Ray Fisher afirma que só consideraria voltar a viver Ciborgue após pedido de desculpas da Warner

Capa da Publicação

Ray Fisher afirma que só consideraria voltar a viver Ciborgue após pedido de desculpas da Warner

Por Melissa de Viveiros

Durante um painel na MEGACON, o ator Ray Fisher voltou a falar sobre a possibilidade de retornar ao papel de Ciborgue no futuro. Questionado por um fã sobre o assunto, o ator mencionou seus problemas com a Warner Bros.Walter Hamada, que se tornou presidente da DC Films em 2018. Para ele, o primeiro passo necessário seria um pedido de desculpas pela resposta “inaceitável” que eles tiveram à investigação sobre Liga da Justiça (via ComicBook).

Anteriormente, Fisher havia falado sobre a má conduta no set do filme por meio de sua conta no Twitter, acusando Joss Whedon de comportamento não-profissional e abusivo. Na ocasião, ele também afirmou que Geoff Johns Jon Berg também eram culpados de possibilitar que o ambiente das gravações ficasse dessa forma. Em resposta, a Warner Media contratou uma empresa para investigar o caso, visando “chegar ao centro do ambiente de trabalho tóxico e abusivo criado durante as refilmagens de Liga da Justiça”.

Posteriormente, o intérprete de Ciborgue voltou ao Twitter, dizendo que Hamada teria tentado colocar toda a culpa apenas em WhedonBerg, visando proteger  Johns. Diante da postura do presidente da DC Films, o ator o acusou de ser “o tipo mais perigoso de facilitador”, também contando que ele teria interferido nas investigações e pronunciando que não participaria de qualquer produção associada com Hamada. Isso incluiria o filme do Flash, no qual Ciborgue inicialmente teria um papel importante, de acordo com Fisher.

Fisher como Ciborgue em Liga da Justiça.

Agora, respondendo à pergunta de um fã sobre voltar a viver o herói no futuro, o ator respondeu:

“Essa é uma pergunta complicada. Eu acho que, no fim, como as pessoas gastam seu dinheiro determina o que acontece e o que não acontece nesse tipo de negócios, e particularmente nos quadrinhos e na DC. Para mim, há muitas coisas por trás das cenas. Obviamente, eu não tive vergonha de falar sobre todas as coisas que aconteceram durante o ano passado, o vai e volta que eu pessoalmente e publicamente tive com a Warner Bros. Pictures, Walter Hamada e o resto da equipe por lá.”

Complementando sua resposta, ele prosseguiu:

“Para mim, eu acho que tudo começa com um pedido de desculpas vindo do lado das coisas da Warner Bros. Existem muitas coisas desagradáveis que aconteceram, principalmente em público. O que Walter Hamada e a Warner Bros. Pictures tentaram fazer, profissionalmente e pessoalmente, durante um dos anos mais cruciais para pessoas negras na história da humanidade, é só inaceitável. Então até o momento em que um pedido de desculpas seja feito, eu definitivamente não vou apoiar nenhuma produção Walter Hamada, ponto final. E é uma coisa difícil, porque sou um grande fã da DC. Eu amo esses personagens, mas às vezes você precisa desistir de algo que ama para fazer o que é certo.”

A última aparição de Fisher como Ciborgue aconteceu na Liga da Justiça de Zack Snyder. O ator participou de gravações adicionais para o filme, que foi lançado na HBO Max este ano. Ele já havia dito que não teria problemas em voltar a viver seu personagem no filme, mas que “existem outras coisas que precisam ser resolvidas” antes que isso pudesse acontecer.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Graduanda em Letras na UFMG. || What is infinite? The universe and the greed of men. || @windrunning_