Capa da Publicação

DC revela origem do novo veículo do Batman nas HQs

Por Raphael Martins

Uma coisa que a minissérie Dark Nights: Metal e sua sequência, Dark Nights: Death Metal estabeleceram é que existem incontáveis versões malignas do Batman espalhadas pelo multiverso, uma mais sinistra que a outra. Embora o Batman que Ri tenha mais destaque, alguns outros morcegos do mal não são menos interessantes, como é o caso do Batmobeast.

Veja também:

DC revela origem da nova versão maligna do Batman nas HQs

Batman enfrenta uma de suas antigas criações em nova HQ

Batman utiliza disfarce inusitado em nova HQ da DC

Tendo feito sua estreia na HQ Dark Nights: Death Metal #2, o Batmobeast nada mais é que um caminhão-monstro dotado de plena consciência, incluindo todas as habilidades detetivescas de Bruce Wayne. Agora, a origem do veículo foi explicada.

Na revista Dark Nights: Death Metal Legends of the Dark Knights #1 (via ComicBook), que saiu essa semana nos Estados Unidos, mostra o universo no qual o personagem surgiu. Nele, o Batman se frustra do desrespeito das pessoas pela lei e a ordem e decide transportar sua própria consciência para cada dispositivo tecnológico do mundo, o que inclui um carro-monstro. A população não gostou nada de ser vigiada pelo morcego virtual e se rebelou, destruindo toda sua tecnologia e depois matando o cavaleiro das trevas em pessoa.

A única parte do Batman a sobreviver foi justamente o veículo, que passou a ser conhecido como Batmobeast, que ainda não tem tradução oficial para o português.

Em algum momento durante a destruição do multiverso vista em Dark Knights: Death Metal, a Mulher-Maravilha, o Flash e o Monstro do Pântano encontram o carro, firmando uma aliança com ele. Suas verdadeiras intenções, contudo, ainda são desconhecidas.

Confira 10 versões alternativas do Batman na nossa lista aqui embaixo:

Imagem de perfil
sobre o autor Raphael Martins

Redator, apresentador e roteirista. Gosto de longas caminhadas na praia, Star Wars, tokusatsu, anime e filé com batata frita. Deixo as pessoas constrangidas. Você pode trocar uma ideia comigo no Twitter: @aqueleraphael