David Ayer diz estar de “coração partido” com críticas ao Coringa de Jared Leto

Capa da Publicação

David Ayer diz estar de “coração partido” com críticas ao Coringa de Jared Leto

Por Raphael Martins

Tal qual Zack Snyder e sua Liga da Justiça, o diretor David Ayer anda bastante ativo nas redes sociais, revelando curiosidades sobre Esquadrão Suicida e tirando dúvidas dos fãs, especialmente sobre o Coringa vivido por Jared Leto.

Veja também:

Diretor de Esquadrão Suicida confirma teoria de fã envolvendo o Coringa

Michael Rosenbaum, de Smallville, explica porque recusou papel no novo Esquadrão Suicida

David Ayer, de Esquadrão Suicida, elogia a Marvel Studios

Após a recepção negativa de Batman vs Superman: A Origem da Justiça, a Warner Bros. decidiu mudar completamente o tom de Esquadrão Suicida, o que levou a mudanças no próprio cerne do filme. Uma dessas mudanças foi o tamanho da participação do Coringa, que teve a maioria de suas cenas cortadas, como sua relação abusiva com a Arlequina e sua luta contra a Força Tarefa X no ato final do filme.

Ao responder à duvida de um fã no Twitter, David Ayer expressou surpresa com o fato de as pessoas ainda falarem sobre sua versão do personagem, e se mostrou chateado com as críticas a Jared Leto, cujo trabalho no filme não pôde ser visto em sua totalidade:

“Com certeza, criação de personagens é uma corda bamba. Eu tirei inspiração dos quadrinhos da DC da época. Acho incrível que isso ainda é um tópico mesmo cinco anos depois. Meu coração se parte por Jared – ele fe um trabalho magnífico. A maior parte dele permanece sem ser visto.”

Parece bastante improvável que veremos Jared Leto de volta ao papel no futuro, tanto pelas críticas negativas à sua performance quanto pelo seu envolvimento em Morbius, personagem vindo dos quadrinhos da Marvel.

Confira nossa lista sobre o Coringa aqui embaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael