Capa da Publicação

Quem é o pai e a mãe de Noturno nos quadrinhos da Marvel?

Por Melissa de Viveiros

Noturno é um personagem com décadas de existência, e cuja história muita gente já conhece. Hoje em dia, sua origem não é um segredo, ainda que esse não fosse o caso quando ele surgiu nas HQs. Muita gente sabe que a Mística é mãe de Kurt Wagner, mas alguns outros planos foram considerados antes disso ser estabelecido nos quadrinhos (via CBR).

Um dos primeiros personagens considerados para serem pais de Noturno foi o Pesadelo, conhecido principalmente como vilão do Doutor Estranho. Esse acabou sendo justamente o motivo pelo qual ele não foi utilizado: Roger Stern, escritor das histórias do Mago Supremo na época, não aprovou a utilização do personagem na trama dos X-Men.

Logo foi estabelecido que a Mística era a mãe do personagem, algo indicado pela primeira vez em Uncanny X-Men #142, de 1981. A confirmação explícita, porém, só veio em 1994, em X-Men Unlimited #4, na qual ela explicitamente afirma ser mãe de Noturno, além de contar sobre o nascimento dele.

O primeiro encontro de Noturno e Mística nos quadrinhos sugere o parentesco dos dois.

Na história, é explicado que ela sacrificou seu filho para fugir da multidão enraivecida que a perseguiu por ser uma mutante, e ao garoto por sua semelhança com um demônio. Após abandoná-lo, ela se passou por um fazendeiro local, dizendo ter matado a mulher e a criança que a multidão perseguia. Outras versões mostram a história de modo um pouco diferente, sugerindo que ela havia o deixado no rio para salvá-lo, e não para se livrar dele e salvar a si mesma.

O escritor Chris Claremont, responsável pela origem de Noturno, também considerou fazer Mística Irene Adler, a Sina, serem os pais biológicos do mutante. A ideia seria que Sina seria a mãe dele, e Mística teria se transformado em um homem para engravidá-la. A ideia, porém, foi descartada pela Marvel.

Assim, quem acabou sendo o pai de Kurt de fato foi o demônio Azazel. Em 2003, isso foi revelado em Uncanny X-Men, já que o demônio teve um caso com Raven, na época casada com um nobre alemão. Ela acabou ficando grávida, e ao dar a luz a Kurt, sua verdadeira forma foi revelada, além da aparência do bebê levar outros a determinarem que ele era um demônio.

Com isso, mãe e filho foram perseguidos e tiveram que fugir por suas vidas. Mística então deixou Kurt à beira de um rio, escapando em seguida. Desde então, foi estabelecido que Mística e Azazel são a mãe e o pai de Noturno. Ainda assim, isso acabou nunca sendo explorado de modo semelhante nos filmes, onde os dois não tem nenhum tipo de relacionamento.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Editora. Graduanda em Letras na UFMG. Elfa noturna em Azeroth, Au'Ra em Eorzea, apoiadora da Casa Martell em Westeros, LoLzeira noxiana e grisha etherealki. Fã de coisas demais e sempre hiperfocada em algo diferente. || @windrunning_