Capa da Publicação

Johnny Depp diz que está sendo boicotado por Hollywood

Por Leo Gravena

Em uma nova entrevista, Johnny Depp disse que ele está sendo “boicotado por Hollywood” após sua controversa e grande batalha judicial contra sua ex-esposa Amber Heard e o tabloide britânico The Sun.

A alegação de Depp ocorreu durante uma entrevista com o Sunday Times, na qual o ator fala sobre sua carreira como um todo e seu novo filme, Minamata, um drama histórico real sobre um jornalista (Depp) que ajudou a expor décadas de envenenamento por mercúrio causado por poluição de uma empresa japonesa.

O novo filme já foi lançado no Reino Unido, porém ainda não chegou nos EUA e outros países do mundo, algo que o ator acredita ser devido aos seus problemas na vida real, incluindo o processo que ele abriu contra o The Sun em 2018.

Ao falar sobre como a produção do filme havia prometido para o povo de Minamata que o longa seria respeitoso com a história do local, Depp citou que acredita que o atraso no lançamento do filme se deve à um boicote feito com ele:

“Alguns filmes tocam pessoas. E isso afeta aqueles em Minamata e aqueles que experienciaram coisas semelhantes. E para qualquer coisa… Para Hollywood me boicotar? Um homem, um ator em uma situação bagunçada e desagradável, durante os últimos anos?

 

Mas sabe, estou indo em direção aonde preciso isso para tornar tudo isso… Para trazer luz para as coisas”.

Johnny Depp em “Minamata”

O processo de Depp contra o The Sun ocorreu após o tabloide britânico chamar o ator de um “espancador de mulheres” em um artigo de 2018, que levou a um processo bastante divulgado na mídia em 2020. Depp perdeu tanto o processo inicial como o recurso. Dias após o veredito, o ator foi demitido de seu papel como Gellert Grindelwald na franquia Animais Fantásticos.

Essa não é a primeira vez que alguém envolvido com o filme cita um possível boicote. De acordo com o diretor do longa, Andrew Levitas a  MGM, a distribuidora americana do longa, disse para ele que planejava “enterrar o filme”, fazendo nada além do contrato estipulado na divulgação e exibição de “Minamata”. Em uma declaração ao Deadline, o diretor falou:

“A MGM declarou que iria manter suas ‘obrigações legais’ e nada mais. Ao fazer isso, a MGM está fazendo uma decisão consciente de machucar esses inocentes novamente, insensivelmente pisoteando suas vidas, seus legados, seus amados que morreram e sua coragem”.

Imagem de perfil
Leo Gravena

Editor | Ele/Dele | @LeoGravena
Escrevo sobre cultura geek na internet desde 2012
"Don't look back -- the past is exactly where it belongs."