Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba 2×13 – Memórias em Camadas

Capa da Publicação

Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba 2×13 – Memórias em Camadas

Por Flávia Pedro

Atenção: Alerta de Spoilers!

O episódio anterior de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba já havia deixado no ar como essa luta entre Daki e Tanjiro seria grandiosa, principalmente por vermos o garoto utilizando abertamente a Hinokami Kagura (ou Respiração do Sol). Porém, esse novo episódio superou as expectativas de grande parte do público, pois pela primeira vez vemos um Tanjiro tomado pelo ódio e finalmente Nezuko aparece para lutar contra Daki.

O episódio 13 da segunda temporada, e o sexto do Entertainment District Arc, novamente teve um ritmo mais acelerado que os primeiros, adaptando do capítulo 80 ao 83 da obra original. Assim, os produtores conseguiram fazer que a luta ficasse fluída e o episódio não acabasse durante alguns pontos altos, principalmente porque lutas são mais rápidas que episódios com muito diálogo, então esse aumento na quantidade de páginas adaptadas foi uma ótima sacada.

A trama se inicia no último ponto da luta principal do episódio anterior: Tanjiro utilizando a Hinokami Kagura, mas sendo golpeado por Daki e precisando manter o controle para continuar no combate. O garoto se surpreende ao perceber que, apesar de difícil, ele está conseguindo lutar contra uma Lua Superior sozinho… Mas existe um motivo por trás disso.

A luta entre o caçador e a oni continua, mas os restos das fitas que foram derrotadas por Uzui começam a retornar para o corpo de Daki, lhe dando ainda mais poder e alterando sua forma: agora Daki possui cabelos brancos com mechas verdes e uma aparência ainda mais assustadora. Suas faixas trazem a informação de que um Hashira está mesmo envolvido no ataque e isso deixa a demônio extremamente feliz, afinal ela poderá mata-lo e agradar ainda mais Muzan.

Forma final de Daki após suas faixas retornarem para seu corpo

No momento em que Daki adquire mais poder, Tanjiro dá mais sinais de fraqueza, afirmando que manter sua respiração está ainda mais difícil que antes. Nesse momento, um morador do Distrito da Luz Vermelha sai às ruas para reclamar do barulho que a luta dos dois estava fazendo, o que irrita Daki que, sem pensar duas vezes, ataca o pobre homem. Tanjiro se põe na frente do morador para protege-lo, mas as faixas da criatura conseguem causar um grande dano no caçador de onis e ainda assim cortar a mão do senhor.

Os civis feridos após o ataque de Daki

Como se não bastasse ferir um civil, o ataque de Daki foi em uma escala tão maior que conseguiu destruir também uma das casas da vizinhança, matando e ferindo pessoas inocentes. Isso foi o suficiente para vermos, pela primeira vez, um Tanjiro completamente tomado pelo ódio e literalmente com sangue nos olhos, pois sua vista foi tomada por sangue no momento em que a raiva o possuiu.

Momento em que Tanjiro foi tomado pelo ódio

Foi bem assustador vê-lo daquela forma, principalmente porque estamos acostumados a ter o jovem Kamado tendo empatia por seus inimigos, por mais demoníacos que eles fossem. Esse momento de ruptura da imagem frágil do garoto é extremamente importante para entendermos de uma vez por todas que sim, Tanjiro tem um coração incrível e compaixão por quem os onis eram antes de serem transformados em demônios, mas o garoto não vai deixar de sentir raiva ou atacar quando vê injustiças sendo cometidas.

Em um flashback rápido ,vemos que o pai de Rengoku chegou a trocar correspondências com Tanjiro, lhe contando que abandonou seu vício por álcool e que está tentando ter uma relação mais saudável com seu filho mais novo. Além disso, conta sobre como Rengoku era dedicado em seus treinos, revelando que Tanjiro, além de dedicado, tem um grande potencial por ser o escolhido à possuir a Respiração do Sol.

Ele cita a cicatriz de Tanjiro como uma marca que todos os que possuíram a Respiração do Sol tinham, uma marca de nascença, mas o garoto reforça que infelizmente a sua foi causada por um incidente para proteger seu irmão mais novo quando eram crianças. Quem leu o mangá sabe a verdade por trás daquela marca na testa do garoto, mas não vou dar spoiler além do anime.

Tanjiro não se vê como um escolhido, mas ele está disposto a fazer de tudo para superar seus limites e proteger as pessoas dos demônios, mesmo que isso custe sua vida!

Homem que aparece nas lembranças de Daki enquanto Tanjiro fazia seu discurso

Daki desiste de lutar com o garoto, afinal agora que sabe que um Hashira está próximo, não tem por que perder tempo com um caçador qualquer. Tomado pela raiva, Tanjiro a ataca com a guarda baixa, corta uma de suas pernas e inicia um discurso sobre os onis serem ruins por não se importarem com a vida. É nesse momento que Daki tem memórias – as mesmas que dão nome ao episódio – que descobrimos na verdade serem causadas pelo sangue de Muzan, ou seja: são as memórias de seu mestre sobre um homem bastante parecido com o pai de Tanjiro. Aquelas lembranças causam um certo medo em Daki, mas será que é realmente Daki que está com medo ou é resultado das células de Muzan reagindo?

Em um corte brusco, vamos até Uzui, Inosuke e Zenitsu, ainda no covil das faixas de Daki. Vale lembrar que apesar de ter se passado mais de meio episódio, o tempo dentro da história funciona de outro jeito, possivelmente se passaram poucos minutos e por isso eles ainda estão lá. Uzui finalmente recuperou seu brilho após salvar suas três esposas e decide ir junto com os dois meninos até o local em que Tanjiro está lutando contra a Lua Superior.

Tanjiro atacando Daki momentos antes de seu corpo chegar ao limite

Retornamos para a luta e, nesse ponto, o nível já está absurdamente elevado em ambos os lados. Tanjiro aumentou exponencialmente seu poder com a Hinokami Kagura, estando ainda mais rápido e mais forte em seus ataques, com cortes que, segundo Daki, queimam sua pele e dificultam sua regeneração. Enquanto isso, a oni começa a utilizar bem mais de seu Kekkijutsu (kekkijutsu são habilidades especiais dadas a partir do sangue de Muzan), mas o jovem caçador consegue interceptar seus golpes.

Quando o garoto pensa em uma estratégia para cortar o pescoço de Daki e tenta colocá-la em ação, seu corpo chega ao limite e interrompe o movimento. Acontece que usar a Hinokami Kagura, como explicado no episódio anterior, tem consequências gravíssimas para o corpo de um caçador de onis. Tanjiro está fraco, com a visão escurecendo, sem ar, com dores no corpo e praticamente morrendo… Daki finalmente poderia matar o garoto e partir em direção à Uzui, se não fosse a entrada triunfal de Nezuko. Com um chute, ela arranca metade da cabeça da demônio.

Daki após ser atacada por Nezuko e lembrar do pedido de Muzan

Na review anterior eu comentei sobre como Nezuko estava muito quieta para alguém que, nos últimos meses, ajudou seu irmão em todas as missões. E eu estava certa, pois a garota-oni estava apenas esperando o momento certo para aparecer e dar uma surra na Lua Superior 6!

Daki lembra que Muzan a pediu para matar Nezuko e está disposta a cumprir o pedido de seu mestre, partindo para o combate contra a garota e assumindo que, por não devorar humanos, Nezuko é fraca e não conseguiria vencê-la. Ela consegue cortar partes do corpo da irmã de Tanjiro e a joga longe, indo atrás só para dizer que não irá brigar com outra oni, mas vai prende-la em suas faixas para colocá-la no sol pela manhã. Nesse momento, Daki se dá conta da velocidade absurda de regeneração de Nezuko, que se equipara a de uma Lua Superior.

Nezuko também é tomada pela raiva, pois lembra do momento em que viu sua família sendo morta por Muzan e, pela primeira vez, vemos a garota sem seu bambu. Mas o evento principal é a nova forma de Nezuko, que agora parece realmente um demônio!

Cena final do episódio com Nezuko acertando um chute em Daki

Marcas pelo corpo, veias saltadas em seu rosto, um olhar ameaçador e um chifre no lado direito de sua testa. A nova versão de Nezuko roubou a cena neste episódio e terminamos vendo a garota agora muito mais poderosa e cheia de raiva, se recuperando rapidamente dos ataques de Daki e encerrando o episódio com um belo pisão nas costas de sua inimiga. Realmente uma cena de tirar o fôlego, super satisfatória, depois de todas as atrocidades que vimos Daki cometendo.

O que você achou do último episódio de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba? Gostou da versão mais sombria de Tanjiro e da transformação de Nezuko? Espera que a luta melhore ainda mais no próximo episódio? Deixe sua opinião nos comentários!

Lembrando que você pode acompanhar os capítulos semanais de Demon Slayer: Kimetsu no Yaiba na Crunchyroll e na Funimation!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro