Capa da Publicação

Editor do mangá de Dragon Ball dá declaração polêmica sobre a franquia

Por Raphael Martins

A saga Dragon Ball é cheia de personagens muito carismáticos, a começar por Goku, o protagonista da história. Com seu coração puro e sua genialidade em combate, ele conquistou os corações de muitos fãs, mas também há quem diga que ele é apenas um cabeça de vento que não pensa em nada que não seja comida e luta.

Quem compartilha dessa segunda opinião é Kazuhiko Torishima, editor do mangá, que trabalhou lado a lado do criador Akira Toriyama durante todo o tempo em que a obra foi publicada na Shonen Jump, entre 1984 e 1995.

Veja também:

Goku perde um importante aliado em Dragon Ball Super

Dragon Ball Super mostra confronto mais explosivo entre Goku e Moro até agora

Goku sai das páginas de Dragon Ball em estátua impressionante, confira

O site The Dao of Dragon Ball traduziu uma entrevista com Torishima que chamou a atenção dos fãs. Nela, o editor diz que a história começou a piorar depois da saga do vilão Pilaf, e que a fase de baixa popularidade do mangá o fez pesquisar títulos de sucesso para aprender o que os tornava tão populares, citando o clássico Hokuto no Ken como um bom exemplo de estudo.

Ele diz então que desistiu da série, convencido de que Dragon Ball precisava ser um quadrinho sem muita substância e focado em lutas para vender bem. Na entrevista, ele disse:

“Foi aí que eu decidi fazer de Dragon Ball um trabalho sem substância. Não há nada que você possa aprender lendo Dragon Ball. Não tem uma lição de vida, é inútil para as nossas vidas, é só um quadrinho engraçado. E tudo bem com isso!”

Na mesma entrevista, Torishima disse que decidiu colocar Dragon Ball nessa rota porque os leitores mais jovens não queriam receber lições, e que se a história se focasse mais em batalhas e estratégias, ele seria melhor que qualquer mangá com mais significado. Como Akira Toriyama tinha a capacidade criativa para isso, Torishima convenceu a redação da Shonen Jump a adotar essa abordagem, e assim foi. De qualquer maneira, no final deu tudo certo.

E vocês, concordam com a opinião do editor do mangá original? Comentem!

Confira nossa lista com as 10 melhores lutas da saga em nossa opinião:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael