Capa da Publicação

Nova HQ dos X-Men mostra mutantes em combate para recuperarem seus poderes

·
Por Raphael Martins

A vida nunca foi fácil para a comunidade mutante nos quadrinhos da Marvel Comics. Algumas das maiores tragédias do universo da editora se abateram sobre eles, como o massacre de 16 milhões de mutantes em Genosha ou a redução de seu número para apenas 198 durante os eventos da saga Dinastia M, causados pela Feiticeira Escarlate.

Veja também:

Mutantes passam a ser adorados como deuses em nova HQ do Wolverine

X-Factor ganha novos trajes nada heroicos nas HQs dos X-Men

Novos Mutantes podem colocar o sonho dos X-Men em risco em HQ

Mas em sua atual fase nas HQs, parece que as coisas finalmente estão correndo a seu favor. Os mutantes agora tem sua própria nação soberana, Krakoa, que garante sua segurança, sua sobrevivência e até sua ressurreição através de uma nova tecnologia de clonagem inventada por lá.

Com esse método de ressurreição, eles finalmente podem reverter o processo da perda de poder ocorrido durante Dinastia M… mas isso não se dá de graça. Para reconquistarem seu poder perdido e “ascenderem” novamente como mutantes, os interessados devem passar por um ritual de combate, chamado de “Crucificação”.

Neste ritual, aqueles que querem recuperar seus poderes devem entrar em uma arena e lutar até a morte contra o Apocalipse, que é simplesmente um dos mutantes mais poderosos que já existiram. Se eles desistirem antes de serem mortos, podem continuar suas vidas normalmente, mas sem poderes. Entretanto, se tiverem a coragem de lutarem até o fim, sendo inevitavelmente mortos por Apocalipse no final, terão provado seu valor e serão ressuscitados com todos os seus poderes perdidos.

É uma cerimônia quase religiosa, que envolve morte e sangue derramado, então obviamente que muitos heróis foram contra. Wolverine, por exemplo, se declarou radicalmente contrário ao ritual, estando mais preocupado com os efeitos da ressurreição em mentes mais jovens. Já Ciclope e Noturno, por exemplo, não são exatamente contra, mas se encontram em conflito moral com a ideia.

Em X-Men #7, vemos um ritual de Crucificação cheio de pompa e circunstância, com um duelo entre Melody Guthrie, a Aero, e o Apocalipse. Melody foi uma das mutantes que perdeu seu poder durante Dinastia M, mas consegue recuperá-lo após ser morta e depois revivida no ritual, tudo sendo assistido por uma multidão como se fosse um grande show.

Em paralelo ao espetáculo da Crucificação, há o retorno do mutante Ícaro, morto com um tiro por William Stryker e revivido em Krakoa. Contudo, sua ressurreição não recebeu a mesma atenção que a “ascensão” de Aero, nem foi notada por ninguém. Isso traça um problema preocupante em Krakoa, uma vez que seus habitantes parecem cada vez mais deslumbrados com seu próprio poder do que felizes por sua espécie finalmente ter encontrado segurança e aceitação.

Confira imagens de X-Men #7 na nossa galeria:

Fonte: CBR

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Já fui um pouco de tudo: apresentador de TV, repórter, roteirista e hoje sou redator nesse noblário site. Gosto de longas caminhadas na praia, HQs, games, tokusatsu, cinema e filé com fritas. Você pode trocar uma ideia comigo e me ver reclamar da vida no Twitter @aqueleraphael