Capa da Publicação

Aves de Rapina confirma a sexualidade da Arlequina nos cinemas

Por Guilherme Souza

Esta semana, finalmente chegou aos cinemas o aguardado Aves de Rapina: Arlequina e sua Emancipação Fantabulosa – e como esperado, a trama mostra o que aconteceu com a Arlequina depois de terminar seu relacionamento com o Coringa, mas além disso, ela também nos dá um background mais amplo da origem de Harleen Quinzel antes de se tornar a palhacinha.

No começo do filme, a Arlequina nos conta sua história de origem através de uma animação incrível, que mostra sua criação no orfanato católico, bem como sua formação como psiquiatra na universidade, mas além disso, vemos ela falando um pouco sobre seus relacionamentos amorosos antes de ficar perdidamente apaixonada pelo Coringa.

Veja também:

Margot Robbie quer fazer um filme das Sereias de Gotham City

Elenco de Aves de Rapina quer crossover com a Mulher-Maravilha no cinema

Canário Negro canta em novo vídeo de Aves de Rapina

 

Enquanto Harleen fala que nunca teve muita sorte no amor, vemos diversos parceiros aparecendo em tela, dentre eles, uma mulher, confirmando que, assim como nos quadrinhos, a Arlequina também é bissexual nos cinemas.

Essa certamente é uma revelação importante e que abre muitos caminhos para o futuro, principalmente se a Warner estiver interessada em adaptar um filme das Sereias de Gotham. Quem acompanha os quadrinhos, sabe que depois de ter terminado com o Coringa, a Arlequina acabou ficando mais próxima da Hera Venenosa e as duas acabaram entrando em um relacionamento amoroso, sendo assim, é provável que o mesmo também aconteça nos cinemas!

Fique com imagens do filme em nossa galeria:

Fonte: CBR

Imagem de perfil
sobre o autor Guilherme Souza

Outra grande manchete: 'Água, molhada!'