Capa da Publicação

Vingadores Ultimato: Frank Grillo quase recusou participação no longa

Por Gabriel Mattos

Nenhum outro filme na história foi tão aguardado quanto Vingadores: Ultimato. O longa foi um verdadeiro evento, o desfecho de mais de 10 anos de narrativas no MCU. Mas um Frank Grillo não queria nenhum envolvimento com essa história.

Acordo inicial

Estou falando de Frank Grillo, que interpretou o vilão Ossos Cruzados em Capitão América: Guerra Civil. Grillo estava bastante frustrado com sua minúscula participação no Universo Marvel e não pretendia voltar a atuar em filme de herói.

O ator Frank Grillo esperava aparecer em mais filmes do MCU

Ele revelou para o podcast Lights Camera Barstool que quando ele assinou para viver o agente da Hidra Brock Rumlow, o contrato previa mais seis longas com a Casa das Ideias. Mas quando seu personagem morreu, logo após assumir o manto de Ossos Cruzados, Grillo não conseguiu conter sua frustração.

“A trajetória do Ossos Cruzados teve uma reviravolta drástica e de repente ele estava fora do jogo, certo? Eu fiquei revoltado porque, cê sabe, eu assinei um acordo para sete filmes. E foi tipo ‘Ah, você vai ser parte do Universo Marvel, né?’ e não rolou. Aí quando eles me ligaram e falaram ‘Ah, a gente precisa de você para um filme dos Vingadores em uma semana.’ Eu já cortei logo ‘Pra que?’ e eles mandaram um ‘Bem, nós não podemos…’ e eu tipo ‘Então deixa. Não vou fazer.'”

Um novo acordo

Mas quem assistiu Ultimato pode ter reconhecido Grillo na releitura da cena icônica do elevador de Capitão América: Soldado Invernal — dessa vez, na linha do tempo alternativa de 2012 em que Loki acaba roubando o Tesseract.

Ossos Cruzados prometia ser um vilão maior, mas desapareceu após um único filme

Acontece que depois de muito relutar, Grillo foi convencido por seu filho de 22 anos, um grande nerd apaixonado pela Marvel, que qualquer participação em Ultimato seria uma oportunidade irrecusável.

“Meu filho me falou ‘Você devia ir fazer Vingadores’ e eu respondi ‘Ah é, e por quê?’ ‘Porque eu tô te contando que você PRECISA ir. Eu não ligo se você está no filme por 10 segundos só. É uma parte da história. É grandioso. É uma grande cena. Vai ser aquele momento que todo mundo vai ficar de queixo caído.’ Foi por isso que eu fiz. Por ele, não pelos Russos.”

Parece que no final, tudo deu certo. Mas você gostaria de ver o retorno do Ossos Cruzados no MCU? Não deixe de comentar!

O universo Capitão América continua em Falcão e o Soldado Invernal, que estreia no Disney+ em 19 de março.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse