Capa da Publicação

300: Warner rejeitou filme da franquia de Zack Snyder sobre romance gay

Por Cristiano Rantin

Quando foi lançado em 2007, 300 chamou a atenção por conta do seu visual, batalhas intensas e proposta extravagante. Dirigido por Zack Snyder, o filme ganhou uma sequência 300: A Ascensão do Império, em 2014, desta vez contando apenas com o roteiro de Snyder. No entanto, apesar do interesse do cineasta, a Warner barrou o terceiro filme que ele havia escrito para essa franquia.

Em uma entrevista ao podcast The Fourth Wall, Snyder revelou que escreveu um terceiro filme bem diferente dos antecessores. Focado em Alexandre, o Grande, e seu amado Heféstio, o longa seria uma história de amor em meio a uma guerra.

“Eu simplesmente não consegui cravar meus dentes nele. Durante a pandemia, eu tive um acordo com a Warner Bros para escrever o que essencialmente seria o capítulo final de 300,” disse. “Mas quando eu sentei para escrevê-lo eu acabei criado um filme diferente. Eu estava escrevendo essa coisa sobre Alexandre o Grande e acabou sendo um filme sobre a relação entre Heféstio e Alexandre. Acabou sendo uma história de amor, então isso não acabou se encaixando em um terceiro filme.” 

Snyder continuou, reforçando que  sua relação com o estúdio não está muito boa:

“[O conceito] ficou incrível. Era chamado Sangue e Cinzas e, no fim, era uma história linda de amor, com uma guerra. Eu amaria fazer isso, mas [a Warner] disse não… Sabe, eles não são grandes fãs meus. É o que o é.”

300: A Ascensão do Império

Recentemente, Zack Snyder tem falado bastante sobre sua experiência nos filmes da DC Comics e sua relação com a Warner. Revelando que o estúdio está sendo agressivamente anti-Snyder, ele já confessou que temeu ser processado por apoiar a campanha dos fãs sobre o Snyder Cut. Notícias recentes apontam que ele Snyder não terá nenhuma influência no futuro do DCEU, ainda que novas campanhas demandem que o Snyderverso seja restaurado.

Veja também todos os filmes de Zack Snyder, do pior ao melhor:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação pela UEL • Twitter e Instagram: @Chris_Rantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"