Capa da Publicação

Diretor de Star Wars: A Ascensão Skywalker se inspirou em Vingadores: Ultimato para concluir a saga

Por Evandro Lira

O diretor J.J. Abrams assumiu a difícil tarefa de comandar o último capítulo da saga dos Skywalker, história que vem sendo contada no cinema desde o lançamento do filme inaugural de Star Wars em 1977. Diante disso, é claro que um épico de conclusão como Vingadores: Ultimato serviria como um encorajamento para o cineasta.

Segundo ele, ver o sucesso de Vingadores: Ultimato lhe serviu como uma espécie de lembrete de que algo assim poderia ser feito.

“Eu achei que a Marvel fez um trabalho brilhante, e com esse filme [Star Wars] era a mesma coisa, porém de uma forma diferente. Mas foi encorajador ver que algo poderia ser concluído dessa forma”, disse Abrams a BBC. “Mas, obviamente, era diferente o suficiente para ser mais um tipo de inspiração e um lembrete de que isso poderia ser feito, do que qualquer outra coisa.”

Para Abrams, a experiência de revisitar os oito primeiros filmes de Star Wars antes de produzir A Ascensão Skywalker foi assustadora, em parte por causa do exímio trabalho de criação de universo de George Lucas.

“Assistir a esses filmes foi difícil porque francamente, George Lucas fez com que parecesse tão fácil, mas não é”, disse ele. “Assistir a eles foi uma coisa humilhante, me fez perceber que isso é uma religião para algumas pessoas. E como você as pega e escolhe quais tópicos, temas e personagens devem seguir em frente? Então rever tudo fez parte do processo e foi tão inspirador quanto intimidador.”

Questionado se foi mais difícil iniciar uma nova trilogia – Abrams também foi o diretor de O Despertar da Força
ou concluí-la, J.J. Abrams foi prático:

“Foi definitivamente mais difícil desta vez, principalmente porque eu estava encerrando não três filmes, mas nove. Obviamente, a pressão de quaisquer que fossem as revelações, quaisquer que fossem as escolhas, qualquer escolha que fizéssemos – literalmente qualquer escolha, narrativa, design, cenário – agradaria alguém e enfurecia outra pessoa”, continuou Abrams. “Então, nós sabíamos que não se tratava de agradar a alguém ou, certamente, a todos – porque eu não sabia como fazer isso, nem acho que você quer entrar em algo com essa ambição – mas você quer fazer algo que parece certo para você. E foi isso que tentamos fazer.”

O que você achou de Star Wars: A Ascensão Skywalker? Concluiu de forma satisfatória a saga de nove filme? Deixe seu comentário!

Leia também:

Diretor de Star Wars: A Ascensão Skywalker vê Rey e Kylo Ren como irmãos

Ator clássico de Star Wars fala sobre o retorno de Palpatine

Tudo o que você precisa saber sobre os Mandalorianos, de Star Wars

Na galeria abaixo, fique com imagens do filme:

Star Wars: A Ascensão Skywalker está em cartaz nos cinemas.

(via ComicBook)

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira