Conheça o Riordanverso, o universo compartilhado de Rick Riordan

Capa da Publicação

Conheça o Riordanverso, o universo compartilhado de Rick Riordan

Por Cristiano Rantin

Praticamente todo ano surgem rumores de que uma série live-action de Percy Jackson está em desenvolvimento. A essa altura os fãs já estão calejados de serem enganados, mas recentemente surgiu a possibilidade real de vermos uma série sobre um dos maiores sucessos da literatura infanto-juvenil. Tudo começou quando Rick Riordan, o autor dos livros da franquia, confirmou estar se encontrando com executivos da Disney para discutir uma possível adaptação para a Disney+. 

Aqui é preciso um pouco de contexto: Anteriormente os direitos de adaptação de Percy Jackson e os Olimpianos estava com a 20th Century Fox, que fez dois filmes sobre esse universo – ambos sendo extremamente criticados pelos fãs… e até mesmo por Riordan. O projeto não foi pra frente e Percy e seus amigos ficaram na geladeira do estúdio. Com a compra da Fox pela Disney, no entanto, existem chances de uma nova adaptação surgir, especialmente quando lembramos que é a editora da Disney que publica os livros de Riordan lá nos Estados Unidos.

Grover, Percy e Annabeth na adaptação da Fox

Mas você conhece o Riordanverso? Vem comigo que serei seu guia nessa jornada. 

Tudo começa quando Rick, ou Tio Rick como ele costuma ser chamado por alguns fãs, atendeu ao pedido de seu filho – que era apaixonado por mitologia grega e havia sido diagnosticado com TDAH e dislexia -, e começou a criar novas histórias se baseando nos mitos clássicos. Seu filho então pediu que ele escrevesse um livro e assim, em 1994, Riordan concluía seu primeiro manuscrito que seria o início de Percy Jackson e os Olimpianos

Depois de anos tentando ser publicado, isso só foi acontecer em 2004. Desde então os livros baseados em mitologias diversas são um grande sucesso e, todos os anos temos algum lançamento novo de Riordan, que criou um universo compartilhado jovem, divertido e em constante expansão.

Rick Riordan

Atualmente são quatro grandes sagas dentro do Riordanverso, totalizando mais de 20 livros. Cada saga é focada em uma mitologia e até o momento já exploramos mitos gregos, romanos, egípcios e nórdicos e todas acontecem no mesmo universo, ou seja, os personagens de uma saga aparecem em outra, criando crossovers divertidos, ou vemos alguns easter eggs e referências nas histórias. Mesmo que mostre diversos mitos clássicos, todas as sagas trazem reinterpretações das histórias, colocando elementos da cultura pop e trazendo divindades e monstros para o mundo moderno – assim vemos Medusa como a dona de uma loja de estátuas de jardim e Hermes, o Deus da Comunicação, tendo uma espécie de correios, por exemplo. Vem com a gente conhecer todas as sagas que compõem este universo? 

Percy Jackson e os Olimpianos

Percy Jackson e os Olimpianos é a saga que inicia o universo. Nela conhecemos Percy, o filho do Deus dos Mares Poseidon, que descobre ser um semideus após ser atacado por sua terrível professora que, na verdade, era uma Fúria enviada para matá-lo. Depois de uma série de perigos, Percy acaba chegando junto do sátiro Grover ao relativamente seguro Acampamento Meio-Sangue, lugar para onde outros semideuses se reúnem para treinar suas habilidades em combate e dons mágicos, além de terem a chance de sobreviver sob a proteção divina do local.  

É assim que somos apresentados ao mundo de mitologia moderna de Riordan. Assim como seu filho, os semideuses e heróis dessa história também são diagnosticados com TDAH e dislexia, que longe de serem traços negativos, são apresentadas como algo inerente dos heróis gregos, que por estarem sempre agitados estão prontos para enfrentar qualquer perigo. Nesse mundo, os Deuses estabeleceram morada no Empire State Building, uma vez que o centro de poder mundial foi transferido da Grécia antiga para os Estados Unidos. Todo o drama mitológico também migrou para a América, e sem se dar conta, Percy acaba entrando em uma grande e perigosa teia de aventuras, profecias e guerras. 

Junto de Annabeth Chase, a filha de Atena, Percy e Grover seguem por uma série de missões, numa tentativa de parar o Titã Cronos, o pai de Zeus e de boa parte dos Olimpianos, que reuniu uma legião de monstros, semideuses e Deuses menores que estão revoltados com a maneira que estão sendo tratados nesse novo mundo.

As novas capas de Percy Jackson e os Olimpianos

A saga é composta por cinco livros principais, sendo eles O Ladrão de Raios (2005), O Mar de Monstros (2006), A Maldição do Titã (2007), A Batalha do Labirinto (2008) e O Último Olimpiano (2009), além dos livros complementares que trazem contos canônicos e conteúdo adicional: Os Arquivos dos Semideuses (2010) e O Guia Definitivo (2012). 

Ainda que seja o início do Riordanverso, ou seja, em alguns momentos vemos Rick dando algumas deslizadas e se acostumando com o próprio estilo que está criando, a saga é extremamente divertida, trazendo muita ação e personagens carismáticos. A leitura avança bem rápido e quando você menos esperar já vai estar envolvido na trama.

As Crônicas dos Kane

Rick mergulha no mundo egípcio com As Crônicas dos Kane, livro que nos apresenta Carter e sua irmã Sadie, que após o desaparecimento do pai em um acidente misterioso, tem o mundo virado de cabeça para baixo ao descobrir a existência de magos capazes de canalizar o poder dos Deuses do antigo Egito. Para complicar as coisas, os dois irmãos descobrem que o espírito de Hórus, o Deus dos céus e dos vivos, e Ísis, a Deusa da magia, estão residindo dentro deles, garantindo um potencial mágico inigualável e perigoso.

Enquanto tentam entender como é esse novo mundo e suas próprias habilidades, o perigoso Set, o Deus do Caos, tenta dominar o mundo. Acontece que ele é apenas o primeiro dos antagonistas que os irmãos tem que enfrentar, afinal Apófis, a personificação de todo o Caos, está se libertando e ameaçando destruir todo o universo. Felizmente eles não estão sozinhos nessa jornada, e divindades como Bast, a Deusa dos gatos, Anúbis, o Deus dos Mortos, estão ali para ajudá-los.

A trilogia é composta por A Pirâmide Vermelha (2010), O Trono de Fogo (2011) e A Sombra da Serpente (2012). O livro extra Guia de Sobrevivência (2012) traz informações sobre os deuses, os magos e dicas de como decifrar alguns hieróglifos e outros códigos da trama. 

A mitologia na trilogia é apresentada de forma diferente, aqui mesmo tendo os Deuses interagindo com o mundo moderno, passamos mais tempo explorando os reinos mágicos e a história do Egito, em uma aventura que realmente explora o aspecto mais fantástico dos mitos. Até mesmo a forma que os livros são narrados de uma forma diferente de Percy Jackson. Mesmo trazendo o humor mordaz e as referências pop que costumam acompanhar os protagonistas de Riordan, a trilogia é escrita através de um suposto escritor que está relatando o conteúdo de fitas que ele recebeu. 

Os Heróis do Olimpo

A história de Percy Jackson e do Acampamento Meio-Sangue continua em Os Heróis do Olimpo, saga que mostra o que aconteceu após a batalha dos semideuses contra Cronos. Agora o Riordanverso se expande, adicionando a mitologia romana e mostrando o Acampamento Júpiter, outra morada para os meio-sangue descendentes dos Deuses, dessa vez criados e organizados em uma ordem militar poderosa. 

Percy e Annabeth se unem aos outros heróis da nova profecia: Jason, filho de Júpiter, Piper, filha de Afrodite, Léo, filho de Hefesto, Hazzel, filha de Plutão e Frank, filho de Marte. Todos eles atendem ao chamado para salvar os Deuses, que agora estão divididos entre suas contrapartes romanas e gregas, enfrentar os poderosos Gigantes que querem tomar o Olimpo, e parar Gaia, a própria Terra, que ameaça destruir toda a humanidade. 

Os Heróis do Olimpo

Nessa saga temos O Herói Perdido (2010), O Filho de Netuno (2011), A Marca de Atena (2012), A Casa de Hades (2013) e O Sangue do Olimpo (2014). O livro extra Os Diários dos Semideuses (2013) traz um bate-papo divertido com os personagens, além de novos contos que ajudam o leitor a entender alguns detalhes importantes sobre o Riordanverso.  

Os heróis partem em uma verdadeira odisseia, enfrentando Deuses, monstros e outras figuras perigosas da mitologia que até então não haviam tido chance de brilhar. Acompanhar a viagem dos protagonistas, por si só, já é algo muito bom, mas a melhor parte da saga é ter uma história mais madura. Riordan está totalmente à vontade em seu próprio universo, resolvendo algumas das pontas soltas e tramas que ficaram sem explicação na história de Percy. Os novos personagens são carismáticos e diversos, trazendo mais temas socialmente relevantes a serem discutidos no Riordanverso – como empoderamento feminino, preconceito racial e muito mais. Além disso, rever personagens queridos como Nico Di Angelo, Thalia, Quíron e outros rostos conhecidos da primeira saga, descobrindo como a vida deles mudou desde a última vez que os vimos, é muito bom. 

Semideuses e Magos

Resultado de imagem para a coroa de ptolomeu

Em Semideuses e Magos temos o primeiro crossover entre as sagas de Rick Riordan. Os três contos, que aqui no Brasil foram lançados apenas como ebook, narra o momento em que Percy e Annabeth conhecem os irmãos Kane. Em O Filho de Sobek (2013), acompanhamos a investigação de Percy sobre pégasos que estão sendo atacados por um imenso crocodilo, sendo esse o motivo para encontrar Carter, que também está caçando a criatura, já em O Cajado de Serápis (2014), Annabeth encontra Sadie junto de uma estranha criatura de duas cabeças. Por fim, os quatro protagonistas unem forças em A Coroa de Ptolomeu (2015), para enfrentar o perigoso mago Setne que deseja se tornar um Deus. 

Magnus Chase e os Deuses de Asgard

O drama greco-romano é deixado de lado em Magnus Chase e os Deuses de Asgard, que como o próprio nome indica, é focado na mitologia nórdica. Aqui temos as aventuras do primo de Annabeth, um jovem morador de rua que descobre um mundo mágico… no dia de sua morte. 

Sim, pela primeira vez no Riordanverso estamos acompanhando as histórias de um protagonista que já morreu. Após ter um fim heroico lutando contra um gigante de fogo, Magnus se torna um Einherjar, um guerreiro de Odin que agora vive em Valhalla, tem super-força, agilidade e várias outras habilidades. É ali que ele descobre ser filho de Frey, o Deus da fertilidade, motivo pelo qual ele possui poderes mágicos que ele ainda não compreende direito, e herda a Espada do Verão, uma poderosa arma senciente que gosta de Taylor Swift e prefere ser chamada de Jacques.  

Ao lado do anão Blitz e do elfo Hearth, que já agiam como uma família para Magnus quando ele vivia nas ruas, da valquíria Samira e dos seus novos amigos Einherjar, o semideus precisa lutar para impedir que o trapaceiro Loki consiga se libertar e causar o terrível Ragnarok

Magnus Chase e os Deuses de Asgard

A Espada do Verão (2015), O Martelo de Thor (2016) e O Navio dos Mortos (2017) compõem a trilogia, que é uma das histórias mais diversas de Riordan, que mais uma vez volta a discutir temas atuais e socialmente relevantes como islamofobia, famílias abusivas e questões de gênero e LGBT. O livro extra Hotel Valhala – Guia dos Mundos Nórdicos (2017) explora os diversos reinos e criaturas mágicas desse novo universo, além de trazer novas informações sobre os personagens. 

Mesmo trazendo os Deuses, gigantes e criaturas para o mundo moderno, a trilogia segue o mesmo estilo de As Crônicas de Kane, procurando explorar a mitologia em toda sua fantasia épica, sem se focar tanto em trazer esses mitos para o nosso cotidiano. Longe de ser um problema, isso é um dos grandes atrativos da história, que explora os vários reinos de Yggdrasil, mostrando suas diferenças e peculiaridades, sempre com o bom humor e ação de Rick. 

Os fãs de crossover podem ficar felizes, a relação de Magnus com Annabeth é explorada no livro – ainda que por termos a Filha de Atena precisando lidar com seus próprios dramas ela não apareça muito -, e temos a participação da heroína e Percy em um momento bem importante.  

As Provações de Apolo

Por fim chegamos em As Provações de Apolo, a saga atual do Riordanverso, sendo a primeira a ser narrada por um Deus. Como consequência de alguns acontecimentos de Os Heróis do Olimpo, Zeus decidiu punir Apolo, o Deus da luz, cura, música e profecia, transformando-o em mortal. Agora, transformado em Lester Papadopoulos, o ex-Deus precisa impedir que os perigosos Imperadores Romanos consigam dominar o mundo. 

Para dificultar a situação, a comunicação com os deuses está danificada, e o Olimpo está praticamente isolado do contato com humanos e semideuses, os Oráculos de Apolo não funcionam e o antigo senhor da poesia não possui os mesmos talentos que antes – além de ser obrigado a obedecer Meg, a filha de Deméter que possui uma perigosa conexão com os imperadores. Por sorte, o Deus castigado pode contar com a ajuda dos personagens das outras sagas greco-romanas, como Percy, Frank, Jason, Piper, Nico, Reyna e muitos outros. 

As Provações de Apolo

Os livros da saga são: O Oráculo Oculto (2016), A Profecia das Sombras (2017), O Labirinto de Fogo (2018), A Tumba do Tirano (2019) e A Torre de Nero, livro que será lançado agora em 2020, além do livro complementar Segredos do Acampamento Meio-Sangue (2018), cuja proposta é ser o verdadeiro guia que os campistas precisa para mergulhar fundo nesse universo.

As Provações de Apolo é minha minha saga favorita de todo o Riordanverso. Ter um Deus como narrador é uma experiência hilária, justamente por Apolo ter uma visão tão diferente da nossa realidade – e a naturalidade com a qual ele lembra da sua versão de eventos históricos. Além disso, temos a chance de explorar um pouco dos bastidores divino de Rick Riordan, descobrindo o que realmente acontece na realeza mitológica segundo o autor. A mitologia também é explorada mais a fundo, especialmente por termos um personagem que realmente viveu aqueles mitos, algo que garante que a história não fique repetitiva, justamente por ser um personagem e trama tão diferente do resto do universo.

Percy Jackson e os Deuses Gregos

Além disso, continuamos explorando a vida dos personagens que amamos. Na saga vemos o que aconteceu após a guerra de O Sangue do Olimpo e continuamos lendo o desenvolvimento dos protagonistas – e até dos personagens secundários – que conquistaram nosso coração. A história deles amadurece, e por vezes toma alguns caminhos imprevisíveis, que mesmo não sendo o foco da história, é algo delicioso de se ler.  

Mais livros pra quem é fã!

No Brasil, dois outros livros desse universo foram publicados: Semideuses e Monstros (2014) que não é um livro de histórias, mas sim a coleção de artigos e ensaios que exploram a importância da obra de Riordan e esmiúçam esse universo, e Percy Jackson e os Deuses Gregos (2015) que traz o semideus narrando mitos clássicos e as aventuras dos Deuses.  

Até o momento, esse é o Riordanverso, mas se levarmos em conta a produção do autor, é pouco provável que ele pare por aí, afinal o que não falta são mitologias pelo mundo todo. 

Com uma diversidade de temas e histórias, o universo compartilhado de Rick é uma delícia e está em constante expansão, sem que isso pareça forçado ou que destrua o que havia sido estabelecido anteriormente. Pelo contrário, a cada novo livro, o autor se esforça para amarrar todos os elementos de forma coesa, explicando pontas soltas e garantindo que um livro não contradiga o outro. 

O universo greco-romano, que é o mais explorado por Riordan, mostra um desenvolvimento maravilhoso dos personagens. Sem forçar protagonismo em outras sagas, vamos descobrindo o que tem acontecido com os heróis com o passar dos anos – e todos eles realmente crescem, ao invés de ficarem estagnados na versão que conhecíamos. 

Mesmo que o foco seja misturar cultura pop com mitologia, o que por vezes gera momentos divertidos em seus livros, Riordan também tem o cuidado de apresentar os mitos clássicos, mesmo os mais desconhecidos, o que faz com que seus livros sejam uma verdadeira aula de história e mitologia. 

Então tá esperando o que? Bora começar o Riordanverso – e subir a hashtag #DisneyAdaptPercyJackson pra finalmente termos uma adaptação digna dos livros. 

Veja mais de Percy Jackson:

Rick Riordan quer que Percy Jackson ganhe nova adaptação pela Disney

10 Atores que poderiam estar em uma série de Percy Jackson!

Por favor Disney, salve Percy Jackson!

Confira:

 

Imagem de perfil
sobre o autor Cristiano Rantin

Jornalista • Editor • Mestrando em Comunicação Social pela UEL • Twitter: @ChrisRantin • "Eu sou o fogo e a vida encarnados. Agora e para sempre eu sou a Fênix!"