Besouro Azul: Xolo Maridueña conta como Cobra Kai o ajudou a conseguir o papel do herói da DC

Capa da Publicação

Besouro Azul: Xolo Maridueña conta como Cobra Kai o ajudou a conseguir o papel do herói da DC

Por Flávia Pedro

Xolo Maridueña ficou conhecido mundialmente como o personagem de Miguel Diaz, um aluno de karatê na série Cobra Kai, da Netflix. Mas a série não só ajudou o ator a ganhar fama, como também colaborou para sua preparação física — algo que parece ter sido importante para que ele conquistasse o papel de Jaime Reyes, o Besouro Azul, em um novo filme da DC.

Maridueña se mostrou bastante animado com sua nova fase e sua chegada ao universo de super-heróis. Apesar de muitos detalhes ainda estarem em segredo, o ator tem falado frequentemente sobre seu papel como Besouro Azul no filme. Ao se referir a esse novo papel como um “trampolim” para sua carreira profissional, Xolo falou também sobre sua experiência em Cobra Kai, relacionando as duas grandes oportunidades de sua carreira em entrevista para a Variety:

“Eu tive a chance de construir química com essas pessoas ao longo dos anos em Cobra Kai. Tentar recriar essa química em um período muito menor de tempo vai ser difícil, mas todos esses caras são profissionais. Sei que estou nas mãos de pessoas que são as melhores no que fazem. A oportunidade em Cobra Kai realmente me abençoou; eu posso fazer acrobacias, podemos fazer coisas malucas. Adicionando esse novo nível de tela verde e trajes e CGI e tudo mais adicionará um novo nível louco a isso [Besouro Azul] pelo qual estou muito empolgado.”

O ator Xolo Maridueña.

Ter atuado em Cobra Kai fez com que o ator tenha um condicionamento incrível para cenas que envolvem lutas e muito preparo físico, exatamente o que o mundo dos heróis precisa. Durante sua entrevista, apesar de não poder contar muito sobre seu papel, o ator fala mais sobre a história se tratar de um herói latino (o primeiro do  Universo Estendido da DC Comics a ganhar uma adaptação) e a presença da língua espanhola no filme:

“Eu não sei o quanto posso falar, mas o que posso dizer sobre isso é que a coisa que vai brilhar neste filme é que a experiência Latina não é um monolito. Não é uma história de tamanho-único. Se você fala zero espanhol ou é fluente, você não é mais latino do que qualquer outra pessoa. A realidade é que você pode vir de qualquer origem e no final do dia vocês todos vão se unir para esta missão ou seja lá o que for. A união familiar é o que nos torna latinos e o fato de que apoiamos um ao outro até o fim, é isso que nos torna latinos, não essa língua. Não me entenda errado, vai ter espanhol no filme. Vamos falar espanhol; vai ser como se sentir em casa, mas o espanhol não é a única razão para isso.”

Além do herói latino, a direção do filme está por conta do diretor porto-riquenho Angel Manuel Soto. O filme está programado para fazer sua estreia em 13 de agosto de 2023.

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro