Batgirl: Warner emite comunicado oficial sobre cancelamento do filme

Capa da Publicação

Batgirl: Warner emite comunicado oficial sobre cancelamento do filme

Por Arthur Eloi

Uma das viradas mais imprevisíveis da memória recente, a Warner Bros. Discovery optou por cancelar Batgirl mesmo quando o filme já estava em fase de pós-produção, próximo de ser lançado. A decisão surpreendeu, e agora a empresa divulgou um comunicado sobre essa mudança.

Ao Hollywood Reporter, um representante do estúdio reforçou que a decisão foi tomada como parte da nova administração da corporação, em razão da fusão entre a Warner Bros. e a Discover, e agradeceu às equipes do filme e da sequência de Scooby! O Filme – que também foi cancelada na mesma leva:

A decisão de não lançar Batgirl reflete nossa mudança de estratégia em relação ao universo DC e HBO Max. Leslie Grace [atriz da Batgirl no filme] é uma atriz muito talentosa, e essa decisão não é reflexo de sua performance. Estamos incrivelmente gratos aos cineastas de Batgirl e Scoob! Holiday Haunt e seus respectivos elencos, e esperamos poder colaborar com todos novamente no futuro próximo.

A mudança estratégica ao qual o representante se refere envolve um corte de custos agressivo por parte de David Zaslav, o novo CEO da Warner Bros. Discovery. Após assumir o posto, ele colocou como missão reduzir as despesas da corporação, e isso inclui uma nova abordagem às obras, que agora precisam ser grandes eventos cinematográficos para justificar altos orçamentos.

Filme cancelado da Batgirl teria retorno de Michael Keaton como Batman

Para referência, Batgirl custou cerca de US$90 milhões, o que já a alinha com outras grandes produções do gênero de heróis. O filme, porém, já tinha terminado de ser filmado, e passava agora pela etapa de pós-produção.

A decisão não choca exatamente pela falta de um lançamento no cinema, prática comum quando os estúdios não colocam fé no desempenho comercial de um projeto, mas sim pelo engavetamento completo: a empresa não pretende lançar no catálogo da HBO Max, nem mesmo para aluguel e compra digital, e também não vai vender a produção para outras distribuidora.

Os fãs já estão manifestando sua indignação nas redes sociais, e resta saber se a decisão eventualmente será revertida – mas não há nada que indique isso.

Aproveite e confira:

Imagem de perfil
Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117