Capa da Publicação

Netflix cria fundo de 100 milhões de dólares para ajudar trabalhadores

·
Por Dyllan Souza

O coronavírus tem afetado radicalmente a industria do entretenimento com sua pandemia. Os cinemas estão fechando, lançamentos sendo adiados, produções sendo paralisadas e isso faz com que o estúdios percam muito dinheiro. Porém, os maiores afetados são os trabalhadores dos estúdios, que estão impedidos de ganhar seu sustento. É por isso que a Netflix irá utilizar de 100 milhões de dólares para ajudá-los.

Veja também:

Governos pedem que Netflix pare transmissões em HD

Séries médicas doam equipamentos para hospitais devido ao Coronavírus

Séries afetadas por Coronavírus podem não ter conclusão

Enquanto um ator e diretor ainda podem ganhar dinheiro sem trabalhar durante a quarentena, um assistente de câmera – e outras funções como essa – são os maiores prejudicados com a quarentena. Por esse motivo, segundo o Deadline, a Netflix se preocupou bastante e Ted Sarandos, o Chefe do Escritório de Conteúdo, revelou a criação de um fundo para auxiliar os trabalhadores.

A medida vai além do pagamento de salários por duas semanas para os trabalhadores, algo que a empresa já havia adotado. A maior parte do dinheiro será destinado aos trabalhadores diretos da Netflix, que trabalham nas frentes de produção que o serviço possui ao redor do mundo.

Nos Estados Unidos e no Canadá, o fundo de desastre do COVID-19 terá 1 milhão de dólares. Em outros países como os da Europa, Asia e aqui na América Latina, onde a Netflix tem um forte mercado de produção, o serviço trabalhará com organizações já existentes para ajudar os trabalhadores da indústria.

Com certeza é uma ótima atitude do serviço de streaming e que seria ótimo ver se repetir pelos seus concorrentes e outras produtoras de conteúdo audiovisual.

A seguir, Saiba quais filmes foram adiados por causa do Coronavírus:

Imagem de perfil
sobre o autor Dyllan Souza