Capa da Publicação

Percy Jackson: quem é o personagem na mitologia grega?

·
Por Cristiano Rantin

Percy Jackson é uma das maiores criações do autor Rick Riordan, que adaptou não somente a mitologia grega como também o panteão divino de diversas outras culturas. Assim, vimos Deuses assumindo papéis como donos de empresas de comunicação ou monstros que vendem colchões e artigos de jardinagem. Tudo isso é muito divertido de acompanhar, especialmente por aprendemos sobre mitologia de uma forma tranquila e interessante. 

Todo os anos temos novos livros do Riordanverso sendo publicados, expandindo ainda mais esse universo fantástico que conquistou uma legião de fãs e que, no que depender de Rick Riordan, pode ganhar uma adaptação pela Disney. Mas mesmo assim, alguns fãs possuem algumas dúvidas frequentes no que tange as aventuras de Percy Jackson. Esse artigo tem como objetivo sanar algumas dessas questões. 

 

Veja mais de Percy Jackson:

Conheça o Riordanverso, o universo compartilhado de Rick Riordan

Rick Riordan quer que Percy Jackson ganhe nova adaptação pela Disney

Por favor Disney, salve Percy Jackson!

 

Quem é Percy Jackson na mitologia grega? 

A resposta é muito simples: Ninguém. Percy Jackson, não existe na mitologia grega, sendo um personagem original criado por Riordan no livro O Ladrão de Raios. O herói moderno é filho de Sally Jackson com o deus Poseidon, possuindo uma gama de poderes – e responsabilidades – imensa.

No entanto, seu nome é inspirado em um grande herói da mitologia grega. Existe um Perseu na mitologia, e a relação entre o nome dele com Percy é mencionada algumas vezes ao longo dos livros, mas Percy não é nada parecido com ele. Filho de Zeus e da princesa Dânae, Perseu é conhecido por ter matado a Medusa e decapitado sua cabeça. 

 

Qual é a ordem de leitura dos livros de Percy Jackson? 

Percy é o protagonista de inúmeros livros de Rick Riordan. Neles acompanhamos o crescimento do jovem herói, que desenvolve seus poderes e vai se tornando uma figura cada vez mais importante dentro do Riordanverso. 

Começando com a saga “Percy Jackson e os Olimpianos”: O primeiro livro é O Ladrão de Raios”, seguido por “O Mar de Monstros”, “A Maldição do Titã”, “A Batalha do Labirinto” e “O Último Olimpiano”. Em seguida, é recomendada a leitura do livro extra “O Guia Definitivo”, que possui três contos canônicos, ou seja, oficiais para a cronologia da história.

Os Heróis do Olimpo por Viria

A história continua com a saga “Os Heróis do Olimpo”, que nos apresenta uma nova ameaça e novos heróis. A ordem de leitura é a seguinte: “O Herói do Olimpo”, “O Filho de Netuno”, que coloca Percy como o protagonista novamente, “A Marca de Atena”, “A Casa de Hades” e “O Sangue do Olimpo”. Depois é recomendada a leitura do livro extra “Diários dos Semideuses”, que também possui contos canônicos e pode ser lido a qualquer momento. 

As aventuras dos heróis gregos e romanos continua em “As Provações de Apolo” a novíssima saga de Rick Riordan. Ainda que Percy não apareça o tempo todo, tendo apenas uma rápida participação no primeiro livro, é nessa saga que descobrimos o que acontece após a batalha de “O Sangue do Olimpo”. A ordem é a seguinte: “O Oráculo Oculto”, “A Profecia das Sombras”, “O Labirinto de Fogo”, “A Tumba do Tirano” e “A Torre de Nero” que será publicada ainda em 2020. 

 

Por que cancelaram os filmes de Percy Jackson?

Basicamente porque os filmes não foram o sucesso comercial que a Fox esperava. Na época, as grandes empresas buscavam pela franquia que seria “o novo Harry Potter”, mas ainda que não tenha sido um fracasso absurdo, Percy Jackson e o Ladrão de Raios, que custou $95 milhões para ser feito, rendeu apenas $88 milhões nos Estados Unidos, conquistando um total de $226 milhões na bilheteria mundial.

Especialistas apontam que, com essa bilheteria fraca, foi quase um milagre que o estúdio tenha decidido produzir uma sequência. E o resultado de Percy Jackson e o Mar de Monstros foi ainda pior que seu antecessor. Custando $90 milhões para ser feito, mas rendendo apenas $68 milhões nos EUA e a fraca marca de $199 milhões na bilheteria mundial.

