Tokyo Revengers: História, protagonista, arcos e tudo sobre o mangá e anime

Capa da Publicação

Tokyo Revengers: História, protagonista, arcos e tudo sobre o mangá e anime

Por Flávia Pedro

Atenção: Alerta de Spoilers!

Tokyo Revengers é uma obra de Ken Wakui e no início de 2021 foi adaptada e lançada como anime. Logo que chegou na Crunchyroll teve um grande destaque, principalmente pelo público brasileiro que o classificou como um dos top 3 melhores animes da temporada em que foi lançado.

O mangá de Tokyo Revengers também merece destaque, afinal é a partir dele que a obra foi adaptada. Por isso, vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre o anime e o mangá!

História

Tokyo Revengers gira em torno de Takemichi Hanagaki, um homem de 26 anos mal sucedido na vida em todos os âmbitos, desde o profissional à relações amorosas. Um certo dia, ao assistir um jornal na TV, Takemichi descobre que sua primeira namorada havia sido morta num incidente que envolvia gangues de Tokyo.

Essa notícia mexeu bastante com o rapaz, que ficou pensativo sobre a perda de seu primeiro e único amor. Ao entrar numa estação de metrô, Takemichi é empurrado aos trilhos e quando estava prestes a ser atropelado algo surpreendente acontece: ele viaja 12 anos no passado, voltando para a época de escola quando ainda namorava Hina.

Hina e Takemichi na adolescência.

Ele então tem a chance de, 12 anos no passado, mudar o destino de sua amada e salvá-la do perigo que lhe espera no futuro. O personagem então descobre que sua viagem no tempo funciona com o auxílio de Naoto, o irmão mais novo de Hina. No futuro, Naoto se torna policial e pede ajuda a Takemichi, que faz as viagens sempre que aperta a mão de seu cunhado.

Porém, o protagonista acaba errando ao tomar algumas decisões e isso faz com que o final seja sempre o mesmo: a morte de Hina. Em alguns casos até se agrava, pois Takemichi acaba vendo amigos morrendo no presente como reflexo de suas ações no passado.

Ele realiza os saltos temporais inúmeras vezes na tentativa de salvar todos que ama, mas para isso descobre que precisa adentrar no mundo das gangues de motoqueiros juvenis. Assim, Takemichi conhece a Toman (abreviação de Tokyo Manji) e seus integrantes: o líder Mikey e seu braço direito Draken, além de outros personagens que a história nos apresenta no decorrer dos episódios.

Enredo

O anime mistura em sua trama dois elementos que não são tão explorados: gangues e viagens no tempo. Apesar de viagem temporal ser algo abordado em uma ou outra obra, da forma que vem sendo trabalhada no universo desse anime é novidade.

Já em relação a gangues, no Japão temos alguns mangás que retratam histórias ligadas a Yakuza, gangues juvenis e etc. Mas no Brasil, esse tipo de conteúdo chega em pouca quantidade.

Isso torna a obra original mais interessante e dá um ar de originalidade ao roteiro. A relação entre esses dois elementos casou muito bem, principalmente pela dinâmica em que a viagem no tempo funciona e a relação fraternal entre os personagens.

Viagem no tempo

Naoto e Takemichi e o aperto de mão para voltar ao passado.

A viagem no tempo não nos é apresentada de forma apelativa, como uma ferramenta qualquer do protagonista para ir e vir sempre que desejar e para o momento em que necessita. Aqui ela funciona da seguinte forma:

  • Primeiro ponto: ele não pode sair do momento presente e ir para o futuro. A dinâmica dessa viagem só permite que ele viaje para o passado.
  • Segundo ponto: ele só pode viajar para 12 anos no passado a partir do momento presente após apertar a mão de Naoto. Exemplo: se hoje é natal de 2021, ele só pode voltar para o natal de 2009. Isso é uma regra pré-estabelecida desde sua primeira viagem temporal.
  • Terceiro ponto: o que for feito nesse período em que ele estiver no passado, seja algo bom ou ruim, certo ou errado, permanece. Se nesse passado alguém morre, por exemplo, ao voltar para o presente a pessoa continua morta e ele não pode mais voltar naquela data para salvá-la.

Esses 3 pontos tiram a impressão de que “tudo pode ser consertado quantas vezes o personagem quiser”. Pelo contrário, toda vez que ele volta do passado para o presente precisa lidar com as consequências de suas ações e com o que elas desencadearam.

A Toman

Criada como uma sugestão inicial de Baji, seus amigos Mikey, Draken, Mitsuya, Kazutora e Pa-Chin aderiram a ideia. A Tokyo Manji então surge tendo seu líder Mikey e como vice-líder Draken. Inicialmente foi criada para enfrentar a gangue Dragões Negros, que haviam batido em um de seus amigos. O lema da Toman era:

“Se um de nós se machucar, nós o protegeremos… Uma gangue que é um por todos e todos por um!”

Fundadores da Tokyo Manji.

Porém, é próximo ao aniversário de Mikey que uma tragédia acontece e o rumo dos jovens muda para sempre. Kazutora quer roubar uma moto para lhe dar de presente e pede ajuda a Baji, que aceita ajudar apesar de relutante. O dono da loja que resolveram assaltar era o irmão mais velho de Mikey, mas os garotos só percebem isso após Kazutora atingi-lo com uma chave inglesa na cabeça.

