Jayce, o Defensor do Amanhã: Tudo sobre o personagem de League of Legends e Arcane 

Capa da Publicação

Jayce, o Defensor do Amanhã: Tudo sobre o personagem de League of Legends e Arcane 

Por Chris Rantin

Lançado em 2012, Jayce é um inventor brilhante que, em League of Legends, tem como missão a busca pelo progresso de Piltover, fazendo o que for necessário para proteger a cidade e garantir seus avanços. Munido de um martelo-canhão e de muita coragem, ele é visto pelas pessoas da cidade como um grande herói — mesmo que, para alguns Zaunitas, ele seja um grande vilão. 

Relativamente popular no LoL, o campeão conquistou o carinho dos fãs com seu charme e carisma em Arcane, brilhando desde o primeiro momento em que apareceu na série. Por lá, seu ideal em busca do progresso é melhor trabalhado, assim como sua amizade com Viktor

Mas você sabe tudo sobre esse protetor do progresso? Bora que eu te conto tudo o que você precisa saber sobre o Jayce! 

Criação e Desenvolvimento 

Jayce em League of Legends.

Lançado em 7 de julho de 2012, sendo o centésimo campeão a ser adicionado no jogo, Jayce é um lutador de dificuldade moderada. Durante o desenvolvimento, o personagem era chamado de Apollo, em homenagem ao deus da luz, profecia, música e arquearia na mitologia grega.  

Originalmente, Jayce teria três formas ao invés de apenas duas. Em algumas fases do desenvolvimento, o personagem utilizava uma espada de duas mãos ou uma espada e escudo. Contudo, tudo isso foi descartado assim que a ideia do martelo-canhão foi dada, uma vez que ela trabalhava não apenas o conceito do campeão ser um inventor de Piltover, como também fazia com que sua arma fosse única. 

Atualmente o personagem conta com 10% de popularidade, sendo bem escolhido pelos jogadores, apesar de sua dificuldade em relação ao combo e troca de habilidades. Sua taxa de vitória está abaixo da metade, sendo de apenas 48.4%, segundo o League of Graphs.

A história de Jayce

O Martelo-Canhão de Jayce.

São três os princípios básicos de Piltover: Invenção, descoberta e aversão à Zaun. E Jayce, um jovem inventor nascido na cidade do progresso, cresceu acreditando nisso, defendendo que essas eram as bases para a grandiosidade da capital do conhecimento em Runeterra. Com sua aptidão para as máquinas, o jovem rapidamente conquistou a posição de aprendiz do Clã Giopara, um dos clãs governantes mais importantes de Piltover. 

A partir disso, ele mergulhou fundo nos seus experimentos, criando instrumentos de alta tecnologia e ferramentas que tinham como objetivo facilitar a vida dos trabalhadores de Piltover. Em pouco tempo ele passou a ser conhecido por suas ferramentas que se transformavam em outras coisas, como seu famoso martelo que se tornava uma arma de demolição.  

Não demorou muito para o talento de Jayce conquistar a inveja de outros inventores, especialmente porque o jovem conseguia fazer tudo com imensa facilidade Também não levou muito tempo para que Jayce se mostrasse cada vez mais arrogante e impaciente, ficando mais grosseiro e rude com seus colegas a cada dia. 

Somente uma pessoa conseguia acompanhar o ritmo incansável das invenções — e do intelecto — de Jayce, além de permanecer totalmente indiferente à sua arrogância e grosseria: Viktor

Jayce vs Viktor 

Em Jayce Esquecido, o personagem é reimaginado como um ser bem mais sombrio.

Diferente do que vimos em Arcane, a lore do LoL conta que os dois se conheceram na celebração obrigatória do Dia do Progresso, se aproximando por nenhum dos dois ter interesse em estar ali, tão longe de seus inventos. Eles imediatamente começaram a trabalhar juntos, apesar do contraste evidente entre suas filosofias. 

Jayce queria melhorar a humanidade com sua tecnologia versátil, enquanto Viktor tentava acabar com os defeitos da humanidade, como decadência física e preconceitos, através do uso da tecnologia. Assim, enquanto Viktor expandia os horizontes de Jayce, o inventor desafiava as convicções do seu colega. 

No entanto, a relação deles estava longe de ser pacífica e eles discutiam constantemente. Apesar disso, o embate era sempre intelectual, sem ser levado para o âmbito pessoal. Afinal, mesmo que seus métodos fossem diferentes, Jayce e Viktor buscavam o avanço da humanidade e sabiam como era ser isolado e excluído por outros intelectuais. 

Como lembramos, a lore de Viktor diz que o caminho dos dois se separou após um traje de mergulho criado por ambos os inventores. Após algumas mortes, Viktor inventou uma forma dos mergulhadores serem controlados da superfície, superando seus medos e suas falhas, o que fez com que Jayce o denunciasse por crimes contra a humanidade e por tomar o livre arbítrio dos outros. 

Na lore de Jayce, no entanto, é outro experimento que cria essa cisão entre os dois. Trata-se de trajes mecanizados para os trabalhadores portuários de Piltover, visando a robustez para que eles conseguissem aguentar mais peso, mas também a leveza para que eles não fossem arrastados para o fundo do oceano, caso caíssem no mar. Diante do desafio quase impossível, uma das versões do projeto de Viktor incluía um implante quimtec que aumentaria a força do usuário, mas o impediria de entrar em pânico, se cansar ou desobedecer ordens — o que, em teoria, diminuiria as chances de acidentes. 

Em ambas as versões da lore, porém, o resultado é o mesmo. Ainda que Viktor acreditasse que isso era algo brilhante que reduziria acidentes, Jayce achou a invenção imoral por roubar o livre arbítrio das pessoas. A discussão foi acirrada, partindo quase para a violência física, e Jayce acabou denunciando seu colega para as autoridades da academia, o que fez com que ele fosse exilado da comunidade científica de Piltover. 

Com isso, Jayce perdeu a única pessoa que mais se aproximava de um amigo, o que o fez se isolar e ficar ainda mais ríspido com os outros. Agora, seu único foco era o trabalho. 

A tecnologia Hextech

A skin Jayce Arcane.

E seu foco rapidamente foi direcionado para o cristal bruto e misterioso que o clã Giopara escavou em Shurima. Jayce prontamente se ofereceu para estudar o artefato, afirmando que os outros cientistas não seriam inteligentes o bastante para encontrar algo relevante nele. Diante da grosseria, o clã decidiu entregar o item para os inventores mais educados, como uma forma de ensinar Jayce a ter mais respeito e cortesia.

Após meses de pesquisas intensas, todos chegaram à conclusão de que o cristal era apenas algo bonito, mas completamente inútil. Assim, Jayce finalmente conseguiu colocar suas mãos na pedra. Apesar do seu interesse, o processo de experimentos não foi fácil e inventor finalmente se viu diante de um problema que ele não conseguia resolver. 

Neste momento ele se deu conta de que era assim que os outros cientistas se sentiam e que ele, com todos seus insultos e grosserias, não facilitava em nada a vida deles. Valorizando o empenho dos seus colegas que, apesar das dificuldades, nunca desistiram, Jayce tentou mais uma vez decifrar o cristal e iniciou uma nova empreitada de experimentos perigosos, finalmente tendo alguma reação da pedra: um imenso pico de energia. 

Mais que amigos, inimigos

A skin Jayce da Resistência.

Alertado pela energia do cristal, Viktor procurou Jayce, propondo que os dois trabalhassem juntos. O Arauto das Máquinas explicou que, desde que havia sido exilado, havia começado a trabalhar em Zaun em um projeto que erradicaria doenças, fome e ódio na humanidade. Se trabalhassem juntos, os dois inventores conseguiriam salvar a humanidade de si mesma. 

Contudo, para alcançar esse objetivo e ter a Evolução Gloriosa, Viktor precisava do cristal — uma fonte de energia incomparável. Jayce discordou e disse que Viktor não tinha nenhum alinhamento moral. Os dois começaram a brigar, com o Arauto das Máquinas levando a melhor e roubando a pedra. 

Utilizando um fragmento do cristal como fonte de energia para o martelo híbrido que ele havia criado, Jayce seguiu em busca de Viktor, sendo levado para a subferia de Zaun. Em um galpão, ele encontrou dezenas de cadáveres, vítimas de experimentos terríveis envolvendo a junção de máquinas e pessoas. 

