Capa da Publicação

Loki: Por que as Joias do Infinito estão na AVT (e ninguém liga para elas)?

Por Gabriel Mattos

Atenção: Alerta de Spoilers!

A grandiosa Saga do Infinito, o maior evento cinematográfico de todos os tempos, reuniu uma década de filmes para explorar o poder incomparável do temido Thanos. A chave para sua força eram as Joias do Infinito, pedras preciosas o bastante para controlar as componentes do universo. Loki introduziu a primeira, ainda em Vingadores (2012), e revisitando este momento que começa sua própria série no Disney+.

Entretanto, se até então estas eram a fonte de poder mais absoluto no universo, nas mãos da Autoridade de Variância Temporal (AVT), não passam de pesos de papel inúteis. Uma mudança bem brutal, se me permite dizer. Afinal, como essa organização conseguiu reunir as Joias do Infinito e por que motivo, de repente, ninguém liga para elas?

Por que as Joias do Infinito estão na AVT?

As Joias do Infinito são tratadas como tranqueiras na TVA

Para entender como a AVT conseguiu reunir as Joias do Infinito tão facilmente, basta prestar bastante atenção no vídeo animado da Senhorita Minutos explicando de maneira didática a origem da organização.

O multiverso estava em constante caos até os Guardiões do Tempo combinarem as diferentes realidades em uma única continuidade — a Linha do Tempo Sagrada. A AVT existe para consertar qualquer desvio que ameace o caminho planejado pelos Guardiões, como aconteceu com o Loki.

Ao fugir com uma Joia do Infinito, o Deus da Trapaça criou uma variante que logo foi corrigida pelos Homens-Minuto. Loki foi detido para esclarecer seus crimes temporais, enquanto o Tesseract (ou apenas uma cópia dele) foi mantido como uma evidência.

Anciã explicou os riscos das variantes da Linha do Tempo Sagrada do seu jeito

Se lembrarmos bem da explicação da Anciã em Vingadores: Ultimato, sempre que uma Joia do Infinito é retirada de sua linha do tempo original, existe um risco de uma variante ocorrer, caso ela não seja devolvida no exato instante em que foi retirada.

Logo, sempre que isso acontece, a AVT intervêm, apreende o delinquente temporal e mantém uma cópia da Joia do Infinito como evidência. Isso explica como Casey, o simpático recepcionista da AVT, tem acesso a uma gaveta cheia dessa relíquias.

Por que a AVT não se importa com as Joias do Infinito?

OK, mas qual é o motivo desses artefatos impressionantes terem tão pouca importância para a organização? Bem, podemos perceber que desde que entrou na AVT, tanto Loki quanto o Tesseract perderam completamente seus poderes. Do mesmo modo, naquele lugar, as demais Joias do Infinito não tem efeito algum.

Mobius explica a superioridade da ATV

Enquanto tenta entender a mentalidade de Loki, o detetive Mobius explica que a agência existe fora do domínio do espaço-tempo. Ele até mesmo concorda quando o Deus da Trapaça reclama que eles são como “árbitros divinos do poder no universo“. E esse parece ser o caso.

A hierarquia de poder dos Guardiões do Tempo está acima da influência das Joias do Infinito. Ao longo do episódio, por exemplo, vemos que os Homens-Minuto têm acesso a uma tecnologia capaz de rebobinar o tempo em um objeto específico, tal como a Joia do Tempo. O bastão que eles carregam é capaz de desintegrar uma pessoa, como a Joia do Poder caso seja tocada por uma criatura frágil.

As habilidades das Joias são triviais para aqueles que existem fora das correntes da continuidade. Ao chegar a essa conclusão, Loki chega a constatar: “É esse o maior poder do universo?

“Caçadora B-15, eu vim barganhar!”

Continue acompanhando as travessuras de Loki com os novos episódios da série, toda quarta-feira no Disney+.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Redator que joga mais Switch do que deveria e já leu todo o novo cânone de Star Wars, até os livros ruins. • @gabeverse