Capa da Publicação

Jujutsu Kaisen: Conheça as maldições mais fortes do anime

Por Márcio Jangarélli

Atenção: Alerta de Spoilers!

Jujutsu Kaisen está chegando no final de sua primeira – e excelente – temporada e olha, essa foi uma jornada violenta. Conhecemos personagens incríveis, tragédias de todos os tipos e os Espíritos Amaldiçoados mais poderosos e assustadores do mundo.

Como preparação para esse final de temporada, separei aqui os Espíritos Amaldiçoados mais poderosos apresentados no anime para entendermos melhor cada um deles. E é só da animação, viu? SPOILERS em frente.

Se concentra bastante e vem soltar um Flash Negro comigo!

O que são espíritos amaldiçoados em Jujutsu Kaisen?

Feiticeiros Jujutsu possuem grande quantidade de energia amaldiçoada.

Antes de dar nomes às maldições, precisamos entender como elas surgem, certo? 

Não há conhecimento sobre quando ou como os Espíritos Amaldiçoados começaram a surgir no mundo, mas como eles vem de energia amaldiçoada, acredita-se  que eles sempre existiram junto da humanidade.

Espíritos Amaldiçoados são a forma “consciente” que a energia amaldiçoada de algum lugar toma para si depois de um certo período. Essa energia emana das emoções negativas dos seres humanos – ou seja, é algo natural – e pode ser manipulada por feiticeiros jujutsu ou se transformar nesses espíritos. 

Locais como hospitais, cemitérios e escolas são fontes massivas de energia amaldiçoada e, portanto, de espíritos amaldiçoados. Pontos onde aconteceram acidentes, assassinatos ou coisas do tipo também são núcleos poderosos de maldições.

Geralmente, Espíritos Amaldiçoados são fortes, mas não possuem inteligência ou a habilidade de formar algum tipo de fala complexa. No entanto, existem maldições mais poderosas, totalmente conscientes e com grande intelecto, que nascem da energia emanada por medos primitivos dos seres humanos. 

Medo da natureza e das florestas, medo do oceano, de terremotos e vulcões. Medo da própria sociedade. Esses espíritos são os mais poderosos, encarnando desastres naturais.

Vale dizer também que, dependendo de como morrem, feiticeiros jujutsu podem gerar espíritos amaldiçoados. Por concentrarem e manipularem muita energia amaldiçoada, feiticeiros podem “se tornar” ou gerar maldições se morrerem “da maneira errada”.

Ryomen Sukuna

A forma verdadeira do Sukuna, com quatro braços e quatro olhos.

O primeiro Espírito Amaldiçoado que conhecemos no anime é também o mais poderoso mostrado até agora: Ryomen Sukuna, conhecido como o Rei das Maldições.

Ainda não se sabe muito sobre a história do Sukuna. O que já foi revelado é que ele viveu a mais ou menos mil anos atrás, durante o “auge” da feitiçaria jujutsu, e era um feiticeiro humano – ainda que muitos acreditem que ele era um demônio.

Sukuna era tão poderoso que os feiticeiros da época não conseguiram destruir completamente seu corpo e tiveram que transformar parte dele – seus 20 dedos (ele tinha quatro braços) – em objetos amaldiçoados para conter sua energia. É aqui que entra o Yuji, um milênio depois, engolindo um dos dedos do Sukuna e se tornando seu hospedeiro.

Além de uma quantidade imensurável de energia amaldiçoada, é dito que Sukuna usava maldições cortantes para dilacerar seus alvos. Ele também parece ter poderes relacionados ao fogo, além de feitiçaria de reversão de alto nível.

Portadores de Dedos

Primeiro Portador de Dedos mostrado no anime. Será que vem outro em breve?

Mas a ação de verdade do anime só começa no arco do Feto Amaldiçoado, onde encontramos o primeiro Portador de Dedos – sem saber que é isso que ele é.

Os Portadores de Dedos são Espíritos Amaldiçoados de classe especial que surgem para proteger e carregar os dedos de Sukuna. Eles nascem como um Feto Amaldiçoado e evoluem para uma maldição poderosa, capaz de usar parcialmente a Expansão Territorial.

Ainda que possuam grande poder, os Portadores não possuem muita inteligência nem consciência do que são. O primeiro que aparece no anime desafia e enfrenta o próprio Sukuna, mesmo que seja uma manifestação de um dos dedos dele.

Como dito, os Portadores conseguem usar Expansão Territorial de maneira parcial, quando não controlam a transformação do ambiente, são extremamente poderosos, rápidos, conseguem manipular energia amaldiçoada e carregam um dedo de Sukuna em uma abertura em seu peito.

Jogo

O Jogo carbonizou um restaurante lotado só por ficar um pouquinho animado.

Agora falando sobre os três principais Espíritos Amaldiçoados da temporada, cada um do trio representa um medo primitivo da humanidade personificado. O primeiro a entrar em combate é o Jogo, a manifestação dos vulcões, terremotos e do próprio fogo.

Não se engane pela forma como o Jogo foi derrotado pelo Gojo: qualquer um apresentado na primeira temporada, até mesmo o Sukuna enfraquecido, perderia da mesma forma. Para além dessa luta, este é um Espírito Amaldiçoado extremamente perigoso, que dificilmente alguém em Jujutsu conseguiria derrotar sozinho.

Jogo é a manifestação dos vulcões, do fogo, e só tentar lutar contra ele já é problemático. O calor que ele emite é poderoso o bastante para carbonizar pessoas comuns em um instante; feiticeiros jujutsu durariam só um pouquinho a mais.

Todos os ataques dele são baseados em fogo, magma e rochas. Ele consegue até criar insetos de fogo para atacar à distância, enquanto dispara mini erupções vulcânicas com seus socos. E ele também já possui algum domínio sobre a Expansão Territorial, levando o alvo para um campo vulcânico – mas a técnica ainda não está aprimorada ao máximo.

Mahito

Favorito ao ódio dos fãs, ainda não vimos o máximo do Mahito.

Outro que precisa ser visto com muito cuidado por conta da sua primeira aparição na história é o Mahito. Diferente dos outros, ele não é a encarnação de um medo natural, mas de algo um pouco mais interno: Mahito representa o medo do ser humano da própria humanidade.

Mahito não controla apenas energia amaldiçoada, mas domina e manipula a alma de qualquer um que toca – e a sua própria. Em Jujutsu Kaisen, a alma existe e é ela que determina o formato do corpo. Assim, Mahito pode manipular e transformar qualquer pessoa, além de transformar seu próprio corpo da forma que bem entender.

Durante sua primeira aparição na história, Mahito não usa tantas transformações em seu corpo, mas manipula ao máximo o de seus alvos. Vemos ele aumentando uma pessoa até ficar uma deformidade gigante a fazendo encolher até o tamanho de uma pedrinha. Ele usa as pessoas que captura como arma, até como plataforma para pisar, e elas continuam vivas, com algum mínimo de consciência.

No entanto, Mahito é o mais “jovem” desses Espíritos Amaldiçoados e, quando é mostrado no anime, ainda está testando seus poderes e aprendendo o que pode fazer. Com o tempo, ele deve ficar ainda mais poderoso e quem sabe o perigo que pode representar.

Hanami

Hanami rendeu uma batalha sensacional no anime.

Por fim, o Espírito Amaldiçoado que mais vimos lutar – e que incapacitou parte dos estudantes de jujutsu – Hanami, a encarnação das florestas e da natureza.

Ainda que tenha se mostrado um espírito “pacífico” a primeiro momento, Hanami logo tomou gosto pela batalha, em derrubar sangue humano para reparar o planeta. Ela é muito poderosa, mas talvez a mais “simples” de se derrotar dentre os Espíritos Amaldiçoados, quando não possui nenhuma restrição para impedir que lhe ataquem – como a temperatura do Jogo ou o toque do Mahito.

Hanami consegue manipular raízes e plantas ou criá-las, onde bem entender, com sua energia. Ela pode lançar sementes nos alvos que consomem sua energia amaldiçoada e se enraízam no corpo, além de criar áreas com plantas que lançam um pólen calmante.

O poder mais forte da Hanami vem do seu braço esquerdo. Lá ela possui uma flor no ombro que se alimenta da energia vital do ambiente e a transforma em amaldiçoada. Aparentemente, com a quantidade certa de carga, essa flor lançaria um raio devastador, que não chegamos a ver no fim das contas.

E aí, animado para conhecer os perigos futuros de Jujutsu Kaisen? Não esqueça de comentar!

Veja agora nossa lista sobre o anime:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.