Capa da Publicação

Escritor de Pokémon quis “morrer” após mudança feita em Lugia

Por Gus Fiaux

Pokémon sempre teve seus altos e baixos, especialmente no que diz respeito ao anime. A franquia já passou por diversas situações, e o roteirista Takeshi Shudo sempre pareceu ter uma voz muito forte no desenrolar da saga de Ash Ketchum. No entanto, uma mudança repentina feita com o Pokémon Lugia o deixou bem entristecido.

Abaixo, veja mais notícias envolvendo Pokémon:

Roteirista original de Pokémon tinha outros planos para crescimento de Ash

Nova teoria bizarra entre Ash e Mr. Mime surge em Pokémon

Origem de personagem misterioso que imita o Professor Carvalho, de Pokémon, é revelada

Mesmo tendo falecido em 2010, Shudo deixou um blog com diversas revelações acerca da franquia, e essas informações têm sido traduzidas nos últimos anos pelo Lava Cut Content. Recentemente, mais uma declaração de Shudo foi descoberta. Originalmente, ele queria fazer de Lugia um Pokémon que pudesse ser tanto macho quanto fêmea, mas no anime, Lugia recebeu uma voz masculina, o que fez com que o criador entrasse em uma grande depressão:

“Os comerciais já tinham ido ao ar. Era tarde demais, nós não podíamos mudar Lugia repentinamente para ser uma fêmea… eu estava mergulhando em álcool e drogas. Eu comecei a sentir que queria morrer.”

Shudo tem um carinho especial por Lugia, já que foi o primeiro Pokémon criado exclusivamente para o anime, pelo próprio Takeshi Shudo. Ele queria que o personagem representasse uma “fonte de vida maternal”, mas a mudança na voz do personagem não passa essa ideia. Nos seus últimos dias de vida, Shudo escreveu muito a respeito de Lugia e como as mudanças realizadas no personagem foram bem decepcionantes para ele.

Abaixo, veja 10 Pokémon incríveis que foram descartados:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux