Chainsaw Man: Entenda como funciona a relação dos contratos no mangá

Capa da Publicação

Chainsaw Man: Entenda como funciona a relação dos contratos no mangá

Por Flávia Pedro

Chainsaw Man é um mangá que vem fazendo grande sucesso no Brasil e já teve sua adaptação para anime confirmada, ganhando um trailer da série. Sua história conta como funciona a relação entre humanos e demônios que ou são extremamente violentas ou funcionam na base de acordos que permitem uma espécie de “parceria” entre ambos os seres.

Mas você sabe como funcionam os contratos e a relação dos humanos que selam esses acordos com os demônios do universo de Chainsaw Man? Vamos te contar tudo o que você precisa saber sobre os contratos sem spoilers que comprometam sua experiência com a história!

Como funcionam os poderes na obra?

Antes de qualquer explicação mais aprofundada, é necessário deixar claro algo que é pré-estabelecido na obra de Chainsaw Man: Toda fonte de poder sobrenatural vem dos demônios, e eles são os seres poderosos que concedem novas habilidades aos humanos.

Assim, todo humano que vemos na obra e que possui qualquer tipo de poder fora do comum, conquistou isso através de demônios.

Estou pontuando isso antes mesmo de explicar a dinâmica de como adquirir esses poderes, pois é de extrema importância estabelecer essa informação para aprofundar nas diversas formas que os demônios podem conceder um contrato para alguém.

Denji e Pochita com Makima refletinda na motossera

Agora que já avisei de onde vem o poder, vamos ver as formas de conseguí-lo.

Contratos e seu funcionamento

Os contratos são basicamente a forma mais comum que os caçadores de demônios utilizam para adquirir novos poderes. Os humanos podem fazer contratos com mais de um demônio e os demônios podem fazer contratos com mais de um humano. O personagem Aki, por exemplo, possuía contrato com o Curse Devil, Future Devil e anteriormente também com o Fox Devil.

Aki e o Future Evil

Nesses contratos os demônios costumam cobrar coisas em troca de seus poderes cedidos, um preço que varia de acordo com cada caçador, da vontade do demônio ou da tarefa que o humano pretende executar. Geralmente se trata de uma troca onde partes físicas do corpo são consumidas toda vez que os caçadores precisam utilizar ou invocar o poder de seu contratante. Logo, os contratos são bem diversificados.

Mas como esses acordos são firmados? Simples: basta que ambas as partes concordem com todos os termos. É um contrato totalmente verbal, não é necessário assinaturas ou processos formais (o que até faz sentido, pois estamos falando de demônios, né?). Depois de firmado, este contrato ele não pode mais ser quebrado por nenhuma das partes. Caso um dos dois não cumpra com o acordo ele pode até ser morto.

A quantidade de poder que cada humano pode receber também varia de acordo com a “boa vontade” do demônio que negocia com ele. Novamente usando o Aki como exemplo, em seu primeiro contrato com o Fox Devil ele acabou saindo em vantagem em relação à outros caçadores pois este demônio dá preferência a pessoas que ele considera bonitas e como havia gostado da aparência de Aki, sempre que ele o invoca, o rapaz utiliza a cabeça desse demônio para atacar.

Aki e o primeiro demônio com quem fez acordo, Fox Devil

Outros caçadores que tem contrato com o mesmo demônio, mas não foram considerados bonitos, por exemplo, quando o invocam utilizam partes “menos nobres” como cauda e patas para atacar seus inimigos. Em contrapartida, sempre que invocava a cabeça deste demônio, Aki precisava dar em troca um pedaço de sua pele.

Também não há número de limites de pessoas para vigorar um único contrato. Ao decorrer do mangá vemos o exemplo do Hell Devil, que firmou contrato com seis caçadores, onde os seis deram sua vida em troca do demônio levar uma única pessoa direto ao inferno.

Nessa parte de mais pessoas em um único contrato também vemos não-caçadores sendo utilizados a partir de autoridades de seus países, que sacrificam vidas de pessoas comuns em troca de algum favor mágico. Na trama esse foi o caso dos Estados Unidos, que ofereceu 1 ano de vida de todo cidadão americano em troca de um contrato com o Pistol Devil.

Vale lembrar, entretanto, que os contratos não são a única forma de conseguir utilizar os poderes demoníacos dentro do universo de Chainsaw Man. Quer saber mais sobre estas outras formas de adquirir poder? Você gostou do mangá? Está ansioso para o lançamento do anime? Deixe nos comentários se quer que a gente traga mais desse universo de demônios e caçadores pra vocês!

Confira também:

Imagem de perfil
sobre o autor Flávia Pedro

Historiadora formada pela UFF e apaixonada por cultura japonesa, animes, mangás, filmes... Criadora de conteúdo no instagram Anime Dicria, viciada em café e leitora de fanfics ruins nas horas vagas. Instagram: fllavia_pedro