Capa da Publicação

V de Vingança: Entenda o símbolo da máscara do Guy Fawkes

Por Raphael Martins

Não é raro vermos pessoas usando a máscara do personagem V, protagonista da graphic novel V de Vingança, em protestos pelo mundo, sejam eles nas ruas ou na rede. Mais do que protegê-las na segurança do anonimato, a máscara é um símbolo, representando uma ideia e contendo um significado forte, diretamente ligado ao ato de desafiar as convenções sociais e leis vigentes para lutar, ainda que de forma extrema.

Veja também:

John Boyega, de Star Wars, discursa em protesto contra racismo em Londres

Evan Peters, o Mercúrio de X-Men, pede desculpas após compartilhar vídeo anti-protestos

Kendrick Sampson, ator de The Flash, é ferido durante protestos nos Estados Unidos

 

Tanto a máscara quando a HQ de Alan Moore foram popularizados pela adaptação para os cinemas da história, também intitulada V de Vingança e lançada em 7 de abril de 2006. Mas qual o significado da máscara e por que ela é tão usada em protestos? Calma, a gente explica.

O que quer dizer a máscara de V de Vingança?

A famosa máscara usada pelo protagonista de V de Vingança é na verdade uma representação do revolucionário Guy Fawkes, figura histórica britânica que viveu entre 1570 e 1606.

Fanático católico, Fawkes era um dos muitos descontentes com o governo do rei Jaime I e de seus aliados do parlamento inglês, que a seu ver, estavam levando sua nação para um caminho de degradação e perdição. Se aliando aos também revolucionários subversivos Robert Wintour, Thomas Wintour e Robert Catesby, eles criaram um levante conhecido como “Conspiração da Pólvora”, que pretendia assassinar o rei e todos os seus aliados, explodindo o Parlamento inteiro.

Após alugarem um espaço abaixo da câmara dos lordes, Guy Fawkes guardou os barris de pólvora, esperando o momento certo para atacar. Mas seu plano caiu por terra depois que as autoridades o encontraram no local, em flagrante, no dia cinco de novembro. Preso, ele foi interrogado, torturado e finalmente enforcado na manhã de 31 de janeiro de 1606, tendo seu corpo mutilado como exemplo a quem quisesse segui-lo.

Representação histórica do revolucionário Guy Fawkes

Fawkes e sua rebelião podem ter morrido, mas ele se tornou um símbolo. A chama de sua vontade acabou se espalhando e ainda hoje há quem se inspire nele para se rebelar contra as instituições e figuras de poder. O grupo de hackers Anonymous, famoso por invadir grandes sistemas de segurança e expôr segredos de líderes políticos e governos inteiros, usa a máscara de Guy Fawkes como seu principal símbolo.

Até hoje, na Inglaterra, o dia 5 de novembro é comemorado como “o dia de Guy Fawkes”, onde queimam bonecos representando o revolucionário. Ele e sua conspiração ganharam até mesmo um poema folclórico no país, que diz:

“Lembrai, lembrai, o cinco de novembro

A pólvora, a traição e o ardil;

por isso não vejo porque esquecer;

uma traição de pólvora tão vil”

Guy Fawkes e seus ideais de revolução foram a principal inspiração de Alan Moore na concepção de V de Vingança, tida como uma de suas obras primas ao lado de Watchmen.

A máscara de Guy Fawkes é o símbolo do grupo de hackers Anonymous, conhecido por invadir grandes sistemas de segurança

Qual a história do filme V de Vingança?

O filme que popularizou a máscara de Guy Fawkes é, como já dito anteriormente, uma adaptação da famosa Graphic Novel escrita por Alan Moore, mas tem suas diferenças em relação ao material original. No filme, alguns personagens tiveram suas histórias modificadas e alguns eventos foram suavizados, mas ainda assim, ele passa com sucesso a mensagem da celebrada HQ.

O filme se passa em um Reino Unido governado por um regime totalitário e fascista, onde o governo vigia a todos e censura tudo que lhe é contrário. Obras de arte, programas de televisão, livros e todo e qualquer tipo de material que vá contra a ideologia do “Alto Chanceler” são proibidas, e seus defensores, perseguidos e mortos, assim como homossexuais, demais minorias e artistas.

É neste mundo que vive Evey Hammond (Natalie Portman), uma funcionária da TV estatal britânica. Salva de uma tentativa de estupro por um dos membros dos “Homens-Dedo”, uma espécie de Gestapo inglesa, ela conhece seu salvador, V (Hugo Weaving), que chama atenção por sua longa capa preta e sua máscara de Guy Fawkes. Ele a leva para um telhado e lhe mostra, de “camarote”, a destruição do Old Bailey, orquestrada por ele próprio.

“Eles me chamam de… V.”

Levando-a a seu esconderijo, ele lhe conta sua história, suas motivações e vê nela uma aliada em seu plano de vingança e sua revolução, iniciando um relacionamento que mudaria não apenas a vida de Evey, mas também a história do mundo dali por diante.

Não entraremos em muitos detalhes para não estragar sua diversão, mas fica o aviso: assistir V de Vingança é uma experiência poderosa e tocante, que vai te fazer pensar e talvez mudar seu ponto de vista sobre muita coisa, como fez com milhões de pessoas ao redor do mundo. Sua mensagem final também é uma verdade universal e a razão para ter esperança: ideias, todas elas, não podem ser mortas ou paradas; ideias são à prova de balas.

Fique com nossa lista abaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael