Ray Fisher volta a criticar Warner e estúdio rebate com declaração

Capa da Publicação

Ray Fisher volta a criticar Warner e estúdio rebate com declaração

Por Leo Gravena

A cruzada de Ray Fisher contra a Warner continua a todo o vapor. Após o ator dizer que não trabalharia em nenhuma produção associada à Walter Hamada, o atual presidente da DC Films, diversos sites noticiaram que o ator e seu personagem, o Ciborgue, não retornariam para o filme do The Flash.

Agora, depois de uma grande confusão e acusações de Fisher ao site de notícias The Wrap e ao jornalista Umberto Gonzales de serem “manipulados pela Warner e por Walter Hamada”, um representante da WarnerMedia, em uma declaração ao TheWrap, falou pela primeira vez sobre as investigações relacionadas às acusações de Ray Fisher contra Joss Whedon, Geoff Johns e Walter Hamada durante as regravações de Liga da Justiça, dizendo:

“A investigação foi concluída por uma firma de advocacia de fora, comandada por um antigo juiz federal. Mais de 80 pessoas foram entrevistadas. Temos total confiança em sua meticulosidade e integridade e ações corretivas já foram tomadas. A Investigação foi concluída, está na hora de seguir em frente”. 

Ontem, dia 7, Ray Fisher tuitou um grande fio sobre a situação, citando uma história anterior do TheWrap, que dizia que ele havia sido removido do filme do The Flash e dizendo que além de Joss Whedons, a Warner também vai se afastar de Geoff Johns. Logo após os tuites, a Variety liberou uma matéria confirmando que Geoff Johns continuaria tendo um grande papel como produtor e criador dentro da DC.

Nos tuítes, Fisher disse:

“Eu sugiro fortemente que o TheWrap atualize seu artigo imediatamente. Enquanto aprecio o desejo do reporter em fazer as vontades da Warner e do Walter Hamada – ele está errado. Eu não me afastei publicamente de nada.

 

Se a Warner fez a decisão de me remover de The Flash, ao invés de citar, de qualquer forma, Walter Hamada influenciando a investigação de Liga da Justiça, isso é com eles. A ideia de me remover do papel, ao invés de chamar outro ator, está sendo usada para evitar represálias do público. 

 

A equipe de relações públicas da Warner está lutando para ganhar o controle da narrativa desde que eles falharam em me enterrar e a investigação de Liga da Justiça surgiu em 4 de setembro tendo sido escrita pelo mesmo repórter. 

 

O fato é que a investigação levou a WarnerMedia e suas afiliadas a cortarem ligações com Joss Whedon. Geoff Johns seguirá em breve. Se Wanter Hamada tivesse conseguido o que queria, NADA disso seria possível e o ciclo de abuso teria continuado.”

Geoff Johns deve continuar sendo parte importante da DC nos filmes e TV.

Segundo a Variety, Johns continua uma parte importante da DC, ainda trabalhando como criador e showrunner de Stargirl, além de ter escrito Mulher-Maravilha 1984 e sendo produtor executivo de “Batwoman,” “Patrulha do Destino,” “Titãs” e “Superman & Lois.”

Ray Fisher retornará como o Ciborgue em Liga da Justiça de Zack Snyder, porém seu futuro em outros filmes da DC não parece ser muito bom, já que com Walter Hamada tendo renovado seu contrato com a Warner para continuar como presidente da DC Films.

Veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Leo Gravena

Editor | @LeoGravena
Escrevo sobre cultura geek na internet desde 2012
"Don't look back -- the past is exactly where it belongs."