Capa da Publicação

Cyberpunk 2077: Ação judicial é movida contra a CD Projekt

Por Evandro Lira

Uma ação judicial coletiva foi movida contra a CD Projekt Red por “enganar” clientes e investidores do game Cyberpunk 2077. O anúncio veio por meio da Rosen Law Firm, um escritório de advocacia focado em direito do investidor, que deu entrada na ação.

De acordo com a empresa, a CD Projekt Red fez declarações falsas e enganosas antes do lançamento de Cyberpunk 2077, não deixando claro que o game era praticamente impossível de jogar nos sistemas Xbox ou PlayStation da geração passada devido a uma enorme quantidade de bugs.

Isso desencadeou em uma série de consequências, como a remoção do jogo da loja virtual da Playstation, e da obrigação da Sony, Microsoft e CD Projekt oferecerem reembolso total aos clientes, o que gerou danos à reputação da CD Projekt e causou prejuízos aos negócios de diversos investidores.

‘Cyberpunk 2077’ foi de um dos jogos mais esperados do ano para um dos mais criticados de todos os tempos

A situação, é claro, era inevitável visto que não faz muito tempo que foi divulgada na mídia a possibilidade de um processo judicial contra a desenvolvedora de Cyberpunk 2077. O jogo teve um dos lançamentos mais conturbados dos últimos tempos, gerando dor de cabeça para todos os envolvidos.

Cyberpunk 2077 está disponível na maioria dos consoles, incluindo Xbox One, Xbox Series X/S, PC Google Stadia. O jogo também está disponível para PlayStation 45, mas foi removido da PS Store e não há previsão de quando será reinserido na plataforma.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira