Capa da Publicação

Amber Heard contratou seguranças de elite para protegê-la durante julgamento de Johnny Depp

Por Junno Sena

Amber Heard contratou seguranças de elite para protegê-la de ataques e ameaças dos fãs de Johnny Depp. Esse é mais um capítulo do confronto judicial de Amber e Johnny, que envolve desde acusações de agressão sexual a difamação.

De acordo com uma nota do Sunday obtida pelo New York Post, Amber Heard precisou contratar uma firma de seguranças formada por ex-militares e oficiais do governo. Eles estariam monitorando “apoiadores solitários que estão tentando acessar o tribunal regional”.

Não se sabe quantos guardas compõem o grupo contratado por Amber, mas especula-se que há seguranças trabalhando disfarçados no local. Além disso, foi reportado que Heard está pagando, pelo menos, 120 dólares por hora para cada um deles.

Amber Heard em um dos dias de julgamento.

A medida tomada por Amber surge após diversos espectadores perseguirem veículos onde a atriz e seu time de advogados estavam. A nota ainda diz que a decisão busca mantê-la em segurança para que possa retornar para sua casa sem problemas.

Porém, as ameaças vão muito além de perseguições em frente ao tribunal. Heard tem sofrido diversas ameaças pela internet. Sob a hashtag #JusticeForJohnnyDepp (Justiça Para Johnny Depp, em tradução livre) a atriz tem recebido desde xingamentos até ameaça de morte.

Em um dos tweets, um usuário pergunta se é moralmente aceito “matar e comer o advogado de Amber Heard, já que ela vai acabar o matando”.

“Quem quer ir comigo em uma expedição para matar Amber Heard brutalmente”, outro usuário escreveu durante uma sessão do julgamento.

“Amber Heard, eu vou atrás de você quando você sair do tribunal, sua mentirosa, duas caras, acabou para você”.

Um dos fãs de Johnny Depp em frente ao tribunal.

De acordo com a promotora Moira Penza do distrito leste de Nova York, essas acusações não podem ser vistas de forma leviana.

“Quando pessoas se cansam das redes sociais, coisas perigosas podem acontecer na vida real”, explicou ao The Post. “O que está acontecendo na internet atinge diversos indivíduos, especialmente mulheres.

E esse não tem sido algo isolado a este julgamento. Desde 2020, quando Johnny Depp perdeu seu processo contra Amber, a atriz tem sofrido ameaças através das redes sociais. Sem contar que sua acusação contra Depp foi recebida com ataques da internet em 2016.

Nesse retorno aos tribunais, Depp acusa a ex-mulher de difamação, afirmando que acusações falsas tiveram efeitos devastadores para sua carreira. Entre esses efeitos, teve o afastamento do ator na franquia Animais Fantásticos. Enquanto isso, Heard afirma que Depp a abusou fisicamente e sexualmente e que os relatos do ex-marido não podem ser levados em consideração, já que ele sempre esteve bêbado durante as discussões entre os dois.

Amber Heard e Johnny Depp se separaram em 2015, com o divórcio entre eles sendo finalizado em 2017. As alegações iniciais de Heard vieram à tona em 2016, durante o processo de divórcio do casal, com a atriz acusando Depp de violência doméstica e abuso emocional.

Aproveite e continue lendo:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.