Capa da Publicação

Marvel e DC anunciam seus planos para o Mês do Orgulho LGBTQIA+ de 2022

Por Junno Sena

Ainda pode ser março, mas o calendário de publicações da Marvel e DC Comics já está preparado para o mês de junho. Conhecido como o Mês do Orgulho LGBTQIA+, ou Pride Month, nessa época do ano, marcas se colocam no movimento de apoiar a causa queer através de campanhas publicitárias e eventos.

Mas, enquanto a DC segue com um calendário que promete ir além de junho, a Marvel possui o desafio de criar campanhas em prol da causa enquanto tem sua marca vinculada a Disney e as recentes posturas anti LGBTQIA+ dentro dos estúdios.

DC Pride 2022

Capa variante de Nubia and the Amazons

“É preciso força para viver como o seu verdadeiro eu e uma princesa alienígena, que precisa se disfarçada em um corpo humano de um garoto, está prestes a testar seus poderes”, explica a breve sinopse de Galaxy: The Prettiest Star, que introduz Taylor, The Galaxy Crowned, sua nova heroína trans.

A nova graphic novel da DC é o carro-chefe do mês de junho. Com seu primeiro capítulo sendo disponibilizado durante o Comic Book Day nos Estados Unidos, ele trará uma nova personagem que precisa viver em um corpo de gênero diferente do qual lhe foi atribuído. Prometendo trazer debates sobre identidade e romance, o quadrinho tem data de lançamento prevista para 7 de maio.

Capa de Galaxy: The Prettiest Star

Além da adição ao hall de heróis da DC, teremos a antologia anual da editora retornando — a DC Pride 2022. Ela terá mais de 100 páginas de conteúdo e trará novas histórias LGBTQIA+ envolvendo os personagens da DC. Outros anúncios incluem um novo quadrinho da Hera Venenosa, Nubia reinando em Themyscira em Nubia: Queen of the Amazons, Kid Quick retornando para a Terra-11 em Multiversity: Teen Justice e a jornada de Tim Drake continua em DC Pride: Tim Drake Special. A DC, junto da Warner Media, ainda prometeu mais surpresas até junho.

Marvel’s Voices: Pride

Capa de Marvel’s Voices #1

Entre polêmicas, alguns dos heróis LGBTQIA+ da Marvel retornam na segunda edição de Marvel’s Voices: Pride. A linha de quadrinhos Marvel’s Voice teve início em 2020, com o intuito de trazer novas “vozes” para a Casa das Ideias — com perspectivas únicas sobre personagens lendários, mas através de novos roteiristas e artistas.

“Marvel’s Voices: Pride irá dar aos criadores e fãs a oportunidade de explorar e celebrar diversas identidades e experiências da comunidade LGBTQIA+ com aventuras divertidas do universo da Marvel”, explicou o anúncio.

Nela, teremos o retorno de Hércules, assim como dos Jovens Vingadores, o mutante Somnus, que já teve um relacionamento com Daken, filho de Wolverine, além de um novo personagem inédito, ainda desconhecido.

Capa de Marvel’s Voices trazendo os Jovens Vingadores e Estrela Polar com seu marido

O anúncio, mesmo já esperado, parece oportuno devido as críticas e ameaças de boicote que recaíram sobre a Disney nas últimas semanas. Isso por que a empresa mantinha doações para todos os políticos da Flórida que aprovaram o projeto de lei popularmente conhecido como “Don’t Say Gay”.

A lei em questão é uma proposta discriminatória que teria como objetivo banir qualquer tipo de discussão sobre gênero e sexualidade em escolas, além de obrigar professores a expor a sexualidade de seus alunos aos responsáveis, como se fosse um crime. Apenas após a lei ser aprovada, a Disney suspendeu as doações e promete reestruturar a política da empresa, mas ainda é alvo de críticas dos próprios funcionários e do público consumidor.

Veja algumas das capas variantes apresentadas pelas editoras:

Imagem de perfil
sobre o autor Junno Sena

Pós graduando em Antropologia com o raio problematizador ligado no 120. Assiste filme trash para relaxar e dorme cantarolando a trilha sonora de A Hora do Pesadelo. Blaxploitation na veia e cinema coreano no coração. Atualmente mora em Petrópolis, RJ.