Capa da Publicação

HBO Max: CEO da WarnerMedia admite falha ao anunciar estreias simultâneas nos cinemas e streaming

Por Melissa de Viveiros

No fim do ano passado, a Warner Bros. anunciou a decisão de realizar suas estreias de 2021 ao mesmo tempo nos cinemas e na HBO Max, anúncio que foi recebido com controvérsia. Agora, o CEO da WarnerMediaJason Kilar, participou de uma conferência na qual admitiu que a comunicação da decisão de realizar lançamentos simultâneos em ambas as mídias não foi feita como deveria, de acordo com o The Hollywood Reporter.

Em sua fala, Kilar afirma que o anúncio foi feito de forma apressada, e que mais tempo deveria ter sido utilizado para conversar com os indivíduos impactados pela decisão. Ele disse:

“Eu serei o primeiro a dizer, e a responsabilidade está sobre os meus ombros, que, olhando para trás, nós deveríamos ter separado boa parte de um mês para ter mais de 170 conversas — que é o número de participantes que estão no nosso calendário de filmes de 2021. Nós tentamos fazer isso em um curto período de tempo, menos de uma semana, porque é claro que teriam vazamentos, que teria opiniões de todo mundo sobre se deveríamos fazer isso ou não.”

A decisão de lançar os filmes simultaneamente se tornou alvo de reclamações por parte de alguns cineastas, incluindo Christopher Nolan e Patty Jenkins. Isso resultou na Warner tentando aplacar os mais descontentes com acordos milionários, garantindo que os filmes fossem lançados no streaming também, onde permaneceriam por um mês antes de se tornarem indisponíveis. As estreias só retornam ao catálogo algum tempo depois de seu lançamento, como seria o esperado caso fossem lançadas somente nos cinemas.

O CEO da WarnerMedia, Jason Kilar.

Para Kilar, a empresa conseguiu reagir bem aos problemas decorrentes do lançamento simultâneo. Ele explica:

“Nós falamos desde o começo que trataríamos todos os filmes como blockbusters, de uma perspectiva econômica, para seus participantes, que seríamos justos e generosos, nós iríamos fazer a coisa certa. A boa notícia é que conseguimos, e nos matamos de trabalhar para isso. E nós agora estamos em uma situação muito boa.”

Apesar disso, a Warner Bros. já se comprometeu a mudar o formato de lançamentos no ano que vem. O acordo garante que a empresa lançará seus filmes exclusivamente nos cinemas, com um período de pelo menos 45 dias antes que os lançamentos sejam disponibilizados em outras plataformas. O plano, no entanto, não afeta o restante dos filmes deste ano, o que significa que produções como DunaMatrix Resurrections chegarão ao HBO Max. No Brasil, as estreias da empresa já vem funcionando de forma semelhante ao formato que ela pretende empregar no ano que vem, já que os filmes chegam exclusivamente aos cinemas e são adicionados ao catálogo do streaming posteriormente.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_