Toya Todoroki: Tudo que você precisa saber sobre o personagem de Boku No Hero

Capa da Publicação

Toya Todoroki: Tudo que você precisa saber sobre o personagem de Boku No Hero

Por Márcio Jangarélli

Atenção: Alerta de Spoilers!

My Hero Academia está entre as aventuras atuais com os mistérios mais intrigantes, fazendo todos os fãs ficarem contando os dias pelo próximo capítulo do mangá, criando as teorias mais absurdas possíveis.

Recentemente, um desses mistérios foi resolvido e deixou os teoristas de plantão satisfeitos: descobrimos o que aconteceu com o filho mais velho do Endeavor, Toya Todoroki. Resolvi, então, resumir todas as reviravoltas dessa história para vocês e deixar todos os interessados norteados nessa situação. Que tal? Pega sua água oxigenada para pintar o cabelo e vem comigo nessa!

Quem é Toya Todoroki em Boku no Hero?

Toya é o filho mais velho de Enji Todoroki, o Endeavor. No mangá, vemos sua aparência original pela primeira vez no capítulo 249; ele ainda não apareceu como Toya no anime.

Ele também é o vilão, membro da Liga dos Vilões e da Frente de Libertação Paranormal, conhecido como Dabi. Toya manteve sua verdadeira identidade escondida desde o início, planejando revelar seu passado trágico no momento certo, esperando acabar com a reputação do Endeavor no processo.

Como Dabi, Toya estreou no mangá no capítulo 39 e no episódio 23 do anime. Junto da Liga dos Vilões, ele foi um dos responsáveis por atacar os alunos da UA no acampamento de verão e sequestrar o Bakugo, pelo ataque ao caminhão de contenção do Overhaul, entre outras coisas que só aconteceram no mangá.

O que significa Toya?

Os dois nomes que o Toya carrega possuem significado dentro da sua história. Os kanjis do nome “Toya” (燈矢) significam “chama pequena que ilumina os arredores” – ou “lâmpada” – e “flecha”. A segunda parte ainda é um tanto nebulosa – ya é comum para nomes masculinos japoneses – mas a “chama” está ligada a sua criação aparentemente pacífica entre os Todoroki, sendo treinado para ser um herói.

Já Dabi vem do motivo da sua “morte” e seus poderes. Significa “cremação”, que é o nome que os fãs deram para sua individualidade enquanto o oficial não é revelado.

Qual a história do Toya em My Hero Academia?

Antes de falar sobre o Toya, é importante entender o Enji. Em suas tentativas de ficar cada vez mais poderoso, para se tornar o herói nº1 do Japão, Endeavor encontrou uma barreira em suas habilidades. Usar sua individualidade por muito tempo superaquece seu corpo e pode matá-lo. Isso o impede de “ir além”.

Assim, Enji se torna obcecado em fazer do seu filho um herói “perfeito”. Ele se casa com Rei, que possui uma individualidade de resfriamento, e planeja ter com ela um herdeiro que carregue as suas chamas e o gelo da esposa. Com os dois poderes, a criança seria capaz de balancear o superaquecimento e uma possível hipotermia, ultrapassando as barreiras que o Endeavor encontrou.

O primeiro filho do casal, então, é Toya Todoroki. De acordo com Enji, o Toya não nasceu com nada dos poderes de gelo da mãe, mas com uma individualidade de chamas mais “quente” e poderosa que a sua. Nessa época ele diz que não era tão obcecado em conseguir a “criança perfeita”, então tentou treinar o Toya ao máximo para ser um grande herói.

Como o Toya se transformou no Dabi?

Acontece que os poderes do Toya eram fortes demais para o corpo do menino. Não sabemos exatamente o que estava acontecendo, mas o cabelo vermelho escuro dele, herança do Enji, começou a ficar branco e suas chamas estavam cada vez mais poderosas.

Em certo ponto, em um campo de treinamento do Endeavor nas montanhas, é dito que o Toya “perdeu o controle” dos seus poderes e foi queimado até não sobrar quase nada por suas próprias chamas. Não foi revelado ainda como ele sobreviveu e quem o ajudou a partir daí, mas, depois disso, Toya se torna Dabi.

Vale dizer que aparentemente ele manteve vigilância em sua família, quando sabe de eventos da vida dos Todoroki que aconteceram depois que foi dado como morto. Ele também passou a nutrir um ódio doentio por seu pai e a planejar sua queda como Endeavor.

Como o Toya revelou sua identidade?

Se você não está acompanhando o mangá de Boku no Hero Academia e tem essa curiosidade, tudo aconteceu durante o último arco. Enquanto os heróis estavam em uma luta violenta contra o Shigaraki, os outros membros da Liga dos Vilões chegaram no local. Já esperando o estado derrotado do Endeavor, Dabi usou essa oportunidade, para se revelar.

Com as habilidades do Skeptic, Dabi hackeou a transmissão dos canais japoneses e exibiu um vídeo para todo o país onde expõe sua identidade e toda a violência que Enji infligiu à sua família, esperando acabar com o nome do pai como herói. No campo de batalha, então, ele mostrou que estava usando uma cor de cabelo falsa, lavando a tinta e apresentando o branco que veio da Rei Todoroki, sua mãe. Enfim, ele revelou para todos ali quem realmente era.

O objetivo do Toya era acabar com o Endeavor como herói e matá-lo ali. Ele afirma que fez todos os testes, para provar quem era, mas não liga para a família, se preocupando apenas com a sua vingança. No fim, ele não conseguiu matar seu pai ou irmão, mas ainda vamos assistir as consequências de todo esse momento caótico.

Quais os poderes do Toya?

Como dito, o Toya nasceu sem nenhum traço da individualidade de sua mãe, que possui poderes de resfriamento, mas com chamas anormalmente poderosas. As chamas azuis do rapaz são mais quentes que as do Enji e que as do Shoto, portanto, muito mais difíceis de serem controladas.

É possível, no entanto, que exista algum tipo de habilidade vinda da parte da Rei no Toya que não vimos ainda. Não sabemos como ele sobreviveu a ser queimado vivo e o mangá faz questão de mostrar o momento em que seu cabelo vermelho começa ficar branco como o de sua mãe. Isso, porém, pode representar também o quanto suas chamas cobram de seu corpo.

E aí, o que você achou da revelação do Dabi? Não esqueça de comentar!

Veja agora nossa lista com mais curiosidades sobre o vilão:

Imagem de perfil
sobre o autor Márcio Jangarélli

Assessor, redator e jornalista. Madonna de Jakku.