Percy Jackson e o Mar de Monstros

Ainda que muita gente tenha conhecido o Riordanverso através dos filmes protagonizados por Logan Lerman, para a grande maioria dos fãs essa é uma adaptação terrível, não só por não respeitar detalhes básicos sobre os personagens, como também por destruir a história dos livros.

Além disso, o próprio Rick Riordan se pronunciou sobre o assunto, declarando que despreza os filmes, que não teve nenhum controle criativo ou agiu como consultor nos filmes, além de alertar novos escritores a tomarem cuidado antes de vender os direitos de adaptações dos seus livros.

Atualmente, Rick Riordan tem feito diversas reuniões com os executivos da Disney, tentando uma adaptação pela casa do Mickey. O autor afirma que por enquanto não houve nenhuma resposta definitiva, mas que continuará tentando fazer com que a Disney adapte Percy Jackson.

 

Sobre quais mitologias Rick Riordan já escreveu? 

A Deusa Bastet por Viria

Além das mitologias gregas e romanas, que são o destaque dos livros protagonizados por Percy Jackson e funcionam como a “saga principal” do Riordanverso, o autor já trabalhou com a mitologia egípcia e a mitologia nórdica

A mitologia egípcia é explorada na trilogia “As Crônicas dos Kane” cuja ordem de leitura é: “A Pirâmide Vermelha”, “O Trono de Fogo” e “A Sombra da Serpente”. A história continua no especial “Semideuses e Monstros” que é o crossover com o universo grego e conta com as participações de Percy Jackson e Annabeth Chase. Os contos são super curtinhos e devem ser lidos nesta ordem: “O Filho de Sobek”, “O Cajado de Serápis” e por fim “A Coroa de Ptolomeu”. 

Já o universo nórdico é o destaque da trilogia “Magnus Chase e os Deuses de Asgard” que também conta com uma breve participação de Percy e Annabeth. A ordem de leitura é “A Espada do Verão”, “O Martelo de Thor” e “O Navio dos Mortos”.

 

O que é Rick Riordan Apresenta? 

Rick Riordan criou um selo editorial para apresentar novos autores que também escrevem sobre mitologias modernas para o público infanto-juvenil ou jovem-adulto, livros que de certa forma combinam com os fãs de Riordan. Eles não fazem parte do Riordanverso, uma vez que o autor de Percy Jackson não escreve esses livros, apenas ajuda na questão editorial. 

 

Quais mitologias estão presentes em “Rick Riordan Apresenta”? 

Atualmente os livros desse selo editorial apresentam a mitologia hindu, mexicana, cubana, coreana, maia e asteca, mesopotâmica, africana e afro-americana. A maioria dos livros ainda não foi publicada no Brasil, mas podemos esperar que em algum momento isso aconteça. 

Algumas das capas de Rick Riordan Apresenta

Pandava Quartet, escrita por Roshani Chokshi, é focada na mitologia Hindu. Os livros que fazem parte dessa saga são: “Aru Shah and the End of Time”, “Aru Shah and the Song of Death”, “Aru Shah and the Tree of Wishes” e mais dois livros que ainda não foram publicados. 

A trilogia Storm Runner, de Jennifer Cervantes, fala sobre a mitologia Maia e Asteca, trazendo os livros: “The Storm Runner”, “The Fire Keeper” e “The Shadow Crosser”. 

Sal e Gabi, escrita por Carlos Hernandez, fala sobre a mitologia cubana e explora a ideia de um multiverso. Os livros publicados dessa saga são: “Sal & Gabi Break the Universe” e “Sal & Gabi Fix the Universe”. 

A mitologia africana e afro-americana é o destaque da série Tristan Strong escrita por Kwame Mbalia. Atualmente os livros dessa saga são “Tristan Strong Punches a Hole in the Sky” e “Tristan Strong Destroys the World”. 

Paola Santiago é a série escrita por Tehlor Kay Mejia que explora a mitologia mexicana. Atualmente só um livro foi publicado, o “Paola Santiago and the River of Tears”. 

A mitologia coreana é o destaque de dois livros que não fazem parte de nenhuma série. “Dragon Pearl” de Yoon Ha Lee e “The Last Fallen Star” por Graci Kim, que será publicada ano que vem. Outros livros que não fazem parte de nenhuma saga são “Race to the Sun” de Rebecca Roanhorse, focada na mitologia navajo e “City of the Plague God”, escrito por Sarwat Chadda que será lançado ano que vem, explorando a mitologia mesopotâmica. 

Veja também 10 Coisas que queremos ver no Percy Jackson da Disney:

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Bruxo • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"