Sano Shinichiro, irmão do líder da Toman é morto, e o ingênuo e bondoso Mikey não existe mais.

Com o tempo a Toman vai crescendo ao vencer diversos confrontos com outras gangues grandes da região e conquistando mais integrantes. No momento em que Takemichi volta no tempo e começa a se envolver com ela, eles já contavam com aproximadamente 100 homens.

Protagonista – Takemichi Hanagaki

Personalidade

Takemichi Hanagaki é um personagem que aos 26 anos percebe que perdeu o senso de direção de sua vida, tendo uma autoestima baixa, chorando com facilidade e vive se desculpando por tudo. Porém, os saltos temporais o mudam completamente.

Lentamente podemos observar que ele passa de apenas uma pessoa covarde para um homem que possui uma determinação inabalável. Mesmo quando se depara com dificuldades que aparentam ser intransponíveis, ele se recusa a recuar, principalmente quando a vida de alguém que ama é posta em risco.

Takemichi no mangá de Tokyo Revengers.

Aos poucos Hanagaki se torna o elo que une a Toman, principalmente depois de várias situações difíceis que seus integrantes tiveram que enfrentar em suas vidas pessoais. Takemichi acaba se tornando o líder não-oficial da gangue, em alguns momentos orientando até o próprio Mikey e o Draken.

Completamente leal a quem considera seus amigos, se torna protetor deles e em diversas lutas – principalmente no mangá – o vemos se recusando a admitir a derrota, colocando até mesmo sua própria vida em jogo.

Habilidades

Takemichi possui a habilidade sobrenatural de voltar no tempo, mas como isso foi explicado em um dos tópicos acima, vamos falar de sua segunda habilidade recém descoberta.

Nos capítulos mais recentes do mangá, descobrimos que, depois de conhecer Senju Kawaragi, o protagonista tem uma outra habilidade após ele ter uma visão futura da morte da garota.

Os limites de funcionamento e o que é gatilho para tais visões ainda é um mistério, não sendo explicado na obra oficial até o presente momento. Mas já havíamos tido sinais de que ele tinha tal perspectiva de visão do futuro em situações como quando vislumbrou Mikey matando Kazutora no Halloween sangrento.

Arcos 

Arcos do anime

Alguns dos membros centrais da Toman.

O anime conseguiu adaptar num total de 24 episódios 3 arcos da obra original. São eles:

  • Arco Toman: é o primeiro arco, onde Takemichi viaja para o passado pela primeira vez e conhece a gangue Manji de Tokyo. É adaptado entre os episódios 1 ao 5 da animação.
  • Arco Moebius: é o segundo arco da série e onde temos o possível assassinato de Draken e a tentativa de Takemichi em evita-lo. Vai do episódio 6 ao episódio 12 do anime.
  • Arco Valhalla: é onde podemos acompanhar um pouco mais sobre o passado da Toman e o momento de ruptura entre Kazutora e seus amigos. Temos o enfrentamento no ferro-velho que resulta na morte de Baji, que não pôde ser evitada pelo nosso viajante. Vai do episódio 13 ao 24.

Arcos do mangá

Ilustração do mangá de Tokyo Revengers.

  • Arco Toman: do capítulo 1 ao 12 do mangá
  • Arco Moebius: do capítulo 13 ao 33 do mangá
  • Arco Valhalla: do capítulo 34 ao 77 do mangá
  • Arco Dragões Negros: ainda não recebeu adaptação no anime, mas conta sobre um confronto interno entre um integrante da Toman e sua relação com seu irmão mais velho, líder atual da gangue Dragões Negros. Vai do capítulo 78 ao 121 do mangá.
  • Arco Tenjiku: quinto arco da história, nele conhecemos um outro irmão de Mikey que, curiosamente, quer matá-lo. É durante esse arco que vemos Takemichi se destacando entre os líderes da Toman onde sozinho, lidera a gangue para uma difícil batalha e não aceita sair derrotado. Vai do capítulo 122 ao 186 no mangá.
  • Arco Boten: com o fim da batalha contra a Tenjiku e após derrotar Kisaki, a Toman se desfaz e Takemichi pode finalmente voltar para o seu presente viver feliz com sua amada e seus antigos amigos delinquentes. Ou assim ele pensou que seria… Vai do capítulo 189 ao 206 do mangá.
  • Arco Final: este ainda está em desenvolvimento. Nele vemos nosso protagonista no presente tentando ajudar e salvar a vida de seu amigo Mikey que, mesmo após Takemichi fazer tudo certo, ainda segue no caminho obscuro. Ele se vê mais uma vez forçado a voltar no passado e ajeitar mais coisas, mas agora de um jeito diferente… Esse arco começa no capítulo 207, mas ainda está sendo lançado.

Onde assistir Tokyo Revengers?

Atualmente o anime está disponível na Crunchyroll com um total de 24 episódios legendados e dublados em português.

Você já assistiu ao anime? Tem acompanhado o mangá? O que você acha das viagens no tempo, da gangue principal e do protagonista? Divide sua opinião com a gente nos comentários!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro