Capa da Publicação

Halle Berry explica por que não se arrepende de ter feito Mulher-Gato

Por Evandro Lira

Já se passaram dezessete anos desde que Halle Berry vestiu o collant da Mulher-Gato em um filme solo da personagem. Produção esta que foi um fracasso de bilheteria e detonado pela crítica, levando Berry a vencer o famigerado Framboesa de Ouro de Pior Atriz.

 

 

Apesar disso, Berry não encara a experiência como algo negativo, já que, financeiramente, o trabalho compensou. É o que conta a atriz em entrevista a Entertainment Weekly:

“Foi um dos maiores salários de minha vida, e não há nada de errado com isso. Eu não quero sentir que eu só posso fazer coisas que me darão prêmios. O que é um desempenho digno de prêmio?”

Sharon Stone e Halle Berry em cena de Mulher-Gato

Halle Berry havia ganhado o Oscar de Melhor Atriz dois anos antes do lançamento de Mulher-Gato, e era na época um dos rostos mais requisitados de Hollywood. Ainda assim, a narrativa que ganhou força é de que ela não “sabia escolher seus filmes” e que de alguma forma estava amaldiçoada pelo Oscar.

Isso deixou Berry desiludida por anos, o que a fez desistir de falar sobre o assunto publicamente.

“Eu simplesmente parei de falar. Não posso continuar permitindo que as pessoas me contem a mesma história, a mesma versão de quem eu sou. As redes sociais tem sido ótimos nesse sentido porque eu consigo ser quem eu sou. E eles podem me encontrar onde estou agora, não no passado”, ela conta.

Atualmente, Berry se prepara para lançar o drama estrelado e dirigido por ela Bruised, que chega à Netflix em 24 de novembro.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira