Capa da Publicação

Diretor de O Homem Invisível fala sobre possíveis continuações

Por Gus Fiaux

Lançado no começo deste ano, O Homem Invisível foi um sucesso absoluto de crítica e público, e trouxe a ideia de que os Monstros da Universal finalmente podem ganhar versões “atualizadas” para o contexto atual. Porém, muitos ainda se perguntam se o filme de Leigh Whannell poderá, em algum momento, ganhar uma sequência.

Abaixo, veja mais notícias de O Homem Invisível:

Produtor de O Homem Invisível está interessado em Reboot de Frankenstein

O Homem Invisível tem nota revelada no Rotten Tomatoes

[CRÍTICA] O Homem Invisível é um suspense sufocante e muito atual

Agora, em uma entrevista ao Comic Book, o cineasta falou sobre seus planos. Whannell disse que nunca pensou em uma sequência enquanto planejava o primeiro filme. Apesar disso, ele falou que tem uma ótima relação com o produtor do longa, Jason Blum, e que Blum tem um plano muito claro de como a franquia pode seguir:

“Bem, eu vou dizer uma coisa. Eu nunca – Jason [Blum] sabe disso – eu nunca penso sobre continuações quando estou fazendo um filme porque é bem difícil fazer um filme bom. Então eu acho que é uma tarefa impossível pensar sobre o que vai acontecer a partir dele. E eu já fiz filmes que se tornaram grandes franquia, seja escrevendo o primeiro ‘Jogos Mortais’ ou ‘Sobrenatural’. Então, para o público, pode parecer que eu estou pensando em franquias, mas eu nunca estou. Nunca mesmo. Então, eu não sei, mas sei o que Jason quer e sei onde isso vai levar.”

Essa declaração de Whannell deixa bem claro que há planos para dar continuidade à franquia. Muitos acreditam que o diretor está se referindo aos planos para um novo universo compartilhado dos Monstros da Universal, ainda mais agora que um filme do Drácula está em desenvolvimento. Na mesma entrevista, Blum falou um pouco sobre sua estratégia com os diretores:

“A minha filosofia sobre sequência é que, primeiro, eu sempre falo para os diretores fazerem exatamente o oposto do que você está sugerindo. Apenas faça um bom filme, e não se preocupe sobre quem morre, o que acontece, mitologia. É difícil o bastante fazer um bom filme sem ter que pensar em como tudo continua. Se temos sorte e o filme é um sucesso e os diretores originais queiram voltar para expandir a história, então eu não sou inocente, porque se você faz dois, você provavelmente vai fazer três. Se você faz um, não significa que você fará dois. Então, no segundo filme, eu acho que quando fazemos um segundo ou um terceiro, eu peço para o diretor pensar um pouco mais no universo do filme, mas para o primeiro, eu realmente os encorajo a não fazerem isso.”

Os princípios da Blumhouse parecem bem alinhados com as ideias de Leigh Whannell. O estúdio é bem conhecido por dar liberdade total para os diretores, e deixar que eles façam projetos autorais de pequeno e médio orçamento. Com o sucesso de O Homem Invisível, é quase impossível pensar que essa franquia não vai para frente, de alguma forma.

Abaixo, veja 10 Monstros da Universal que merecem ganhar uma nova versão nos cinemas:

O Homem Invisível está disponível em DVD, Blu-Ray e mídias digitais.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux