Homem-Aranha 2099: Quem é o novo personagem do Aranhaverso?

Capa da Publicação

Homem-Aranha 2099: Quem é o novo personagem do Aranhaverso?

Por Gus Fiaux

Há pouco tempo, a Sony divulgou o primeiro trailer oficial de Homem-Aranha: Através do Aranhaverso, a segunda parte da trilogia que foi iniciada em 2018 com uma animação aclamada pelo público e pela crítica, focada em Miles Morales. Dessa vez, teremos a inclusão de novos Aranhas enquanto Miles viaja entre os universos. E entre os novos personagens, está o Homem-Aranha 2099.

Miguel O’Hara é sua identidade secreta e ele pode até ser bem conhecido pelos fãs de quadrinhos, mas continua sendo alvo de fascínio para quem não conhece muito desse universo. Como assim um Homem-Aranha de 2099? Seria ele descendente de Peter Parker? Neste artigo, respondemos algumas de suas dúvidas sobre o herói que irá abalar as estruturas do Aranhaverso!

Primeira aparição e criadores do Homem-Aranha 2099

Na década de 90, a Marvel Comics estava se arriscando bastante com a ideia de universos alternativos e versões bem diferentes dos heróis clássicos que todos nós amamos. Isso se destacou bastante entre os X-Men, com a formulação da Era do Apocalipse, mas logo iria vir um selo de quadrinhos ainda mais ousado nesse sentido. Idealizada por Stan Lee John Byrne, a linha Marvel 2099 se propunha a imaginar o que aconteceria cem anos no futuro da editora.

Logo, foram desenvolvidos vários títulos solo de personagens que estavam inclusos nessa “previsão”, como Miguel O’Hara, o herói conhecido como Homem-Aranha 2099. E por mais que a ideia do selo tenha vindo de Byrne e Lee, quem criou o personagem e deu a base de suas histórias foi a dupla composta por Peter David (que escrevia a revista d’O Incrível Hulk) e Rick Leonardi (que havia trabalhado no título do Homem-Aranha original).

O personagem apareceu pela primeira vez em uma prévia publicada em The Amazing Spider-Man #365, mas no mês seguinte ganhou seu título solo, Spider-Man 2099 – datada de setembro de 1992. Desde então, o herói acabou sendo uma peça crucial da linha 2099, e chegou a ser trazido para o “presente”, onde teve diversas aventuras ao lado de outros heróis tradicionais da Marvel.

Mas aqui, faz-se necessário uma explicação: originalmente, o mundo de Marvel 2099 era tido como o futuro da já conhecida Terra-616, que é o universo tradicional das histórias da Casa das Ideias. Quando o título começou a fazer sucesso e a editora investiu mais pesado na criação de mundos e histórias alternativas, o selo 2099 acabou virando mais um universo no vasto Multiverso Marvel. A numeração dessa realidade é Terra-928.

Quem é Miguel O’Hara?

Descendente de mexicanos e irlandeses, Miguel O’Hara era um famoso geneticista que trabalhava para a empresa Alchemax, sem saber que era filho de um dos seus chefes (com quem sua mãe havia tido um caso extraconjugal). Ele fazia experimentos para mesclar o DNA de animais a pessoas, inspirado pelas histórias do Homem-Aranha original.

Nos seus experimentos, um dos testes em humanos resultou na morte da cobaia. O’Hara tentou desistir do projeto, mas acabou caindo em uma armadilha. Sua única chance de escapar era usando seu experimento em si mesmo e, assim, Miguel acaba reescrevendo seu código genético e ganha poderes e mudanças físicas. A partir daí, o Homem-Aranha 2099 se tornou inimigo declarado da Alchemax, tentando provar a corrupção interna da megacorporação.

Sua base de operações era a cidade de Nueva York – a versão futurista de Nova York, onde a comunidade latina era mais integrada aos Estados Unidos. Ele também possui uma assistente virtual e holográfica chamada Lyla (o nome é um acrônimo para LYrate Lifeform Approximation), que o auxilia a encontrar focos de criminalidade, além de fazer companhia para ele como uma amiga.

Há alguns anos, após a saga Aranhaverso, a Marvel percebeu a popularidade do personagem e decidiu trazê-lo ao seu universo principal, a Terra-616. Aqui, Miguel também trabalhava na Alchemax – porém, dessa vez, era a versão inicial da empresa que se tornaria um dos grandes impérios genéticos do futuro. Nesse período, ele conheceu alguns antepassados e lutou lado a lado com outros Homens-Aranha.

Poderes e habilidades do Homem-Aranha 2099

Miguel O’Hara tem poderes e habilidades um tanto distintas de Peter Parker por um motivo simples: em vez de ter sido picado por uma aranha radioativa, ele acabou tendo seu DNA mesclado ao de uma aranha normal, e isso fez severas alterações em sua fisiologia. Por conta disso, ele retém algumas habilidades típicas de um Homem-Aranha, como força, velocidadereflexos e durabilidade sobre-humanos.

Porém, as mudanças em seu DNA fizeram com que ele sofresse algumas mudanças físicas, como a criação de garras e até mesmo presas, das quais ele pode inocular um poderoso veneno que, apesar de não ser letal, é paralisante para seus inimigos. As garras saem de seus dedos das mãos e pés, e é assim que ele consegue escalar paredes, além de usá-los como armas para ferir inimigos e cortar materiais resistentes, como concreto.

Miguel também possui uma espécie de longevidade estendida, já que o DNA de aranha em seu corpo o permite se regenerar com muita rapidez. E por mais que não possua um “sentido-aranha”, ele tem a visão aprimorada, com a capacidade de ver objetos a centenas de metros de distância e possa prever o perigo iminente em seu campo de visão. Ele também é capaz de notar ondas de energia e há quem acredite que ele é capaz de enxergar em infravermelho.

Quanto à sua teia, temos algo curioso aqui. Diferente de Peter Parker, Miguel não usa disparadores de teia. Ao ter seu corpo modificado, ele acabou recebendo fieiras (órgãos excretores de teias) nos seus antebraços. Essas teias são orgânicas e são tão resistentes quanto as teias químicas criadas por Peter, e ele pode usá-las para se balançar na cidade ou capturar inimigos. Por fim, o traje de Miguel é feito com um material leve que permite que ele flutue no ar.

Homem-Aranha 2099 através do Aranhaverso

Com o surgimento de diversos Aranhas, várias adaptações foram feitas para abraçar a pluralidade do manto adotado pelo Amigão da Vizinhança. E Miguel O’Hara não ficou de fora dessas adaptações, principalmente nos jogos. Ele já esteve em dezenas de títulos mas se destacou muito em Spider-Man: Shattered Dimensions e sua continuação, Spider-Man: Edge of Time. Além disso, ele esteve em vários mobile nos últimos anos e é uma skin em Marvel’s Spider-Man.

No campo das séries de TV, ele apareceu na terceira temporada de Ultimate Spider-Man, em um arco que tenta apresentar toda a complexidade do Aranhaverso. Mas sua grande estreia nos cinemas está programada para o ano que vem, uma vez que ele será uma das estrelas de Homem-Aranha: Através do Aranhaverso (Parte Um), interpretado por Oscar Isaac.

O filme será uma continuação do bem-sucedido Homem-Aranha no Aranhaverso, de 2018, e dessa vez veremos o querido Miles Morales “saltando” entre as realidades, conhecendo novos Aranhas por onde passa (em vez de só ser visitado por eles, como é no primeiro filme). E pelo primeiro trailer divulgado, ele vai acabar encontrando o Aranha 2099… mas os dois parecem estar se enfrentando.

Ainda não sabemos o que isso significa e se Miguel O’Hara terá um papel de “vilão” na sequência, mas é provável que seja uma luta antes deles se conhecerem e se aliarem, como já é de costume nessas batalhas entre super-heróis. Porém, se você estiver ansioso para conhecer mais do personagem, recomendo rever Homem-Aranha no Aranhaverso, já que ele aparece na cena pós-créditos e tem uma sequência muito divertida!

Homem-Aranha: Através do Aranhaverso (Parte 1) estreia em outubro de 2022.

Abaixo, veja também:

Imagem de perfil
sobre o autor Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Wouldst thou like to live deliciously? || @gus_fiaux