World of Warcraft: Blizzard retira referência transfóbica do jogo

Capa da Publicação

World of Warcraft: Blizzard retira referência transfóbica do jogo

Por Melissa de Viveiros

Após ser alvo de um processo que a acusava de manter um ambiente altamente tóxico de trabalho, a Blizzard Entertainment vem realizando diversas mudanças no conteúdo de World of Warcraft. Entre as alterações mais recentes, o Wowhead, site dedicado ao jogo, destacou a remoção de conteúdo transfóbico, bem como a mudança em falas que chamavam os orcs de “peles verdes”.

O conteúdo transfóbico removido fazia referência ao filme Ace Ventura: Detetive Animal. No jogo, um NPC era chamado de Finkle Einhorn, junção dos nomes de Ray Finkle e Lois Einhorn apresentados no longa. O motivo para a referência ser considerada ofensiva está diretamente relacionado à produção, que tenta construir humor por meio de situações desconfortáveis e sensíveis para pessoas trans por meio dos personagens a que o nome referencia. Isso porque a grande “revelação” do longa se trata de expor Einhorn, apresentada como uma mulher, como “na realidade” sendo um homem, Finkle.

Além de World of Warcraft, a mudança também foi incluída em Hearthstone, game de cartas da franquia que incluía o mesmo personagem. Agora, o personagem passou a se chamar Pip Quickwit.

Personagem com novo nome em WoW. (Crédito: DesMephisto)

Já a segunda grande mudança, relacionada às falas que apresentam a ofensa racial fantasiosa “pele verde”. Apesar de se tratar de uma ofensa fictícia, a alteração não parece estar acontecendo como parte do esforço para retirar conteúdo ofensivo do jogo. A hipótese apresentada pelo Wowhead é que a remoção se deve a um problema com direitos reservados, e seria uma tentativa de evitar conflito com a série Warhammer, na qual Orcs e Goblins são considerados uma raça de “Peles verdes”.

Como a empresa responsável pelo jogo, a Games Workshop, costuma causar problemas por termos comuns utilizados em seus jogos. No caso do termo “peles verdes”, a expressão foi alterada por termos mais genéricos, como “esverdeado”.

Além disso, a empresa continuou a alterar falas com piadas de cunho sexual, ou que sugeriam falta de consentimento em situações sexuais. Referências a desenvolvedores também estão sendo removidas, sendo substituídas por falas mais genéricas. Este não deve ser o fim das alterações, já que o jogo tem um volume muito grande de conteúdo que vem sendo revisado.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Melissa de Viveiros

Editora. Graduanda em Letras na UFMG. Elfa noturna em Azeroth, Au'Ra em Eorzea, apoiadora da Casa Martell em Westeros, LoLzeira noxiana e grisha etherealki. Fã de coisas demais e sempre hiperfocada em algo diferente. || @windrunning_