O que Animais Fantásticos tem a ver com Harry Potter? Entenda a ligação entre as franquias

Capa da Publicação

O que Animais Fantásticos tem a ver com Harry Potter? Entenda a ligação entre as franquias

Por Evandro Lira

Harry Potter é uma das franquias de mídia mais populares da cultura pop. Ao todo, são 7 livros originais, 3 livros de apoio, 8 filmes, dezenas de jogos, site oficial, peça de teatro, parques de diversão, produtos de merchandising, estúdios para visitação, entre tantas outras coisas.

Há ainda uma série de filmes derivados dos livros originais chamada de Animais Fantásticos e para entender qual a ligação entre essas duas histórias, continue lendo este artigo.

Qual a história de Harry Potter?

Fragmento do pôster de Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2

Harry Potter teve oito adaptações para o cinema e sete livros originais

Harry Potter é, originalmente, uma série de 7 livros escritos pela britânica J.K. Rowling. Estes livros se tornaram 8 filmes (o último livro foi dividido em dois filmes) e narra a história de Harry Potter, um garoto órfão que é maltratado pelos tios e que descobre, aos 11 anos, que é um bruxo. Ao frequentar a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, Harry conhece seus melhores amigos, Rony Weasley e Hermione Granger, e seu mentor, Alvo Dumbledore – guarda esse último nome, pois ele será muito importante.

Logo, Harry passa a conhecer o Mundo Bruxo, uma sociedade tão organizada quanto a sociedade que conhecemos e que vive escondida entre “os humanos normais”. Ao longo dos livros, Harry vai descobrindo todas as particularidades desse mundo, que não é tão diferente assim daquele em que vivemos.

Os bruxos também têm culturas diferentes a depender do lugar onde se vive; eles também têm escolas para educar jovens bruxos; eles também têm governos, leis, prisões, hospitais; e tal qual como nós, eles também convivem com a maldade humana.

Os pais de Harry foram assassinados quando ele tinha apenas um ano de idade. Ambos bruxos, o casal Potter teve sua vida ceifada por um das figuras mais malignas que a bruxandade já conhecera. Seu nome é Lord Voldemort, e ele também tentou matar Harry naquela noite, mas algo deu errado quando o garoto sobreviveu e ele foi destruído.

Passou-se mais de uma década até que Voldemort, que estava fraco mas vivo, ascendesse ao poder novamente. O bruxo das trevas voltou a dominar o Ministério da Magia do Reino Unido e agora, mais forte e cruel do que nunca, tinha como objetivo principal matar Harry Potter. A trama dos sete livros acompanha a trajetória de Harry na tentativa de sobreviver a Voldemort enquanto descobre uma maneira de acabar com o vilão para sempre.

Voldemort acreditava que a sociedade bruxa britânica deveria se curvar perante a ele e que apenas famílias bruxas de “sangue-puro” deveriam ter direito a uma vida de privilégios. Ele odiava aqueles a que os bruxos chamam de “trouxas” — pessoas normais, sem poderes mágicos. Porém, ele definitivamente não foi o primeiro bruxo a se tornar famoso devido à sua intolerância e ambição. E é aí que entra Animais Fantásticos.

O que é Animais Fantásticos? A série é baseada em livros?

Capa da primeira publicação de Animais Fantásticos e Onde Habitam no Brasil

O livro ‘Animais Fantásticos e Onde Habitam’ é um guia de criaturas mágicas do universo Harry Potter

Animais Fantásticos é uma série de filmes derivada de Harry Potter, situada no Mundo Bruxo cerca de 70 anos antes da trama dos sete livros. Trata-se de uma história original criada por J.K. Rowling, que retoma apenas eventos citados brevemente nos livros de Harry Potter.

Apesar de existir um livro publicado por Rowling chamado Animais Fantásticos e Onde Habitam, a série de filmes não tem como base a história do livro, afinal, a publicação é, na verdade, um guia fictício de criaturas mágicas.

Publicado em 2001, Animais Fantásticos e Onde Habitam é uma espécie de enciclopédia de todas as criaturas mágicas que existem no Mundo Bruxo. Na trama de Harry Potter, os estudantes de Hogwarts usam o livro como um material didático. A publicação tem como pseudônimo um autor fictício chamado Newt Scamander, e serviu para ajudar a instituição de caridade Comic Relief, com 80% do lucro do livro indo para crianças que vivem em situação de pobreza no mundo todo.

Em 2013, a Warner Bros. anunciou que estaria produzindo um filme “inspirado” pelo livro fictício, que mais tarde descobriríamos se tratar do primeiro de cinco filmes.

Qual a história de Animais Fantásticos?

Fragmento de pôster de Animais Fantásticos e Onde Habitam

Animais Fantásticos é protagonizado pelo magizoologista Newt Scamander

A história dos filmes de Animais Fantásticos segue Newt Scamander, vivido por Eddie Redmayne. Ele é o bruxo autor do livro Animais Fantásticos e Onde Habitam que décadas mais tarde, na linha do tempo do Mundo Bruxo, será usado por Harry e seus colegas estudantes de Hogwarts.

No primeiro filme, lançado em 2016, Newt ainda está fazendo a pesquisa para seu livro. O personagem trabalha como magizoologista, nome dado à profissão do Mundo Bruxo de quem estuda criaturas mágicas. Na trama, ele desembarca em Nova York com o objetivo de devolver um dos animais que estão sob seus cuidados para seu hábitat natural.

O problema é que Newt acaba se envolvendo em uma confusão quando deixa sua maleta repleta de criaturas ser levada por um trouxa, ou como chamam nos Estados Unidos, um no-maj. A partir disso, Newt se vê envolvido em uma trama ainda maior e mais importante do que esperaria, quando conhece a auror (caçadores de bruxos das trevas) do Congresso Mágico dos Estados Unidos, Tina Goldstein, e descobre uma ameaça tão poderosa e perigosa quanto aquela que o Mundo Bruxo enfrentaria anos depois com Lord Voldemort.

Qual a ligação entre Harry Potter e Animais Fantásticos?

Imagem promocional que mescla Animais Fantásticos e Harry Potter

Animais Fantásticos se passa na mesma linha do tempo de Harry Potter, mas décadas antes

Você deve estar se perguntando “Ok, então a única ligação de Animais Fantásticos com Harry Potter é que o protagonista do filme é o escritor de um livro escolar dos personagens?” Parece estranho, mas inicialmente é isso. Apenas inicialmente. Pelo menos, foi assim que o primeiro filme “foi vendido” lá em 2016. No entanto, ele escondia uma história ainda maior e muito mais relacionada com Harry Potter

No primeiro livro da série, A Pedra Filosofal, lançado em 1997, descobrimos que o diretor de Hogwarts, Alvo Dumbledore — lembra que pedimos para você guardar esse nome? — é um dos bruxos mais respeitados do Mundo Bruxo, sendo um dos motivos para tal o fato dele ter sido responsável por deter um grande bruxo das trevas em 1945 chamado Gerardo Grindelwald.

Isso é apenas um detalhe em meio às diversas informações que Harry descobre ao longo de toda sua jornada em Hogwarts. No sétimo e último livro da saga, As Relíquias da Morte, esse enredo de Dumbledore e Grindelwald retorna quando a jornalista Rita Skeeter publica uma biografia póstuma de Dumbledore.

Ao ler a biografia, Harry descobre muito sobre o passado de Dumbledore, incluindo que o diretor teve uma relação intensa com Grindelwald na juventude, mais precisamente após terminar seus estudos em Hogwarts. É revelado que Grindelwald foi expulso do Instituto de Aprendizagem Mágica Durmstrang, uma escola localizada na Europa do Norte, e foi morar com sua tia-avó em Godric’s Hollow, vilarejo onde Dumbledore morava com a família.

Imagem de Dumbledore e Grindelwald jovens tirada do filme 'Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1'

Imagem de ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1’, Toby Regbo interpreta o jovem Dumbledore e Jamie Campbell Bower interpreta o jovem Grindelwald

Os dois jovens bruxos ficaram tão próximos, a ponto de compartilharem suas opiniões ideológicas em relação aos trouxas. Grindelwald achava que os bruxos eram superiores aos trouxas e que, portanto, deveriam ser subjugados. Dumbledore, segundo a biografia, concordava, embora achasse que tal revolução deveria ser conduzida com cuidado. Para Dumbledore, a violência só seria solução se as coisas saíssem ao controle e que, no fim, toda essa ideia era fruto de um “bem maior”.

Para além de suas ideologias e —  segundo revelou J.K. Rowling posteriormente — amor romântico, Grindelwald e Dumbledore eram obcecados pela história das lendárias Relíquias da Morte, três objetos mágicos extremamente poderosos que, décadas depois, seriam decisivos para a vitória de Harry sobre Voldemort.

Toda essa contextualização é imprescindível para entender a história de Animais Fantásticos, afinal, a trama da nova franquia acontece exatamente na época em que Grindelwald começa a ganhar poder e influência política, por volta do final da década de 1920. O enredo principal dos filmes foca no plano de Grindelwald de tirar os bruxos da clandestinidade e dominarem o mundo, criando uma hierarquia entre bruxos e pessoas não-mágicas.

Imagem que mostra três versões cinematográficas de Grindelwald

Grindelwald foi vivido por Johnny Depp em Animais Fantásticos 1 e 2; por Mads Mikkelsen em Animais Fantásticos 3; e por Michael Byrne em ‘Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 1’

Nesta época, Dumbledore era um professor de Hogwarts, e no segundo filme, Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, descobrimos que a história de sua relação com Grindelwald na adolescência é ainda mais tensa.

Ou seja, apesar do protagonista dos filmes ser o magizoologista Newt Scamander, o verdadeiro enredo da franquia é o desenrolar da ascensão de Grindelwald, com o último filme planejado para mostrar a queda dos bruxos pelas mãos de Dumbledore, em 1945. Os outros personagens da série, tal qual Newt, são peças fundamentais para o fim do reinado do vilão, que dura quase três décadas.

Eu preciso ler ou assistir Harry Potter para entender Animais Fantásticos?

Imagem de três versões cinematográficas de Alvo Dumbledore

Jude Law interpreta Dumbledore em Animais Fantásticos 2 e 3; Richard Harris interpretou o personagem nos primeiros dois Harry Potter; e Michael Gambon nos seis filmes posteriores de HP

Existe uma resposta padrão para esse tipo de pergunta, que é: não, mas seria bom. Felizmente — ou infelizmente — ela é muito precisa para esse caso. Como mencionado antes, a trama que Animais Fantásticos cobre é razoavelmente secundária em Harry Potter, mas muito importante para o universo ficcional do Mundo Bruxo

Quem nunca teve contato com Harry Potter talvez não vá achar aquilo tudo ali interessante, mas vai entender o escopo geral da história. Quem já assistiu a todos os oito filmes sobre o menino bruxo só realmente aproveitará o enredo dos últimos dois filmes para Animais Fantásticos, embora a relação de Dumbledore e Grindelwald nestes seja mencionado apenas de passagem.

Já aqueles que leram os sete livros de Harry Potter desfrutarão da experiência completa que é assistir Animais Fantásticos, com direito à reconhecer personagens coadjuvantes, referências e easter-eggs em todos os filmes. Se você também leu os livros de apoio, tais quais Os Contos de Beedle, o Bardo e Animais Fantásticos e Onde Habitam você será ainda mais contemplado, podendo até reconhecer várias das criaturas que surgem nas produções.

Fique com:

Imagem de perfil
sobre o autor Evandro Lira

Editor, bacharel em Cinema e Audiovisual, bruxo nascido trouxa, filho dos filhos do átomo, mestre dos quatro elementos, fã de mais coisas do que deveria, frequentemente falando sozinho no Twitter. Segue: @evandroslira