Capa da Publicação

Thor Love and Thunder: Conheça o vilão Gorr, personagem de Christian Bale no filme

Por Gabriel Mattos

A Disney não está para brincadeiras na Fase 4 do Universo Cinematográfico da Marvel. Recentemente foi confirmado que o vilão de Thor: Love and Thunder, vivido por Christian Bale, será Gorr, o Carniceiro dos Deuses. Se você ainda não treme só de ouvir esse nome, você vai aprender a temê-lo.

A Origem do Carniceiro dos Deuses

A primeira aparição de Gorr nos quadrinhos foi no relançamento de Thor: Deus do Trovão em 2012, uma colaboração do roteirista Jason Aaron e do ilustrador Esad Ribic. Mesmo sendo uma das ameaças mais recentes enfrentadas pelo Deus do Trovão, ele já está entre os maiores vilões de Thor.

Todo poder e o ódio de Gorr vem de seu passado trágico. Ele nasceu em um planeta completamente desolado, abandonado pelos deuses. Seus filhos e sua esposa não sobreviveram às condições hostis de seu planeta natal. Ele estava sozinho.

Um dia, enquanto caminhava sem rumo devastado por seu luto, Gorr se deparou com um deus que havia caído dos céus. Aquilo o enfureceu profundamente. Os deuses de fato existiam, só não se importavam o suficiente com o seu povo para ajudá-los. Gorr então matou aquele ser egoísta e reivindicou sua arma, a Necrosword. Esse foi o primeiro passo para se tornar O Carniceiro dos Deuses.

Gorr se irrita com os deuses

A Necrosword e os poderes de Gorr

Gorr não se apoderou de uma espada qualquer. A Necrosword (“Necroespada”, em português) é uma das armas mais poderosas da Marvel. Ela foi forjada das sombras vivas do deus simbionete Knull, fortalecida pelo sangue de um Celestial — aquelas criaturas insanamente poderosas que conhecemos em Guardiões da Galáxia Vol. 2. Antes de Gorr, ele também usou a Necrosword para ceifar a vida dos deuses.

Originalmente, Gorr não apresentava nenhuma habilidade especial. Mas ao se tornar o portador da Necrosword, ele ficou praticamente invencível. A espada lhe concedeu super velocidade, resistência, força, longevidade, um fator de cura invejável e a capacidade, ainda que limitada, de manipular matéria.

Gorr enfrenta Thor com a Necrosword

O Plano do Carniceiro

Depois que conseguiu a espada, Gorr dedicou sua vida para caçar e matar todos os deuses. Não bastava livrar o seu planeta dessa escória. Gorr decidiu destruí-los de toda a existência.

Para isso ele decidiu seguir um plano que pode ter implicações interessantes para o próximo filme. Nos quadrinhos, Gorr decide enfrentar três encarnações do Thor de linhas do tempo diferentes.

O primeiro Thor é mais jovem, inexperiente, vindo diretamente da era viking. O segundo é o Thor do presente, que nas HQs não conseguia carregar o Mjolnir por se descobrir indigno. Por fim, temos um Thor líder de Asgard de um futuro distópico em que Gorr dominou tudo que conhecemos.

Os três precisam se unir nos quadrinhos para impedir que Gorr ative uma Bomba Divina (“Godbomb”), capaz de apagar todos os deuses de todas as linhas temporais. Como será que essa viagem no tempo funcionará no filme?

As três versões do Thor de Deus do Trovão

Em Thor: Love and Thunder, temos confirmado a aparição de pelo menos duas versões do Thor: nosso já conhecido Odinson (Chris Hemsworth) e a Jane Foster (Natalie Portman). Quem será o terceiro Thor que defenderá os deuses? Não deixe de comentar!

Thor: Love and Thunder chega aos cinemas no dia 6 de maio de 2022.

Descubra mais 10 coisas que queremos ver no filme:

Imagem de perfil
sobre o autor Gabriel Mattos

Editor, repórter correspondente de Wakanda, caçando Pokémon por onde eu vou! Sempre nas lives da Legião! • @gabeverse