin. Porém, o que parecia ser seu remédio é, na verdade, uma garrafa de saquê.

Entorpecido pelo efeito do álcool, Lee começa a enfrentar Kimimaro utilizando o estilo de luta “Punho Bêbado”. A explicação de Guy é que essa habilidade não pode ser aprendida, ensinada ou aperfeiçoada através de treinamento.

Isso por que a base dela é a imprevisibilidade dos movimentos do usuário. E, como Lee já é um grande usuário de taijutsu, é como se a bebida fosse capaz de colocar seu corpo em um modo instintivo. Explicação similar ao que ocorre com Zenitsu, de Demon Slayer, quando dorme.

O Punho Bêbado na história

Imagem da adaptação de Water Margin

Mas, essa técnica também pode ser encontrada em livros de história. “Boxe Bêbado”, “Punho Bêbado” ou “Zuì Quán” são alguns dos nomes dados a todos os estilos chineses de artes marciais em que a pessoa tenta imitar os movimento de um indivíduo bêbado.

Se especula que a origem da técnica tenha surgido entre comunidades religiosas budistas e taoístas. Alguns historiadores afirmam que deve se originado na Dinastia Song, entre 960 e 1279 depois de Cristo.

A primeira referência escrita ao boxe do bêbado é atribuída ao livro Water Margin, de Shi Nai’an, que segue a trágica história de um grupo de rebeldes contra o governo. Um dos personagens principais, Wu Song, acaba se envolvendo em uma briga e utiliza a influência do álcool como condutor de suas lutas.

Porém, a técnica de Wu Song apenas funcionou na ficção, até que no século XVII, foram encontradas referências a práticas similares em dois manuais: The Hand Combat Classic e Xuanji’s Acunpucture Points.

O Punho Bêbado em outras mídias

Chu, de Yu Yu Hakusho, utilizando a sua técnica especial

Essa prática milenar chegou a cultura pop por outro meio, além do livro Water Margin: com Jack Chan, em 1978, no filme O Mestre Invencível. No início de sua carreira, o ator interpreta Wong Fei-hung, que está em uma jornada em busca de aprender um estilo secreto e vingar a morte de seu pai.

Já nos anos 90, Emanuel Augustus se tornaria conhecido por aplicar essa prática dentro dos ringues de boxe. Veja um vídeo do lutador abaixo:

E ela não se manteve apenas aí. Em Yu Yu Hakusho, de Yoshihiro Togashi, Yusuke Urameshi enfrenta Chu e seu temido estilo de luta Sui Ken. Durante a luta, revela não ser apenas um bêbado inconveniente, mas um lutador ágil que utiliza a bebida para distrair seus oponentes.

Em outros animes, o álcool está mais atrelado a personalidade do personagem. Em Fairy Tail, por exemplo, Cana é sempre vista como “a bêbada” da equipe, mas sempre se torna fundamental para os embates. Outros que se destacam na lista são Tsunade e Zoro, de One Piece.

Aproveite e continue lendo:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.