Capa da Publicação

Albert Uderzo, criador do Asterix, morre aos 92 anos

·
Por Evandro Lira

O quadrinista Albert Uderzo, co-criador do personagem Asterix, faleceu aos 92 anos. A família do artista divulgou a notícia nesta terça (24), e explicou que a causa da morte nada teve a ver com o coronavírus. Segundo a nota, Uderzo morreu dormindo em sua casa em Neuilly-sur-Seine, na França.

“Ele morreu dormindo em sua casa em Neuilly por um ataque cardíaco não relacionado ao coronavírus. Ele estava muito cansado por várias semanas”, disse seu genro Bernard de Choisy à agência de notícias francesa AFP.

Uderzo tem como seu maior crédito a criação do ícone da cultura pop francesa, Asterix, personagem que vendeu mais 370 milhões de volumes de quadrinhos em todo o mundo.

Veja também:

Mais de quinhentos cinemas reabrem na China após queda de casos de coronavírus

Prefeito italiano usa Eu Sou a Lenda para alertar cidadão sobre o coronavírus

Tom Holland revela estar doente, mas acredita que não seja coronavírus

Criado ao lado do escritor René Goscinny em 1959, Asterix é um herói que habita uma pequena aldeia gaulesa, e com a ajuda de uma poção mágica que lhe dá força sobre-humana, ele protege seu lar dos esforços da força de ocupação romana.

Asterix já estrelou 11 filmes, boa parte ao lado do seu invencível amigo Obelix e o cãozinho Dogmatix, além ser a atração principal de seu próprio parque temático.

Por ser uma referência para os quadrinhos e a cultura popular da França, Uderzo conquistou o respeito e a admiração de fãs e artistas de todo o mundo.

A Legião deseja conforto aos familiares e amigos nesse momento. Descanse em paz, Albert Uderzo.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Bacharel em Cinema e Audiovisual, potterhead das antiga, filho dos filhos do átomo, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira