Capa da Publicação

Warner Bros planeja mudanças para o Universo Estendido DC após fusão com a Discovery

Por Chris Rantin

Poucos dias após a fusão entre a Warner Bros. e a Discovery, a gigante do entretenimento está planejando mudanças para o Universo Estendido DC. De acordo com a Variety, a intenção é alinhar os projetos da DC Comics e valorizar grandes personagens da editora que, no momento, estão sendo ignorados.

David Zaslav, o CEO da Warner Bros Discovery, se reuniu com os líderes da empresa para discutir a ideia de transformar a DC em um conteúdo mais sólido. Segundo a Variety, a decisão dos executivos pode afetar vários projetos que já estão em desenvolvimento, desde os filmes até as séries, assim como todo o time criativo envolvido com a DC.

“Tudo em um esforço para que os elementos mais diferentes estejam alinhados de forma mais precisa, para maximizar o valor dos produtos de super-heróis — algo que costuma ser visto como algo que compete contra a Marvel,” explica o site.

Com heróis e vilões icônicos, executivos acreditam que o que falta para as produções da DC é mais organização e harmonia.

De acordo com a publicação, Zaslav está em busca de um líder criativo parecido com Kevin Feige, para que todo o DCEU funcione de uma forma mais harmônica.

“Uma fonte sugeriu que Zaslav estava menos interessado em encontrar um guru criativo e mais ansioso para contratar alguém que tenha o tipo de experiência de mercado necessária para manter todas as diferentes partes da DC funcionando de forma mais harmoniosa,” revela a reportagem.

Ainda segundo a Variety, Zaslav acredita que o sucesso da Warner e da Discovery tem relação direta com o universo da DC Comics, mas que por mais que os filmes tenham alcançado muito sucesso, eles não possuem muita coerência criativa ou estratégia no que diz respeito à marca DC.

“[A empresa] Discovery acredita que muitos personagens grandiosos como Superman foram deixados de lado para definhar e precisam ser revitalizados. Eles também acreditam que projetos como Coringa de Todd Phillips são um exemplo de como personagens secundários da DC podem e devem ser explorados” 

A reportagem destaca que por mais que a DC Comics tenha encontrado maneiras interessantes de conectar o cinema com as séries, através das produções da HBO Max como Pacificador (derivado de O Esquadrão Suicida) e as aguardadas séries sobre o Pinguim e Arkham (derivadas de The Batman), os executivos acreditam que é preciso levar isso para uma abordagem mais quadrinesca, o que inclui investir mais em jogos.

E aí, o que será que vem por aí?

Os próximos lançamentos da DC Comics são Adão Negro, que chega aos cinemas dia 21 de outubro deste ano; Shazam! Fúria dos Deuses em 16 de dezembroThe Flash, programado para 23 de junho de 2023; e Aquaman 2 em 17 de março de 2023. 

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"