Capa da Publicação

Peaky Blinders: O que aconteceu com Thomas Shelby ao final da sexta temporada?

Por Junno Sena

Atenção: Alerta de Spoilers!

O drama histórico de sucesso, Peaky Blinders, chegou ao fim de sua sexta temporada e junto, trouxe a conclusão do arco narrativo de Tommy Shelby. Ou quase isso. O criador e showrunner da série, Steven Knight, explicou um pouco sobre o que o futuro guarda para seu protagonista.

Iniciando em 1919, a produção segue Thomas “Tommy” Shelby, interpretado por Cillian Murphy, e a organização criminosa de origem cigana, os Peaky Blinders. Através dessas seis temporadas, vimos o ascender da família Shelby na sociedade britânica enquanto cruzava o caminho da máfia italiana, dos comunistas, fascistas e outros.

Cena introdutória de Tommy em Peaky Blinders

Na sexta temporada, que tem previsão de chegar na Netflix em junho no exterior, já estamos no ano de 1933. Repleto de uma trama política de como o partido nazista chegou ao poder, a história aproxima seus personagens da Segunda Guerra Mundial.

Além de marcar o fim da série, também é a última temporada com a atriz Helen McCrory, que faleceu no ano passado e interpretava Tia Polly, a matriarca da família Shelby,

Porém, o último episódio da sexta temporada também coloca fim a história de Tommy. Muitos dos fãs teorizavam que a única conclusão possível da série seria a morte do personagem de Cillian Murphy. Mas, o que Knight reservou para o seu personagem pode ser uma redenção.

Após deixar seu império nas mãos de seu filho e de Arthur, Tommy conclui seus assuntos com Alfie Solomon, sua vida política e decide forjar sua própria morte. A partir desse ponto, Tommy poderia seguir com uma nova vida, mas seu real interesse é passar a fazer o bem.

Cena final da sexta temporada

Fazendo referência a sua cena introdutória, Tommy observa a pira fúnebre do próprio velório em cima de um cavalo branco. A partir dessa cena final, um futuro incerto, que pode incluir uma redenção, se abre diante dele. Mas isso apenas será respondido no filme, que tem previsão para o início da produção para 2023.

Steven Knight, co-criador da série, disse:

“Eu gosto de pensar que ele começou a série morto por dentro, assim como várias pessoas estiveram após a Primeira Guerra e, aos poucos, ele foi se abrindo. Mas é um processo doloroso. E é isso que estivemos contemplando. Por isso eu quis terminar a história nesse ponto e finalmente, em paz”.

Entre cavalos pretos e brancos, o futuro de Tommy pode ser bem mais cinza do que os espectadores estão pensando:

“Significa que ele é um homem bom agora? […] Mas, quando encontrarmos ele na Segunda Guerra, ele será um bom homem? Ele terá se redimido? Vamos ver. Eu também não sei a resposta”, explicou Knight.

Por enquanto, apenas as cinco temporadas anteriores estão disponíveis na Netflix. O elenco já contou com nomes como Sam Claflin, Anya Taylor-Joy, David Dawson, Tom Hardy, Joe Cole e mais.

Aproveite e continue lendo:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.