Capa da Publicação

Dragon Ball: Entenda por que os Andróides 17 e 18 não são realmente andróides

Por Nick Narukame

Apresentados originalmente como antagonistas em Dragon Ball Z, os Andróides 17 e 18 estão entre os personagens mais queridos dos fãs da franquia. Porém, o que muitos não sabem é que os dois não são exatamente andróides como seus codinomes deixam a entender (via CBR).

A definição de andróide aponta para um ser completamente tecnológico enquanto a dupla, na verdade, era humana antes de cair nas garras de Dr Gero. Eles se chamavam Lápis e Lazuli e foram sequestrados por Gero, que os torturou e fez vários experimentos com eles.

Andróide 17 e 18 juntos.

A dupla seria melhor considerada como um ciborgue que como andróides.

O mais correto para se referir aos dois seria o termo ciborgue, uma vez que ele é o indicado para humanos com partes mecânicas. Não se sabe ao certo o motivo de Dr. Gero tê-los classificado como andróides, mas é fato que eles não são 100% máquinas como as demais criações de Gero, Andróides 16 e 19.

Mais uma das confirmações de que Andróide 17 e 18 são seres biológicos se dá no fato de que, em Dragon Ball Super, ambos tiveram filhos biológicos, coisa que não seria possível para seres artificiais.

Dragon Ball Super conta com um longa animado em produção pela Toei Animation que, devido a ataques cibernéticos sofridos pelo estúdio, foi adiado e, até então, não possui uma data oficial de estreia.

Mas e você? Sabia dessa curiosidade sobre os andróides? Divida com a gente nos comentários!

Aproveite e confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Nick Narukame

Graduada em Letras pela UFF, moradora do fim do mundo, escritora amadora e cosplayer sem talento. Dotada com o superpoder de fazer as piadas mais sem graça da face da terra. Se quiser alimentar, dê chocolate. || @narukamenick