Quando confrontou Viktor, Jayce disse que a evolução gloriosa não era correta, pedindo desculpas pela maneira que agiu com seu amigo no passado, mas reforçando que a salvação da humanidade não deveria ser dessa forma. Diante disso, Viktor ordenou que suas máquinas matassem seu ex-amigo. 

Sem pensar muito pela primeira vez na vida, Jayce se entregou à porradaria e meteu o martelo em tudo ao seu redor — incluindo o cristal Hextech. A explosão do artefato destruiu o galpão e o corpo de Viktor nunca foi encontrado. 

Retornando a Piltover, Jayce caguetou os planos de Vitkor e o que havia feito para as autoridades, sendo exaltado como um grande herói protetor da cidade, ganhando o título de “o Defensor do Amanhã”.

Contudo, ele sabia que aquele não havia sido o fim de Viktor e que, muito em breve, seu ex-amigo voltaria em busca de vingança. Por isso, ainda que não gostasse da atenção que estava recebendo, o inventor decidiu fazer justiça ao título e garantir que Piltover tenha um futuro brilhante pela frente — custe o que custar. 

Em Arcane 

Viktor e Jayce em Arcane.

Em Arcane, descobrimos que, quando criança, Jayce e sua mãe foram salvos por um mago de uma fatalidade. Desde então, o inventor cresceu apaixonado por magia, desesperado para trazer glória para sua família e explorar esse potencial fantástico das artes mágicas, algo capaz de mudar a vida das pessoas. 

Herdeiro do clã Talis, conhecido por fabricarem martelos em Piltover, mas sem muita glória ou reconhecimento, Jayce foi um estudante brilhante da Academia. Em seu trabalho, ele buscou ajudar as pessoas de Piltover e Zaun, acreditando que alguns limites precisam ser superados, mesmo que cruzar certas fronteiras, como o uso da magia, seja algo perigoso ou pouco prudente, pois o resultado pode melhorar a vida de muitos. 

Ao lado de Viktor, o campeão criou diversas invenções que são vistas como preocupantes por Heimerdinger, mas que, para toda Piltover, são espetaculares. Junto do seu amigo inventor, ele cria um esquema de teleporte entre as regiões de Runeterra, as manoplas da Vi e o seu famoso martelo-canhão. 

Contudo, seu apreço pela fama e pela glória fez com que, ao longo da temporada, o personagem cedesse diante das manipulações políticas de Mel, deixando um pouco dos seus ideias e objetivos com Viktor de lado. Isso resulta em alguns atritos entre os três, com Jayce lutando para entender qual é o seu lugar e qual o papel que ele quer desempenhar no futuro.

Já em sua personalidade, ainda que bem intencionado, o personagem é bastante impulsivo e comete erros que custam caro para aqueles que estão na margem da sociedade — como o pessoal de Zaun. Apesar dos seus (vários) vacilos, Jayce tenta corrigir isso buscando a emancipação do distrito anexo à Piltover, buscando dar aquilo que os Zaunitas tanto desejavam.  

É provável que, no futuro, a cisão entre Jayce e Viktor fique mais evidente e definitiva, podendo caminhar para a lore que os fãs de League of Legends conhecem. As questões políticas (e manipulativas) do Conselho também devem cobrar um peso do personagem, que pode acabar dividido entre o seu papel como inventor e protetor de Piltover, ainda mais agora que as coisas ficaram ainda mais intensas com Zaun.

Habilidades em League of Legends 

Passiva: Capacitor Hextec 

Quando Jayce utiliza sua ultimate e troca de arma, ele ganha velocidade de movimento por um curto período de tempo. 

Q: Aos Céus! / Disparo Chocante

Quando está utilizando a forma do martelo, o Q de Jayce é Aos Céus! e ele salta em direção ao inimigo e causa dano físico e lentidão ao golpear seu alvo. 

Já quando está na empunhadura de canhão, a habilidade se torna Disparo Chocante e o campeão dispara uma bola de eletricidade que explode ao atingir um inimigo — ou ao chegar ao fim do seu trajeto — causando dano físico a todos atingidos pelo ataque. 

W: Campo Estático / Hipercarga 

Ao empunhar o martelo, Campo Estático, o W de Jayce tem dois efeitos. De forma passiva, o campeão restaura mana a cada acerto, enquanto de forma ativa ele cria um campo elétrico que causa dano aos inimigos próximos por alguns segundos. 

Na empunhadura de canhão, com a Hipercarga, ele recebe um impulso de energia, aumentando a velocidade de ataque ao máximo por diversos ataques. 

E: Golpe Trovejante / Portão Acelerador 

Quando está utilizando o martelo, o E de Jayce, Golpe Trovejante, causa dano mágico e empurra os inimigos por uma pequena distância. Já com o canhão, o campeão cria um Portão Acelerador, que aumenta a velocidade de movimento dos campeões aliados que atravessarem. Caso Disparo Chocante, o Q, atravesse o portão, a velocidade, alcance e dano do projétil aumentarão. 

R: Canhão de Mercúrio / Martelo de Mercúrio 

A ultimate de Jayce, ou seja, seu R, é o que deixa o campeão tão interessante. É nela que ele altera entre Empunhadura de Martelo e a Empunhadura de Canhão. 

Na forma Empunhadura de Martelo, Jayce transforma seu canhão em um Martelo de Mercúrio — ganhando um aumento em resistência mágica e armadura. Após fazer a troca, o primeiro ataque dele causa dano mágico adicional. 

Já na forma Empunhadura de Canhão, Jayce troca seu martelo por um canhão de mercúrio, passando a atacar à distância. O primeiro ataque nesta forma reduz armadura e resistência mágica do alvo. 

Prioridade

Comece com o Q, seguindo para o E e somente então W. Já o R deve ser pego sempre que for possível. A prioridade é sempre maximizar o Q, que será sua principal fonte de dano — tanto a corpo a corpo quanto à distância com os disparos do canhão. Em seguida é interessante maximizar o W por seus efeitos passivos. A última habilidade a ser maximizada é o E. 

Curiosidades 

A skin Jayce Galante.

Jayce é dublado por Malta Jr, conhecido por seu trabalho como Capitão Bumerangue em Liga da Justiça: Sem Limites, Graviton em Os Vingadores: Os Super-Herois Mais Poderoso da Terra e Artrópode em Ben 10: Força Alienígena. Já em Arcane o inventor recebeu a voz de Fernando Mendonça, cantor, cartunista e dublador conhecido por ser a voz de Jar Jar Binks na redublagem de Star Wars I, II e III, Limão Grab em Hora de Aventura, e personagens como Billy Parham e Rocky Robinson em O Incrível Mundo de Gumball.

Em muitos aspectos — e em praticamente todas as versões das lores que já teve –, a principal trama de Jayce é antagonizar Viktor, servindo como um contraponto para a evolução e o avanço tecnológico desenfreado do seu colega cientista. 

Jayce foi o 100º campeão a ser lançado em League of Legends. Falando em números, ele é o primeiro personagem a ter oito habilidades (contando com a transformação da ult), o segundo a já ter a ultimate habilitada logo no primeiro nível e um dos cinco campeões do LoL a ser tanto um personagem com ataques corpo a corpo quanto à distância.

No jogo, o personagem dança “U Can’t Touch This”, famosa música de MC Hammer. A escolha parece óbvia quando lembramos que Hammer, em inglês, é Martelo, a arma que o campeão utiliza. Contudo, ela fica ainda mais engraçada quando levamos em conta que sua ultimate, em inglês, é “Mercury Cannon/Hammer”, que pode acabar sendo abreviada como ‘MC Hammer’.

Em alguns contos e lores do jogo, descobrimos que Jayce ajudou Ezreal a entrar em seções proibidas da livraria da Academia de Piltover. Ele também tem uma relação muito próxima — ajudando em casos policiais, inclusive — com Caitlyn e Vi

Ainda que fascinado pelos avanços tecnológicos e criações puramente robóticas, Jayce tem total aversão aos experimentos de Viktor e das misturas envolvendo tecnologia e necromancia, como no caso de Urgot

O que você gostaria de saber sobre os campeões de LoL? Quem gostaria de ver a gente discutir? Comente aqui!

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Chris Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Instagram e Twitter: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"