Capa da Publicação

10 melhores diretores que poderiam comandar Vingadores: Guerras Secretas

Por Jaqueline Sousa

O arco das Guerras Secretas é um dos mais icônicos da história da Marvel Comics. E é exatamente por isso que muita gente está empolgada com a confirmação de que a premissa será retratada no Universo Cinematográfico da Marvel, conforme divulgado na San Diego Comic-Con de 2022.

Intitulado Vingadores: Guerras Secretas, o filme tem previsão de estreia só para novembro de 2025, o que significa que ainda há um longo percurso pela frente, e novas informações a respeito devem ir surgindo aos poucos, como a recente notícia de que Destin Daniel Cretton será o diretor de Vingadores: A Dinastia Kang

Mas, então, quem vai comandar a direção de Guerras Secretas? Será que existe um cineasta perfeito para essa posição? É isso que vamos fazer hoje: nesta lista, reunimos alguns diretores que poderiam assumir o projeto!

Imagem de capa do item

Destin Daniel Cretton

Como dito anteriormente, Cretton já está confirmado como o diretor de Vingadores: A Dinastia Kang. O cineasta é o mesmo que dirigiu Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis , o que significa que ele já tem experiência com a dinâmica dos projetos do MCU.

Em vista disso, nada mais justo do que imaginá-lo como uma das opções para comandar Vingadores: Guerras Secretas. Afinal, ele pode pegar o embalo da primeira parte e já dar sequência à segunda, pois ambas tem previsão de estreia para o mesmo ano.

Fora do universo dos super-heróis, Destin é conhecido por ter feito algumas parcerias com a atriz Brie Larson, como nos filmes Temporário 12 (2013) e O Castelo de Vidro (2017). Ele também dirigiu Luta Por Justiça (2019), longa com o ator Michael B. Jordan.

Imagem de capa do item

Nia DaCosta

A cineasta Nia DaCosta é mais um nome que poderia comandar Guerras Secretas. Assim como os profissionais já citados acima, a diretora também tem experiência com projetos do MCU, já que ela está por trás da direção de As Marvels, a sequência de Capitã Marvel, que tem previsão de estreia para 2023.

Em sua carreira como diretora, Nia DaCosta dirigiu A Lenda de Candyman (2012) e Passando dos Limites (2018), filme estrelado por Tessa Thompson.

Imagem de capa do item

Ryan Coogler

O diretor Ryan Coogler é um dos nomes mais promissores da indústria atualmente e, com certeza, seria uma excelente escolha para dirigir Guerras Secretas. Coogler também tem experiência com o MCU, pois é ele que está por trás das câmeras de Pantera Negra (2018) e Pantera Negra: Wakanda Para Sempre (2022).

A filmografia do diretor também conta com Creed: Nascido Para Lutar (2015) e Fruitvale Station: A Última Parada (2013), ambos protagonizados pelo ator Michael B. Jordan.

Imagem de capa do item

Peyton Reed

Peyton Reed, o diretor dos três filmes do Homem-Formiga no Universo Cinematográfico da Marvel, também poderia ser o escolhido para comandar Vingadores: Guerras Secretas. Além de já entender como funciona a produção de um filme da franquia, vai ser por meio de Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania que o vilão Kang, o Conquistador (Jonathan Majors) vai ganhar mais destaque, então o diretor já está ciente da importância do personagem na próxima fase.

Além de seus projetos com a Marvel, Reed dirigiu filmes como Sim Senhor (2008) e Abaixo o Amor (2003).

Imagem de capa do item

Os Daniels

Daniel Kwan e Daniel Scheinert, conhecidos também como Os Daniels, são dois cineastas que estão dando o que falar neste ano. A dupla é responsável por comandar Tudo em Todo Lugar ao Mesmo Tempo, filme estrelado por Michelle Yeoh que vem fazendo um sucesso estrondoso entre o público desde sua estreia.

Se você já assistiu ao longa, deve saber que ele tem como premissa o multiverso, temática bastante presente no MCU (olá, Saga Multiversal). Embora os dois não tenham experiência com blockbusters, seria uma escolha interessante vê-los no comando de Guerras Secretas.

Outro filme bastante conhecido dos diretores é Um Cadáver Para Sobreviver (2016), que conta com Daniel Radcliffe e Paul Dano no elenco.

Imagem de capa do item

Matthew Vaughn

Matthew Vaughn é outro nome bastante conhecido entre os fãs de super-heróis. Com X-Men: Primeira Classe (2011) e Kick-Ass: Quebrando Tudo (2010) no currículo, dirigir Guerras Secretas seria o seu retorno a um território até que bem familiar a ele.

Além dos filmes citados, Vaughn é o nome por trás da franquia de sucesso Kingsman, sendo o diretor dos três longas que compõem a saga.

Imagem de capa do item

Rian Johnson

Mais um diretor que sabe como o universo dos blockbusters funciona é Rian Johnson. Foi ele quem comandou Star Wars Episódio VIII: Os Últimos Jedi (2017), filme que dividiu opiniões no fandom da saga galáctica e, mais recentemente, Entre Facas e Segredos (2019), longa de mistério com ares de Sherlock Holmes.

Johnson não tem experiência com o mundo dos super-heróis, mas isso é o de menos. O cineasta já mostrou que não tem medo de ousar e poderia ser uma ótima opção para o filme dos Vingadores que fechará a Fase 6.

Imagem de capa do item

Joseph Kosinski

Joseph Kosinski se viu diante de uma reviravolta quando Top Gun: Maverick (2022) estreou nos cinemas. O filme estrelado por Tom Cruise ultrapassou a marca de US$ 1 bilhão nas bilheterias, fazendo com que o diretor também ficasse no centro dos holofotes e, com certeza, na mente dos profissionais da área.

Em vista disso, e devido a seu currículo repleto de experiências com blockbusters, Kosinski também poderia estar na mira da Marvel para o comando de Guerras Secretas. Vale lembrar que o diretor já trabalhou com a Disney anteriormente quando dirigiu Tron: O Legado (2010).

Imagem de capa do item

Jon Favreau

Jon Favreau foi o responsável por dar o ponto de partida no Universo Cinematográfico da Marvel quando dirigiu Homem de Ferro (2008). Assim, nada mais justo do que, quem sabe, repetir esse sucesso com a direção de Guerras Secretas.

No MCU, Favreau também é conhecido por interpretar Happy, o amigo e segurança de Tony Stark (Robert Downey Jr.). Já fora da Marvel, Jon comandou o live-action de O Rei Leão (2019) e também está envolvido com The Mandalorian, série do universo de Star Wars.

Imagem de capa do item

Deborah Chow

Deborah Chow tem uma longa história com as séries de TV. A diretora já comandou episódios de Better Call Saul, Mr. Robot e, mais recentemente, assumiu a direção de Obi-Wan Kenobi, produção do Disney+ da franquia Star Wars.

E não para por aí: ela também tem experiência com o universo dos super-heróis, pois trabalhou nas séries Jessica Jones e Punho de Ferro. Sendo assim, Deborah poderia ser uma ótima escolha do estúdio, além de ser uma oportunidade para que ela mostre mais de suas habilidades na indústria cinematográfica.

Imagem de perfil
Jaqueline Sousa

Jornalista. Apaixonada por cinema, música e literatura. | @jqlnsss