John Wick: Onde assistir, spin-off, games e mais sobre a franquia de ação com Keanu Reeves

Capa da Publicação

John Wick: Onde assistir, spin-off, games e mais sobre a franquia de ação com Keanu Reeves

Por Arthur Eloi

Keanu Reeves é um dos mais prestigiados nomes do cinema há décadas, mas foi só nos últimos anos que ele passou a protagonizar uma nova franquia: John Wick. Com três filmes já lançados, e um universo em expansão, a trama sobre o submundo do crime conquista pelo carisma do personagem principal, e também pela ação muito bem feita, claro.

Quer saber mais sobre John Wick? Confira tudo sobre a franquia de Keanu Reeves abaixo!

De onde surgiu a franquia?

O primeiro filme, que chegou ao Brasil chamado de De Volta ao Jogo, foi lançado em 2014. A trama é focada no titular assassino de aluguel, que se aposentou da vida do crime para passar os últimos dias ao lado de sua esposa. Anos depois, um arrogante criminoso, filho de um chefão da máfia russa, provoca Wick e o leva à extremos ao matar seu cachorro, que havia sido presente de sua falecida mulher. Enraivecido, ele volta à ação para caçar quem o injustiçou – mesmo que tenha que acabar com toda a organização mafiosa no processo.

O título nacional, ainda que questionável, é bastante simbólico da retomada da carreira de Keanu Reeves. Na época, sua fama era um pouco morna. Seu último grande sucesso, A Casa do Lago, foi lançado em 2006. De lá até 2014, Reeves estrelou poucos projetos, e ainda se envolveu em algumas produções duvidosas, como O Dia em Que a Terra Parou (2008) e 47 Ronins (2013). Keanu Reeves definitivamente já não era um nome tão grandioso quanto foi no final dos anos 1990. Felizmente, isso mudou em John Wick, que lhe deu uma oportunidade de assumir o próprio envelhecimento na frente das câmeras, mas também demonstrar que continua bastante ágil e habilidoso como sempre. Isso, é claro, sempre mantendo o mesmo carisma e gentileza que marcam todas as suas histórias de bastidores.

Além de revitalizar carreiras, o filme também lançou algumas novas. O roteirista Derek Kolstad já havia feito dois longas de ação – A Última Bala (2012) e Entrega Mortal (2013), ambos com Dolph Lundgren -, mas a dupla Chad Stahelski e David Leitch nunca havia dirigido nada. Acontece que, antes de estrearem na direção de John Wick, os dois eram dublês, mestres de artes marciais e coordenadores de coreografias. Leitch era o responsável por fazer cenas de ação para Brad Pitt, tanto em Clube da Luta (1999) quanto em Onze Homens e Um Segredo (2001). Já Stahelski coordenou lutas e foi dublê de Keanu Reeves em toda a franquia Matrix, onde provavelmente surgiu a parceria entre o cineasta e o ator.

Dessa forma, quando Chad Stahelski e David Leitch foram fazer John Wick, a dupla queria cenas de ação autênticas, e sabiam muito bem como entregar isso. Para melhorar, Keanu Reeves é treinado em artes marciais e uso de armas de fogo, o que facilitou para os diretores tocarem cenas mais longas, com planos mais abertos, que realmente dão foco na porradaria honesta.

Assim, John Wick surgiu de surpresa em 2014 e conquistou pela ação visceral, revitalizando a imagem pública de Keanu Reeves e lançando toda a sua equipe. O nome de Chad Stahelski está atrelado à vários projetos futuros, do reboot de Highlander à adaptação cinematográfica de Ghosts of Tsushima, game do PlayStation 4. Já David Leitch, que codirigiu o primeiro John Wick mas não foi creditado, emplacou seu nome com Deadpool 2 e Atômica. Derek Kolstad, por sua vez, escreveu episódios de Falcão e o Soldado Invernal e também Anônimo, filme de ação estrelado por Bob Odenkirk (Better Call Saul).

Pôster do primeiro filme de John Wick, lançado em 2014

Quantos filmes tem na franquia John Wick?

John Wick recebeu três filmes entre 2014 e 2019. Após voltar da aposentadoria no primeiro, a sequência, chamada de John Wick: Um Novo Dia para Matar, chegou em 2017, e colocou o protagonista para se mergulhar de cabeça no submundo dos assassinos após o mafioso Santino D’Antonio (Riccardo Scamarcio) cobrar uma dívida antiga. Quando Wick se recusa a participar, Santino destrói a casa do assassino, o que cria uma rivalidade entre eles.

O segundo filme dá destaque à rede de organizações e famílias criminosas, supervisionada pela High Table, e com sede nos hotéis da linha The Continental, que servem como abrigo e território neutro para negociações e repouso dos operadores. John Wick então quebra as regras do local ao assassinar Santino dentro do Continental, o que lhe torna um infrator. É aí que começa John Wick 3: Parabellum.

O filme de 2019 traz um John Wick ferido e em fuga, com sua cabeça na mira de todos os assassinos interessados em uma recompensa de peso. O longa mostra sua busca pela sobrevivência, e em alguma forma de se ajeitar com as figuras misteriosas da High Table.

Fora dos cinemas

Com o sucesso, John Wick não recebeu só continuações nas telonas, como também alguns outros projetos. As primeiras expansões surgiram nos games. Logo em 2017, o assassino ganhou um missão especial em PAYDAY 2, jogo de assaltos cooperativo. A expansão permitia que até quatro jogadores lutassem ao lado de John Wick em duas operações especiais.

Já em 2019, a Good Sheperd Entertainment – estúdio do britânico Mike Bithell, diretor de Thomas Was Alone e Volume – fez John Wick Hex. O game deu mais foco para o momento-a-momento do combate intenso dos filmes, e traduziu a porradaria das telas em lutas em turno, onde o jogador precisa analisar o campo de batalha para sequenciar seus golpes, tiros, rasteiras e socos, pensando com a mesma mente estratégica que o assassino de Keanu Reeves.

Já o último projeto em desenvolvimento é The Continental. A série de TV foi originalmente anunciada em 2017, mas não teve maiores atualizações desde então. O projeto será desenvolvido pela Starz, mesma emissora de Ash vs. Evil Dead e Deuses Americanos, que é o braço televisivo da Lionsgate, a produtora dos filmes nos cinemas. A trama será ambientada na década de 1970, e expandirá a mitologia da High Table e dos hotéis Continental, acompanhando algumas das primeiras gerações de criminosos que se organizaram. Não há previsão de estreia para este projeto, que também terá envolvimento de Chad Stahelski, David Leitch e Derek Kolstad, mesma equipe dos filmes com Keanu Reeves.

Quando estreia John Wick 4?

O quarto filme de John Wick começou a ser filmado em junho de 2021. Além do retorno de Keanu Reeves, o novo longa terá a volta de Ian McShane como Winston, Lance Reddick como Charon, e Laurence Fishburne como Bowery King.

Já as adições ao elenco só têm nomes de peso. O novo filme terá a introdução de Donnie Yen e Scott Adkins, mestres dos filmes de porradaria, e também de Bill Skarsgard, conhecido por viver Pennywise em It: A Coisa. Completam a lista de novidades o ator Hiroyuki Sanada, de Mortal Kombat e Army of the Dead: Invasão em Las Vegas, e também a cantora pop Rina Sawayama.

A estreia de John Wick 4 está marcada para 27 de maio de 2022.

Onde assistir aos filmes de John Wick?

A trilogia John Wick está um pouco espalhada pelas plataformas digitais.

O primeiro, John Wick: De Volta ao Jogo (2014), pode ser encontrado no Amazon Prime Video, Paramount+, Telecine, Globoplay, TNT Go, Oi Play e Now.

Já o segundo, John Wick: Um Novo Dia para Matar (2017), está disponível no catálogo do Telecine, mas pode ser comprado/alugado digitalmente no Google Play, Apple TV, Microsoft Store e Looke.

Por fim, John Wick 3: Parabellum (2019) está disponível no catálogo do Amazon Prime Video, e para compra/aluguel digital no Google Play, Apple TV, Microsoft Store, Looke e Claro Video.

Imagem de perfil
sobre o autor Arthur Eloi

Repórter entusiasta de filmes ruins, jogos de tiro e de horror em todas as suas formas. Dá notas duvidosas para obras questionáveis • @ArthurEloi117