Gavião Arqueiro: David Aja, artista das HQs, critica Marvel por falta de compensação

Capa da Publicação

Gavião Arqueiro: David Aja, artista das HQs, critica Marvel por falta de compensação

Por Melissa de Viveiros

Recentemente, foram divulgados pôsteres de Gavião Arqueiro, próxima série do MCU no Disney+, que são visualmente inspirados nos quadrinhos estrelados por Clint Barton e Kate Bishop. A referência às HQs chamou a atenção do público, que logo começaram a compartilhar comparações com a edição em que o pôster se inspira nas redes sociais. Uma postagem desse tipo acabou chamando a atenção do artista Bruno Redondo, que destacou a falta de créditos ao artista, levando a um comentário breve mas bastante crítico de David Aja, responsável pela arte da HQ.

No tweet original que trazia a comparação das imagens, o usuário afirmava apenas que o pôster da série homenageia os quadrinhos de Matt Fraction, roteirista da série de HQs em questão. Em resposta, Bruno Redondo (Asa Noturna) criticou a falta de menção a Aja, dizendo:

“Parem de creditar SÓ escritores, principalmente quando o tributo visual é… só isso, diretamente baseado na capa de David Aja. Quadrinhos são um trabalho em equipe.”

O próprio Aja levou a crítica além, destacando que apesar de o visual de sua arte de capa ter sido adaptado pelo live-action, ele não recebeu compensação da Marvel por isso. Em seu comentário, ele escreveu:

“Melhor ainda: Parem de creditar, comecem a pagar, haha.”

 

Arte de capa da HQ Gavião Arqueiro na qual o pôster da série é inspirado.

Essa não é a primeira vez que os talentos por trás dos quadrinhos se manifestam em relação à falta de compensação por parte da Marvel quando as criações de artistas são adaptadas para o MCU. Anteriormente, o criador do Soldado InvernalEd Brubaker, havia comentado sua relação complexa com ver o personagem se tornar algo tão grande e não receber nada por isso. Outros grandes nomes dos quadrinhos, como Ta-Nehisi Coates (Pantera Negra), também criticaram a Marvel, demonstrando solidariedade às críticas feitas por quem vem se sentindo prejudicado.

Ainda que reconheçam que a situação é resultado da natureza dos contratos feitos pelos criadores com a editora, os artistas destacam a disparidade entre o que recebem e o quanto a empresa lucra com essas propriedades intelectuais. Outro ponto para que chamam a atenção é que, ao fazer tais contratos, a possibilidade de que suas obras fossem adaptadas como atualmente são era bastante remota. A própria Marvel não realizou comentários sobre o assunto até o momento.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Editora. Graduanda em Letras na UFMG. Elfa noturna em Azeroth, Au'Ra em Eorzea, apoiadora da Casa Martell em Westeros, LoLzeira noxiana e grisha etherealki. Fã de coisas demais e sempre hiperfocada em algo diferente. || @windrunning_