Mephisto na Marvel? Entenda porque provavelmente não o veremos nos filmes

Capa da Publicação

Mephisto na Marvel? Entenda porque provavelmente não o veremos nos filmes

Por Gabriel Mattos

Os mistérios de WandaVision despertaram o lado mais detetive dos fãs de heróis, que passaram a investigar cada mínimo detalhe da série em busca de pistas para desvendar esta trama insana. Mas no meio de tantas referências e easter eggs, encontramos uma entidade sinistra que poderia justificar tudo: Mephisto.

Pistas falsas sobre Mephisto

Mas desde que Dottie mencionou sorrateiramente que “o Diabo está nos detalhes”, os fãs não pararam de encontrar evidências para a aparição do vilão. Toda semana havia uma nova evidência — o Pietro falso, o Darkhold, o coelho da Agatha… — mas no final ele não apareceu. E não deve aparecer no Universo Cinematográfico tão cedo.

E a discussão foi reacesa com o aguardado trailer de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa, em que descobrimos que Peter Parker queria um feitiço para que o mundo esquecesse de sua identidade secreta. Acontece que antes do Doutor Estranho aceitar ajudá-lo nos cinemas e ter um momento parecido com o trailer nas HQs, foi Mephisto quem estendeu a mão nos quadrinhos, forjando um pacto com Peter.

Porém se a Marvel insiste tanto em adaptar histórias tão ligadas ao diabão místico, por qual motivo ainda não vimos o Mephisto nas telinhas? Basicamente, ele confronta a imagem “family friendly” que a Disney presa como empresa e é um risco desnecessário para os negócios.

Nem Dottie escapou das teorias de que seria Mephisto

Família tradicional americana

Há uma conexão muito direta entre Mephisto e a imagem do Diabo cristão, a entidade que rege o Inferno punindo almas eternamente. Além dele não encaixar bem com o público infantil, que são grandes consumidores dos bonecos e outros produtos de merchandising dos filmes, um demônio vermelho afastaria também o público mais conservador.

Importante lembrar que houve um caso recente de uma marca de tênis famosa que decidiu processar um cantor por associar sua imagem ao satanismo, após uma série de boicotes de consumidores conservadores. Não é difícil imaginar que a Disney queira evitar o mesmo caminho com seus produtos.

Sobretudo levando em consideração que a proporção de estadunidenses que seguem religiões protestantes representa 43% da população total do país, segundo o senso de 2019. A preocupação maior dos estúdios de Hollywood é conquistar o público americano, o que seria mais difícil dando destaque a um vilão que seria visto negativamente por uma fatia considerável da população.

Mephisto poderia afastar pessoas mais religiosas

Resistência no mercado chinês

Também temos a questão da China. Além de dividir opiniões entre o público ocidental, Mephisto também enfrentaria problemas com o governo chinês. A China vem se tornando um mercado extremamente importante para o cinema americano e o lançamento de Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis é uma forte evidência do esforço da Disney para emplacar neste mercado. Mephisto poderia pôr tudo a perder.

O conselho que decide os filmes que são permitidos no mercado chinês tem um viés supersticioso e, apesar de agir de maneira inconsistente, não costuma ser leniente com representações demoníacas. Considerando que a China pode representar cerca de 25% da arrecadação global de um filme, insistir no Mephisto seria um risco desnecessário para os acionistas.

Então apesar de não serem nulas, as chances de vermos uma representação clara de Mephisto no filmes e séries da Marvel são bem baixas. Por enquanto, vamos ter que nos contentar com pistas vagas e sugestões intensas dos produtores. Mas não custa sonhar, não é mesmo?

Mandarim foi um dos vilões que precisou se adequar ao mercado chinês

Na sua opinião, qual seria a produção perfeita para introduzir Mephisto? Não deixe de comentar!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Repórter correspondente de Wakanda, caçando Pokémon por onde eu vou! Sempre nas lives da Legião! • @gabeverse