Naruto: Todos os tipos de Sharingan explicados

Capa da Publicação

Naruto: Todos os tipos de Sharingan explicados

Por Márcio Jangarélli

As aventuras do Narutinho são um clássico indiscutível da cultura pop. A obra não só apresentou uma jornada que prendeu os fãs em todas as suas reviravoltas, como contou com os personagens mais cativantes do mundo e os poderes mais legais – para tentarmos copiar todos os selos em casa.

Destes poderes, aquele que realmente arrebata qualquer um que cruze com a história dos shinobis é, com certeza, o Sharingan. O grandioso dojutsu do clã Uchiha, com olhos vermelhos, pupilas de catavento e muita tragédia, é uma das assinaturas de Naruto e uma daquelas técnicas que entra para o hall Kamehameha de habilidades icônicas.

Mas, como você deve saber, existem tipos diferentes de Sharingan e, principalmente, Mangekyou Sharingan. Preparei esse texto para destrinchar todas as formas conhecidas deste dojutsu – baseado apenas no mangá e na história cânone – para todos os curiosos e entusiastas dos Uchiha. Vem comigo nessa?

Sharingan

O Sharingan é um dojutsu kekkei gekkai do mundo de Naruto, próprio do clã Uchiha. Isso significa que ele é um jutsu especial passado de geração em geração através da linhagem sanguínea do clã. 

Sharingan” significa “Olho Copiador Giratório”, fazendo alusão aos poderes originais do dojutsu e o formato que a pupila do usuário assume – especialmente quando se atinge o Mangekyou. O primeiro detentor desta habilidade no mangá de Naruto é o Indra Otsutsuki, filho do Hagoromo, o Sábio dos Seis Caminhos, e ancestral do Sasuke. Já no anime é o próprio Hagoromo quem desperta o Sharingan original.

Como o Sharingan desperta?

Chamado de “olho que reflete o coração”, o Sharingan surge quando um shinobi com sangue Uchiha vivencia um tipo de emoção muito forte relacionada a um ente querido. Para ficar mais claro, é só lembrar que o Sasuke desperta seu Sharingan durante a luta contra o Haku, quando o Naruto e os membros do Time 7 estão em estado crítico.

Não são todos os Uchihas que conseguem despertar o Sharingan por conta desse “método”. Também, o dojutsu é evolutivo e geralmente desperta em seu estado mais fraco, com apenas um tomoe (as marcas dentro da pupila vermelha). Conforme o usuário aperfeiçoa seu controle de chakra e o domínio sobre o Sharingan, ele vai ganhando os outros tomoes, até atingir os três símbolos, indicando um Sharingan “maduro”.

Quais são os poderes do Sharingan original?

Antes de atingir o Mangekyou, o Sharingan possui duas habilidades: o “Olho da Percepção” e o “Olho do Hipnotismo”.

Olho da Percepção

Ainda que seja classificado como apenas uma habilidade, o “Olho da Percepção” possui dois tipos de poderes distintos. Ele pode enxergar o fluxo de chakra do alvo e copiar movimentos – além de aumentar a percepção de área do usuário.

O Olho da Percepção não é tão poderoso quanto o Byakugan para enxergar o fluxo de chakra. No entanto, ele permite que seu usuário enxergue a energia “em cores”, detecte mudanças, obstruções e o movimento do fluxo.

Já a habilidade de cópia é a mais conhecida do Sharingan. Com o Olho da Percepção, o usuário pode copiar e ler qualquer movimento do alvo, incluindo os selos de jutsu. Não é que o Sharingan realmente “copia” um jutsu, é mais um efeito de espelho. O shinobi com o dojutsu repete os mesmos movimentos de selo e o chakra usado pelo alvo para realizar a cópia. Esse poder também permite ler lábios e repetir ações cotidianas.

Olho do Hipnotismo

Por outro lado, o usuário de Sharingan também se torna capaz de genjutsus grandiosos. Com o Olho do Hipnotismo, o alvo pode tanto ser capturado em uma ilusão leve e levado a revelar informações e realizar ações que não deseja, quanto ser totalmente controlado pelo Sharingan.

Dependendo do poder do shinobi, o Olho do Hipnotismo pode ser usado até mesmo para controlar Bestas de Cauda, como vemos acontecer com a Raposa de Nove Caudas na história. Isso não depende do Mangekyou, ainda que, se o ninja tem poder o suficiente para controlar os Bijuus, provavelmente ele já despertou a segunda forma do Sharingan.

Izanagi e Izanami

Existem outros dois jutsus que podem ser usados com o Sharingan original, mas são extremamente complexos, proibidos e apenas shinobis de alto nível podem realizá-los: Izanagi e Izanami.

Estes são jutsus “irmãos”que vemos principalmente o Danzo e o Itachi usando na aventura.

O Izanagi é um jutsu de manipulação de realidade. Com ele, o usuário se torna capaz de transformar ilusão em realidade – e vice-versa – por alguns segundos, podendo usar a técnica até mesmo para escapar da morte ou mudar os eventos. No entanto, esta habilidade pode ser usada naturalmente no máximo duas vezes por pessoa, quando custa a visão de um dos olhos.

Já o Izanami prende o alvo em um loop ilusório infinito, que não pode ser quebrado nem mesmo apelando para os outros sentidos da pessoa. Preso no Izanami, o shinobi só consegue deixar o jutsu se o usuário quiser ou se ele realizar alguma tarefa, dentro do loop, imposta pelo outro shinobi. Esta foi uma técnica criada para ser usada contra aqueles que abusavam do Izanagi e também custa a visão do usuário.

Mangekyou Sharingan

Além de todas essas habilidades aí de cima, o Sharingan pode ficar ainda mais poderoso, mas com um custo, claro. O Mangekyou Sharingan é uma forma avançada do dojutsu, desperto por uma situação mais específica, que garante poderes únicos ao usuário.

Mangekyou Sharingan significa “Olho Copiador Giratório Caleidoscópico” e é a forma natural mais avançada do dojutsu – porém, não é a forma final. É dito que estes são “olhos divinos que veem a verdade de toda a criação sem nenhuma obstrução”.

Como o Mangekyou Sharingan desperta?

Os Uchiha entenderam errado por muito, muito tempo, como funcionava o despertar do Mangekyou Sharingan. Conquistado por poucos shinobis, estes olhos surgem quando o usuário, de alto nível e com Sharingan amadurecido completamente, presencia a morte de uma pessoa muito próxima. No entanto, o clã acreditava que este dojutsu só iria surgir se um usuário de Sharingan assassinasse um ente querido.

O primeiro a despertar o dojutsu foi Indra Otsutsuki. Fora do clã da Kaguya, quem atingiu a habilidade primeiro foi ninguém menos que o Madara.

Cada Mangekyou possui um formato de pupila diferente, ainda que quase todos eles lembrem um catavento girando. Ele não é ativado exatamente depois do trauma; isso depende do próprio shinobi e como ele vai assimilar a situação. Também, os olhos Mangekyou possuem habilidades diferentes de usuário para usuário, podendo ser desde manipulação mental, até distorção da realidade.

Os diferentes tipos de Mangekyou Sharingan em Naruto:

Entre Naruto e Boruto, oito usuários de Mangekyou foram apresentados no mangá: Itachi, Sasuke, Obito, Shisui, Madara, Izuna, Indra e Shin. Cada um destes olhos, talvez com exceção de Itachi e Sasuke, possuem poderes diferentes entre si – mesmo que tenham sido transplantados algumas vezes na história.

Vamos detalhar cada Mangekyou Sharingan:

Itachi Uchiha

Itachi é o primeiro usuário de Mangekyou apresentado em Naruto, mostrando seus poderes ainda na fase inicial da história. Ele desperta o dojutsu ao presenciar o suicídio de Shisui Uchiha, seu melhor amigo, durante os eventos que desembocaram na queda do clã Uchiha.

Com seu olho direito, Itachi consegue usar as chamas negras eternas do Amaterasu. Já no olho esquerdo está o clássico Tsukuyomi, um dos genjutsus mais poderosos de Naruto. Enfim, por ter ativado o Mangekyou nos dois olhos, ele pode usar invocar o Susanoo, o grandioso avatar feito de chakra que protege o usuário e amplifica seu ataque.

Sasuke Uchiha

Claro, o Sasuke também atinge o estágio de Mangekyou Sharingan. Ele desperta o dojutsu ao presenciar a morte de seu irmão, Itachi, depois da grandiosa batalha entre os dois.

Por conta da ligação entre irmãos – ou não – Sasuke possui os mesmos poderes que o Itachi em seu Mangekyou, só que em olhos invertidos. No olho esquerdo ele carrega as chamas do Amaterasu e com os dois olhos ele desperta o Susanoo. 

O Tsukuyomi, porém, não faz parte da gama de ataques do rapaz, então não dá para saber se ele consegue usar o genjutsu no mesmo nível do Itachi – até porque, raras foram as vezes que o Sasuke usa algum genjutsu na história.

Obito Uchiha

Os olhos do Obito estão entre os mais interessantes de Naruto. Seu Mangekyou acorda quando ele assiste a Rin ser morta pelo Kakashi durante a Terceira Guerra Mundial Ninja. Assim, ele conseguiu os poderes de manipulação dimensional do Kamui.

Com o Kamui, Obito – e o Kakashi, que carregava um dos olhos do rapaz – pode transportar qualquer coisa, pessoa e a si mesmo para uma dimensão particular do jutsu. Dominando a técnica, ele foi capaz de teleportar partes separadas do seu corpo para esse lugar durante ataques, se tornando praticamente intangível.

Quando o Mangekyou do Obito foi despertado, o efeito também atingiu o olho do Kakashi. No entanto, por não ser Uchiha, ele demorou muito mais tempo para acordar a habilidade e dominá-la.

Shisui Uchiha

Considerado um dos olhos mais poderosos e perigosos do mundo de Naruto, o Mangekyou de Shisui Uchiha possui uma história bem trágica. Melhor amigo e inspiração para o Itachi, o dojutsu despertou em Shisui depois que ele assistiu outro amigo – e também seu rival – morrer.

Este Mangekyou é especial porque ele traz o Kotoamatsukami, um genjutsu tão poderoso que permite ao usuário manipular a mente do alvo sem que ninguém consiga perceber, inclusive quem está sendo manipulado. É basicamente um jutsu de lavagem cerebral perfeito.

Durante os eventos da queda do Clã Uchiha, Danzo rouba um dos olhos de Shisui e o transplanta em si mesmo. Antes de se suicidar, o shinobi confia seu olho restante ao Itachi, que só o usa quando retorna dos mortos, durante a Quarta Guerra Mundial Ninja.

Madara Uchiha

É dito que Madara foi o primeiro a despertar o Mangekyou fora do clã Otsutsuki. Não é dito exatamente quando foi, mas o rapaz viveu em um período de grandes conflitos, então não lhe faltou morte Uchiha para acordar o dojutsu. 

O interessante aqui, no entanto, é que mesmo que seja dito que Madara foi o maior usuário de Sharingan e o maior Uchiha de todos os tempos, as habilidades únicas do seu Mangekyou não são mostradas. Ele pode invocar o Susanoo e fica implícito que ele talvez consiga usar o Tsukuyomi. Além disso, ele usa apenas as habilidades do Sharingan original.

Izuna Uchiha

Além do Madara, seu irmão, Izuna, também era um grande ninja e despertou seu Mangekyou pouco depois dele, durante as guerras do período dominado por clãs shinobi.

No entanto, assim como o Madara, não sabemos quais eram os poderes do dojutsu do Izuna. Só é dito que ele entregou seus olhos ao irmão para que ele atingisse o Mangekyou Sharingan Eterno, mas aí é história para mais adiante.

Indra Otsutsuki

O primeiro detentor do Mangekyou Sharingan – e do próprio Sharingan original – foi Indra Otsutsuki, filho de Hagoromo, o Sábio dos Seis Caminhos, e neto da Kaguya. Isso no mangá; no anime também é o Hagoromo o primeiro a despertar o Mangekyou.

No anime, Indra acorda o Mangekyou depois de matar dois dos seus seguidores. Não se sabe muito sobre os poderes especiais destes olhos, apenas que ele consegue usar um jutsu chamado Hinokagutsuchi, muito parecido com o Amaterasu, com seu olho esquerdo e é capaz de invocar o Sasanoo.

Shin Uchiha

Agora indo lá na história do Borutinho, o último usuário de Mangekyou apresentado no mundo de Naruto foi Shin Uchiha, uma cobaia falha do Orochimaru que fugiu e tentou reviver a Akatsuki.

Shin possuía o Sharingan e o Mangekyou Sharingan. Com uma habilidade única, o vilão conseguia compartilhar sua visão com todos os seus clones, algo muito parecido com uma das habilidades do Rinnegan, e podia usar telecinese para controlar objetos depois marcá-los com um toque.

Mangekyou Sharingan Eterno

Existe, no entanto, uma “última forma” do Sharingan que não é natural. O Mangekyou Sharingan Eterno é atingido ao transplantar em um shinobi detentor do Mangekyou os olhos de outro usuário do dojutsu. Vemos isso acontecer algumas vezes durante a história de Naruto.

Mas por que fazer isso? Bom, o Mangekyou consume muito chakra para ser ativado e pode matar seu usuário lentamente – como vemos acontecer com o Itachi e até, em certo período, com o Sasuke. É um jutsu realmente difícil de se manter e mortal. Ao fazer o transplante, porém, o Mangekyou pode ser ativado a qualquer instante, fica mais forte, não drena tanto chakra e, assim, não mata seu detentor.

Dois transplantes para atingir o Mangekyou foram importantes na história de Naruto: quando o Izuna doa seus olhos ao Madara e quando o Sasuke recebe os olhos do Itachi. No entanto, trocar de olhos se torna uma prática bem comum no fim da história e fica até difícil acompanhar.

Rinne Sharingan

E mesmo que Indra (ou Hagoromo, dependendo da versão) tenha sido o primeiro a despertar o Sharingan, existe uma versão anterior a este dojutsu que carrega muitas similaridades: o Rinne Sharingan.

A detentora original do Rinne Sharingan no mundo de Naruto é Kaguya Otsutsuki. Ela desperta o dojutsu quando come o Fruto do Chakra da Árvore Divina e um terceiro olho se abre em sua testa. Ele possui a cor e os tomoes do Sharingan, enquanto também carrega os círculos do Rinnegan.

É com o poder do Rinne Sharingan que a Kaguya consegue atravessar as dimensões – o que gera toda aquela batalha final insana em Naruto. É este olho também o responsável por invocar o Tsukuyomi Infinito, o maior genjutsu da história, que prende o planeta em uma ilusão enquanto a Árvore Divina se alimenta do chakra de toda a população.

O Madara desperta o Rinne Sharingan durante os eventos do final da Quarta Guerra Mundial Ninja e o Sasuke também acorda uma versão um pouquinho diferente desse dojutsu, quando recebe chakra do Hagoromo.

E aí, conhecia todas essas formas do Sharingan? Não esqueça de comentar!

Veja agora nossa lista sobre Naruto:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.