Capa da Publicação

Qual a história de Pantera Negra e Tempestade nos quadrinhos?

Por Gabriel Mattos

Pantera Negra, eternizado com a interpretação de Chadwick Boseman, mostrou a verdadeira extensão do poder de um rei africano no filme homônimo de 2018. Logo, quando Michaela Coen foi anunciada na sequência, alimentou a esperança dos fãs de ver uma das mais adoradas rainhas de Wakanda nas telonas — Tempestade, a poderosa mutante dos X-Men.

A dupla tem uma história tortuosa no quadrinho, cheia de romance e desentendimentos, que foi contada de maneiras diferentes ao passar pelas mãos de novos escritores. Mas uma coisa é certa: T’Challa e Ororo Monroe são um dos casais de super-heróis mais adorados da Marvel Comics. Hora de conhecer melhor o desenrolar dessa história.

Duas versões de um encontro

Pantera Negra e T’Challa precisaram lutar desde o início

O primeiro encontro dos heróis aconteceu originalmente em 1980, na revista Marvel Team-Up #100. Este era um gibi que promovia a união dos maiores heróis da editora para o delírio dos fãs e os editores da época acharam natural combinar seus dois maiores personagens africanos em uma única edição.

Ororo resgatou T’Challa quando ambos ainda eram adolescentes. Ela passou um tempo sozinha nos desertos egípcios depois que seus pais foram mortos em Cairo. Para sobreviver na cidade, Ororo se viu obrigada a furtar e logo ela decidiu procurar um futuro melhor no Quênia, país de sua mãe. Em sua jornada, avistou um pequeno príncipe no que parecia um sequestro. Sem pestanejar, ela salvou o garoto usando seus poderes temporais. Este príncipe era ninguém menos que T’Challa, futuro Rei de Wakanda.

A dupla não demorou a desenvolver uma forte amizade, mas precisaram seguir por caminhos diferentes. Anos depois, os roteiristas que assumiram a personagem na época da Guerra Civil decidiram recontar essa história para que Ororo que fosse salva, como uma donzela indefesa.

Um beijo do jovem casal

O lado bom desta versão é explicar melhor o que aconteceu depois deste encontro. Na minissérie Storm, vemos T’Challa cuidando dos ferimentos de Ororo depois de salvá-la de um ataque de bandidos. Eles acabam desenvolvendo sentimentos um pelo outro e só acabam se afastando para que T’Challa assuma suas responsabilidades ante ao seu povo. Algo bastante condizente com ambos personagens.

Depois de ser deixada, Ororo não gastou seu tempo chorando. Ela vagou pelos desertos mais uma vez. Agora levando água para quem precisava e salvando povoados de encrenca. Por chegar dos céus com a salvação, sua fama como Deusa cresceu.

Eventualmente, Ororo se uniu aos X-Men, como a heroína Tempestade. T’Challa virou Rei de Wakanda e membro dos Vingadores. Apesar de estarem sempre na mente e no coração um do outro, eles nunca mais se encontraram desde então. Até a Guerra Civil.

Casamento às pressas

Casal uniu forças na Guerra Civil

Guerra Civil era o maior evento da Marvel em muito tempo. Herói contra herói. Dois lados de uma guerra política que começou com um incidente mutante. Claro que os ânimos estavam acalorados entre os personagens da editora e os roteiristas precisavam de algum evento que forçasse ambos os lados a parar e sentar juntos mais uma vez. Decidiram então pelo casamento do século — a união do Rei de Wakanda e a Deusa dos X-Men.

Pode parecer meio precipitado falar em casamento quando mal falamos em relacionamento… Nem mencionamos namoro… Mas foi assim que aconteceu. Em Black Panther #14, em 2006, T’Challa e Ororo se reencontraram depois de muito tempo, conversaram um pouco e na edição seguinte veio o pedido de casamento.

A cerimônia funcionou como um cessar fogo e a maioria dos Vingadores e X-Men compareceram, independente de como se sentiam em relação ao Ato de Registro de Super-humanos. Inclusive, T’Challa teve uma despedida de solteiro com Wolverine e outros chegados no Rio de Janeiro.

Na cerimônia, Ororo usou um vestido estonteante, com direito a uma capa com ornamentos tradicionais africanos e rubis. Para ascender ao trono wakandano, ela precisou até mesmo da benção do Deus Pantera protetor da linhagem real. Como presente à sua amada, T’Challa reuniu Ororo com seus pais perdidos. No final, tudo deu certo e os dois finalmente puderam viver sua história de amor.

Casamento de Ororo e T’Challa parou a Guerra Civil por um tempo

E apesar de tudo, eles funcionavam muito bem juntos. O Pantera Negra e a Tempestade são heróis muito idealistas que felizmente lutavam do mesmo lado contra o Ato de Registro de Super-humanos, então podemos dizer que o casal concordava em muita coisa.

O status de Rainha de Wakanda, inclusive, foi muito benéfico para os mutantes. Como monarca, Ororo conseguia fazer muito mais por sua causa. T’Challa dava todo o apoio para a luta de sua amada, colocando a sua nação a serviço da causa mutante.

O problema é que os roteiristas não tinham muita ideia de como iriam escrevê-los juntos, considerando que suas histórias separadamente já funcionavam muito bem como estavam. Seus objetivos finais também eram distantes, mesmo que houvessem intersecções. Ororo defenderia os mutantes até o fim, enquanto T’Challa morreria por Wakanda. Este foi o furo que os roteiristas precisavam para conseguir separar o casal anos depois.

Não há vencedores no amor

A História de um Casamento Heroico

O primeiro golpe na relação deles foi o evento Vingadores vs X-Men. Por motivos óbvios, Ororo e T’Challa lutaram de lados opostos dessa guerra. Seus ideais já não estavam mais tão alinhados. Quando os X-Men chamavam, a poderosa Tempestade precisava agir.

E foi em uma dessas saídas para auxiliar os mutantes que a tragédia aconteceu. O golpe final que pôs um fim nesse relacionamento foi um ataque de Atlantis à Wakanda (que rumores apontam que pode ser adaptado em Pantera Negra 2).

A Força Fênix retornou à Terra e se hospedou no corpo de Namor, um rival de T’Challa que liderava o povo atlante. Normalmente, a altamente tecnológica Wakanda não teria problemas em se defender, mas seu exército estava ocupado em lutas distantes, defendendo os interesses de Ororo.

O dever falou mais alto

Pantera Negra lutou bravamente para defender seu povo, mas o ataque causou muitos estragos. Estragos que poderiam ter sido evitados. Seu amor por Ororo era uma distração. Ela nunca estava ali para lutar pelos seus, mas ele sempre se esforçava para proteger o povo dela.

Assim, sem consultá-la ou tentar resolver na conversa, T’Challa decidiu anular seu casamento com a Tempestade. Quando ela voltou, para ajudar na recuperação após os estragos, ela foi impedida e informada do fim de seu casamento. Desta maneira fria que o romance entre Pantera Negra e Tempestade chegou ao fim.

Uma rainha nunca perde sua majestade

Depois deste ocorrido, eles obviamente se afastaram. Mas com o tempo, voltaram a ser amigos. Ainda há um sentimento muito sincero entre os dois. Ororo está presente em diversos momentos importantes para Wakanda, como o conflito com o Império Intergalático de Wakanda e a participação de T’Challa no torneio para hospedar a Força Fênix. Mas a natureza de sua relação nunca voltou a ser romântica de fato.

Regente do Sistema Solar, Tempestade conquistou status intergalático

O povo de Wakanda não deixou de enxergar Ororo como uma Deusa e parte da realeza. Respeitosamente, era chamada de Hadari Yao, aquela que anda nas nuvens. A situação com T’Challa, no presente momento, está incerta. Isso desde que Ororo roubou a espada wakandana Skybreaker, em Marauders #13. Mas hoje, ela não precisa de um casamento para se tornar rainha.

Com o estabelecimento de Krakoa e a ascensão do Planeta Arakko, Tempestade é considerada intergalaticamente como a regente do Sistema Solar. Wakanda ainda é uma das poucas nações que não respeita o estado mutante. Quem sabe não veremos uma reunião do casal em breve para tratar assuntos… Diplomáticos.

O fato é que, caso um novo relacionamento venha a surgir, a equipe de roteiristas da Marvel está bem mais preparada para transformá-lo em algo incrível. Seja como for, vida longa ao Rei de Wakanda e viva a Regente de Arakko!

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Repórter correspondente de Wakanda, caçando Pokémon por onde eu vou! Sempre nas lives da Legião! • @gabeverse