Diretor de Os Novos Mutantes critica representação LGBTQ+ em Star Wars

Capa da Publicação

Diretor de Os Novos Mutantes critica representação LGBTQ+ em Star Wars

Por Gus Fiaux

A franquia Star Wars já levou milhões de pessoas aos cinemas, criando uma legião de fãs enorme. Na era da Disney, a saga ganhou uma nova roupagem, com representações fora da norma e apresentando grandes personagens como Finn Rey. Por outro lado, ainda há muitas reclamações a respeito de como a saga retrata personagens LGBTQIA+.

Abaixo, veja mais notícias da franquia Star Wars:

Star Wars: Presidente da Lucasfilm fala sobre futuro da franquia

Diretor de Star Wars: A Ascensão Skywalker explica decisão por trás de beijo LGBT

Beijo LGBT em novo filme de Star Wars é censurado no Oriente Médio

Em uma entrevista ao Too Fab, o diretor de Os Novos Mutantes A Culpa das Estrelas, Josh Boone falou um pouco sobre a famigerada cena em A Ascensão Skywalker, que mostra duas figurantes se beijando no fundo de uma cena, durante a comemoração da vitória da Aliança Rebelde contra a Primeira Ordem:

“Era só alguém no fundo. E [os cineastas] estavam dando entrevistas como se tipo: ‘Vamos mandar fazerem artigos como se isso fosse algo para o qual você deveria prestar atenção’. Foi vergonhoso.”

Durante anos, surgiram campanhas para que Finn Poe Dameron fossem transformados em um casal na franquia, mas a Disney decidiu não fazer isso. De certa forma, Boone tem razão, já que foi criado um marketing insano em cima da cena LGBT em A Ascensão Skywalker, e no fim, tratava-se de uma sequência minúscula que foi censurada em vários países.

A seguir, veja cartazes de Os Novos Mutantes:

Os Novos Mutantes chega aos cinemas norte-americanos no dia 28 de agosto, sem previsão de lançamento no Brasil.

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux