Capa da Publicação

Kuririn é mesmo o personagem que mais morreu em Dragon Ball?

Por Junno Sena

Kuririn pode ser o alvo dos memes ao redor do anime e mangá Dragon Ball, mas, a verdade é que o personagem não foi o que mais morreu e foi ressuscitado na história das esferas do dragão. Totalizando apenas três mortes, Kuririn divide seu lugar com outros personagens, como Piccolo, mas perde para um fator crucial: a população da Terra.

Ressuscitar em animes ou quadrinhos se tornou motivo de piada entre os consumidores de cultura pop. E, além dos X-Men e sua alta taxa de ressurreições, Dragon Ball é um dos materiais que se destaca pela quantidade de heróis que morreram e retornaram para a franquia ao longo dos anos.

Entre os que se tornaram uma constante, foi Kuririn e Piccolo, que morreram três vezes e Yamcha, que morreu duas vezes. O pequeno Chiatzu, os vilões Freeza e Cell também morreram três vezes no decorrer do anime, enquanto Goku, Tien, Androide 17, Vegeta, Trunks e Mestre Kame morreram duas vezes.

Primeira morte do personagem foi cometida por Tambourine, filho do Rei Piccolo

Enquanto boa parte desses personagens encontraram um fim prematuro na chegada de Majin Boo e seu fascínio em transformar todos em chocolate, a população da Terra conseguiu ultrapassar os demais personagens, ficando no topo da lista.

A destruição do planeta do Universo 7 ocorreu em um total de quatro vezes, até o momento. A primeira pelas mãos de Kid Boo, então por Freeza, mais uma vez pelo Zen-Oh do futuro em Dragon Ball Super e, mais uma vez, por Kai e Beerus no futuro. Todos esses fins foram, ou impedidos com viagens no tempo, ou restaurados através de desejos.

Talvez o mais curioso é que Mr. Satan não chegou a morrer em nenhum momento da série, caso não contarmos o personagem como parte do resto da população mundial. Sendo um humano comum de ego inflado, é interessante perceber como alguém sempre ligado ou presente nessas catástrofes se manteve intocável.

Já a contagem de mortes de Kuririn somam a cometida pelo filho do Rei Piccolo, o icônico momento em que Freeza explode o rapaz, quando Majin Boo o transformou em chocolate e pelas mãos do Androide 17. Vale adicionar que, no futuro alternativo de Trunks, Kuririn morreu pelas mãos dos dois androides.

Aproveite e continue lendo:

Imagem de perfil
Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ. Ele | Elu